1ª Abordagem: a teoria positivo-funcionalista: (Comte e Durkheim); 1ª Abordagem: a teoria positivo-funcionalista:



Yüklə 445 b.
tarix01.08.2017
ölçüsü445 b.



1ª Abordagem: a teoria positivo-funcionalista: (Comte e Durkheim);

  • 1ª Abordagem: a teoria positivo-funcionalista: (Comte e Durkheim);

  • 2ª Abordagem: a teoria histórico-crítica: (Marx);

  • 3ª Abordagem: a teoria compreensiva (Weber)



Surgimento da iluminismo

  • Surgimento da iluminismo

  • Rousseau em sua obra: “O Contrato Social”, afirmava que o interesse comum era a base da sociedade; esse pensamento serviu de apoio ao Iluminismo.

  • O poder da igreja passou a ser questionado como fonte de poder secular e político, diminuindo a intervenção clerical em assuntos civis e do Estado



No final do século XVIII e começo do século XIX, os antigos regimes totalitários começaram a ruir, no confronto com o liberalismo, em várias partes do mundo, pois este não reconhecia a origem "divina e suprema do Monarca", pois o considerava um "governante" e como tal "um empregado público", podendo ser dispensado, quando não estivesse prestando bons serviços.

  • No final do século XVIII e começo do século XIX, os antigos regimes totalitários começaram a ruir, no confronto com o liberalismo, em várias partes do mundo, pois este não reconhecia a origem "divina e suprema do Monarca", pois o considerava um "governante" e como tal "um empregado público", podendo ser dispensado, quando não estivesse prestando bons serviços.



Primeira corrente teórica sistematizada do pensamento sociológico;

  • Primeira corrente teórica sistematizada do pensamento sociológico;

  • Derivou do “Cientificismo”;

  • Física Social – influência das ciências da natureza – aproximar mundo físico e social;

  • Organicismo: sociedade como organismo constituído de partes integradas e coesas que funcionavam harmonicamente, segundo um modelo físico ou mecânico.



1798 – 1857

  • 1798 – 1857

  • Nasceu em Montpellier, França

  • Filho de uma família católica e monarquista

  • Estudou em Paris

  • Discípulo de Saint-Simon



OBRAS:

  • OBRAS:

  • Curso de Filosofia Positiva (seis volumes 1830 e 1842)

  • Discurso sobre o conjunto do positivismo

  • Sistema de Política Positiva

  • Catecismo Positivista







Comte criou o que chamou de ‘religião da humanidade’: culto não-teísta, no qual Deus seria substituído por uma humanidade racional e evoluída que atingiria esse estágio “mais elevado” conduzida por “homens mais esclarecidos”.

  • Comte criou o que chamou de ‘religião da humanidade’: culto não-teísta, no qual Deus seria substituído por uma humanidade racional e evoluída que atingiria esse estágio “mais elevado” conduzida por “homens mais esclarecidos”.



A proposta que apresenta: A SOCIOCRACIA – Governo da Sociedade – pois nem a aristocracia retrógrada que propõe uma volta ao passado, nem a democracia anárquica tem propostas claras;

  • A proposta que apresenta: A SOCIOCRACIA – Governo da Sociedade – pois nem a aristocracia retrógrada que propõe uma volta ao passado, nem a democracia anárquica tem propostas claras;

  • A Ditadura Republicana seria um “governo de salvação nacional exercido no interesse do povo”



A grande missão é dada aos cientistas e industriais que devem assumir o poder do Estado com energia, prudência e perseverança, tornando o positivismo realmente popular.

  • A grande missão é dada aos cientistas e industriais que devem assumir o poder do Estado com energia, prudência e perseverança, tornando o positivismo realmente popular.

  • A missão regeneradora da “crise moral” é atribuída ao Ocidente, porque desenvolveu o espírito positivo, racional-científico.



Pela Educação Pública: ela é capaz de propagar o espírito científico que conduzirá a sociedade ao estágio positivo, superando o teológico e o metafísico.

  • Pela Educação Pública: ela é capaz de propagar o espírito científico que conduzirá a sociedade ao estágio positivo, superando o teológico e o metafísico.

  • Esta Educação deve guiar-se por um discurso fundado no diálogo, na conversação que permite aos interlocutores a manifestação livre de suas idéias.



Comte acreditava que era necessário superar uma religião que colocava a perfeição como celeste, desconhecia a dignidade do trabalho e colocava a mulher como fonte do mal;

  • Comte acreditava que era necessário superar uma religião que colocava a perfeição como celeste, desconhecia a dignidade do trabalho e colocava a mulher como fonte do mal;

  • Por isso, o ‘novo símbolo da República” seria a mulher. Ela é educadora por ‘excelência’...

  • Possui a primazia do sentimento sobre a inteligência



A Educação deve começar pela família, base do funcionamento da sociedade; devendo ter uma estrutura sólida.

  • A Educação deve começar pela família, base do funcionamento da sociedade; devendo ter uma estrutura sólida.

  • Por isso, “o homem deve sustentar a mulher a fim de que ela possa preencher convenientemente seu santo destino social: educar as novas gerações.



Regeneração da humanidade pela ciência;

  • Regeneração da humanidade pela ciência;

  • Observação, experimentação e comprovação;

  • APTIDÃO e SORTE;

  • Função moderadora das mulheres;

  • Evolucionista, baseia seu pensamento na lei dos 3 estados.



Regeneração da humanidade pela ciência;

  • Regeneração da humanidade pela ciência;

  • Observação, experimentação e comprovação;

  • APTIDÃO e SORTE;

  • Função moderadora das mulheres;

  • Evolucionista, baseia seu pensamento na lei dos 3 estados.



Estado Teológico: explicações pela religião, superstição, fetichismo. Procura causas sobrenaturais. Caracterizado por uma sociedade militar;

  • Estado Teológico: explicações pela religião, superstição, fetichismo. Procura causas sobrenaturais. Caracterizado por uma sociedade militar;

  • Estado Metafísico: explicações pela filosofia. Procura causas abstratas. Caracterizado por uma sociedade de legistas;

  • Estado Científico: conhecimento positivo. Não se procura mais causas, mas Leis. Caracterizado pela sociedade industrial, a mais avançada.



Explicação baseada na fé, Deus como única verdade;

  • Explicação baseada na fé, Deus como única verdade;

  • IMAGINAÇÃO = papel relevante;

  • seres sobrenaturais;

  • mentalidade teológica fundamenta a vida moral da época;

  • crença em poderes IMUTÁVEIS

  • fase + desenvolvida ( monoteísta) ..... transição....



Substituição dos deuses por forças físicas, químicas e vitais;

  • Substituição dos deuses por forças físicas, químicas e vitais;

  • NATUREZA = Deus (teológico)

  • explicar natureza íntima, ou seja, causa primeira e fim último;

  • substituição da imaginação pela argumentação;

  • homem se desvincula do sobrenatural.



OBSERVAÇÃO em troca da imaginação e da argumentação;

  • OBSERVAÇÃO em troca da imaginação e da argumentação;

  • cada proposição positiva deve corresponder a um fato, seja ele particular ou universal;

  • foge ao empirismo, ou seja, não reduz o conhecimento a fatos isolados;

  • abandona a consideração das CAUSAS

  • impossibilidade de reduzir diversos tipos de fenômenos em um só princípio.



Cada ciência se ocupa de determinado grupo desses fenômenos naturais;

  • Cada ciência se ocupa de determinado grupo desses fenômenos naturais;

  • UNIDADE SUBJETIVA= apenas aliada ao método;

  • “ver para prover”;

  • ciência = investigação do real, do certo e do indubitável;

  • fato POSITIVO pode ser quantificado, analisado e comprovado.



  • Ciências Formais (Fórmulas e Axiomas) Naturais e Exatas

  • Ciências Factuais (fatos)

  • Sociais e Humanas



ESTÁTICA SOCIAL, estudo das forças que mantém unida a sociedade

  • ESTÁTICA SOCIAL, estudo das forças que mantém unida a sociedade

  • DINÂMICA SOCIAL, estudo das causas das mudanças



O direito positivo é o direito vigente, garantido por sanções, coercitivamente aplicadas ou, então, o direito vigente aplicado coercitivamente pelas autoridades do Estado e pelas organizações internacionais, quando inobservado. É, finalmente, o direito que, historicamente, é obrigatório para todos.

  • O direito positivo é o direito vigente, garantido por sanções, coercitivamente aplicadas ou, então, o direito vigente aplicado coercitivamente pelas autoridades do Estado e pelas organizações internacionais, quando inobservado. É, finalmente, o direito que, historicamente, é obrigatório para todos.



Surgiu na figura de Auguste Comte. Entre algumas características, podemos destacar: é baseado na totalidade completa, fechada (sem lacunas) do sistema jurídico, preserva a hierarquia das normas, corresponde ao direito positivo.

  • Surgiu na figura de Auguste Comte. Entre algumas características, podemos destacar: é baseado na totalidade completa, fechada (sem lacunas) do sistema jurídico, preserva a hierarquia das normas, corresponde ao direito positivo.

  • O positivismo jurídico caracteriza-se por ser antimetafísico e antijusnaturalista, empirista, por considerar o direito positivo como único objeto da filosofia e das ciências jurídicas.



A ideologia vigente nesta época era a filosofia positivista que tinha por máxima a oposição ao racionalismo antes em voga, introduzindo em contra partida uma concepção naturalista, que visa explicar os fatos segundo o princípio da causalidade.

  • A ideologia vigente nesta época era a filosofia positivista que tinha por máxima a oposição ao racionalismo antes em voga, introduzindo em contra partida uma concepção naturalista, que visa explicar os fatos segundo o princípio da causalidade.



Missão Civilizadora”: a ‘civilização era ‘oferecida’ como forma de ‘elevar essas nações do seu estado primitivo para um nível mais desenvolvido;

  • Missão Civilizadora”: a ‘civilização era ‘oferecida’ como forma de ‘elevar essas nações do seu estado primitivo para um nível mais desenvolvido;

  • Darwinismo social: princípio de que as sociedades se modificam e se desenvolvem num mesmo sentido; passagem de um estágio inferior para outro superior; sobrevivência dos organismos –sociedades e indivíduos – mais fortes e evoluídos.



Acreditando na superioridade de sua cultura, os europeus intervieram nas formas tradicionais de vida existentes nos outros continentes;

  • Acreditando na superioridade de sua cultura, os europeus intervieram nas formas tradicionais de vida existentes nos outros continentes;

  • Complexidade da cultura humana;

  • A regra darwinista da competição e da sobrevivência do mais forte é aplicada às leis de mercado, principalmente pela doutrina do liberalismo econômico.



Entraves ao desenvolvimento: o tradicionalismo e a questão racial

  • Entraves ao desenvolvimento: o tradicionalismo e a questão racial

  • A história e o desenvolvimento: abordagem dualista

  • A desigualdade e o subdesenvolvimento como princípios

  • O desenvolvimentismo



O Darwinismo social justificava o colonialismo europeu no resto do mundo e refletia o otimismo com que o progresso material da industrialização era recebido;

  • O Darwinismo social justificava o colonialismo europeu no resto do mundo e refletia o otimismo com que o progresso material da industrialização era recebido;

  • Dois movimentos na sociedade:

  • ORDEM: princípio necessário para a evolução social ou Progresso. Implica no ajustamento e integração dos componentes da sociedade a um objetivo comum. (Aspecto estático);

  • Aspecto dinâmico: o progresso, a industrialização;

  • Deve prevalecer o estático sobre o dinâmico.



O positivismo exaltava a sociedade européia do século XIX (industrialização) e procurava colocar “ordem na desordem” pós 1789;

  • O positivismo exaltava a sociedade européia do século XIX (industrialização) e procurava colocar “ordem na desordem” pós 1789;

  • Cabe à Sociologia o papel de propor um novo conjunto de idéias para reorganizar a sociedade pós-revolucionária, superando as contradições capazes de levar à anarquia e destruição. Seria uma espécie de “Física Social”.

  • Formulação de uma teoria que vai abrir porta para novas explicações: será com Émile Durkheim que virá o aprofundamento de um método sociológico.



O Positivismo exerceu uma influência muito forte no Brasil, na segunda metade do século XIX, no momento da instauração da República e da elaboração da nova constituição.

  • O Positivismo exerceu uma influência muito forte no Brasil, na segunda metade do século XIX, no momento da instauração da República e da elaboração da nova constituição.















TEORIA RACIAL

  • TEORIA RACIAL

  • EUGENIA

  • BRANQUEAMENTO DA POPULAÇÃO

  • PROGRESSO BRASILEIRO

  • A INFLUÊNCIA DE LOMBROSO – “Italiano Fascista”







  • A antropometria é um método estatístico de análise do corpo humano criado por volta de 1850 para precisar o lugar do homem na natureza e definir os caracteres das raças humanas. Ela foi rapidamente utilizada para apreciar os fatores "biossociológicos" na origem da decadência ou da prosperidade das nações e discriminar os grupos sociais desviantes, criminais ou inadaptados.







  • 1870: Lei do ventre Livre.- 1888: Abolição;

  • -1889: Proc. da República.



Contexto internacional:

    • Contexto internacional:
      • Evolucionismo (“A origem das espécies”, 1859).
        • Sociedade com uma linha evolutiva única, humanidade dividida em etapas.
      • Positivismo
      • Cientificismo




  • A busca por explicações à diversidade humana:

    • O conceito de raça introduzido por Georges Cuvier (1769-1832), em inícios do XIX, inaugurou “a idéia da existência de heranças físicas permanentes entre os vários grupos humanos”.
    • Do darwinismo biológico ao darwinismo social: o que valia para a natureza, valia para os homens, e as desigualdades sociais e políticas eram vistas como diferenças biológicas e naturais.
    • Introdução da idéia de raça na literatura científica no século XIX.
    • A ciência como ideologia >> racialismo, o racismo “científico”


Dizia que toda civilização estava fadada à auto-destruição e que essa vinha de dentro, da miscigenação.

  • Dizia que toda civilização estava fadada à auto-destruição e que essa vinha de dentro, da miscigenação.

  • Toda sociedade nasce racialmente pura e, com o tempo, vai se degenerando: o contato é inevitável.

  • Ambigüidade: Sociedade, ao virar civilização, vira Estado-Nação e passa a ser conquistador ou conquistado. O contato com outros povos move a história mas cava seu fim.



Somente a raça branca ou "Ariana", criadora da civilização, possuía as virtudes mais elevadas do homem: honra, amor à liberdade, etc., qualidades que poderiam ser perpetuadas apenas se a raça permanecesse pura.

  • Somente a raça branca ou "Ariana", criadora da civilização, possuía as virtudes mais elevadas do homem: honra, amor à liberdade, etc., qualidades que poderiam ser perpetuadas apenas se a raça permanecesse pura.

  • Sucesso das instituições depende do sangue do grupo: raça determina os instintos, por isso a política e a economia dependem dela.

  • Decadência é inevitável. Degeneração é a perda do valor intrínseco daquele grupo racial.

  • - Diz que as raças amarelas e negra produzem repulsão e a branca atração. Todas as sub-raças (inclusive os índios) derivam de combinações entre estas.



Postulava a superioridade da raça branca sobre as demais, e nesta distinguia os povos Arianos, os alemães, representando o povo mais civilizado (Monogenia).

  • Postulava a superioridade da raça branca sobre as demais, e nesta distinguia os povos Arianos, os alemães, representando o povo mais civilizado (Monogenia).

  • Sustentou a teoria de que o destino das civilizações é determinado pela composição racial, que os brancos, e em particular as sociedades arianas floresciam desde que ficassem livres dos pretos e amarelos.

  • Quanto mais o caráter racial de uma civilização se dilui através da miscigenação, mais provável que ela perca a vitalidade e a criatividade, e mergulhe na corrupção e imoralidade.



  • -Por outro lado, valoriza a mestiçagem ao dizer que o negro tem valor artístico e. com os amarelos, maior sensualidade. Diz que o problema é que a mestiçagem traz também as coisas “ruins”.

  • -Veio ao Brasil no final no Império.

  • -Previu que o país, dado o grau de mestiçagem, extinguir-se-ia em cerca de 200 anos.



“Se em lugar de se reproduzir por ela mesma, a população brasileira estivesse em situação de minorar com vantagem os elementos desgraçados de sua constituição étnica atual, fortificando-os por alianças de valor mais alto com raças européias, então o movimento de destruição observado em suas classes cessaria e daria lugar a um curso totalmente oposto. A raça se levantaria, a saúde pública melhoraria, o temperamento moral se veria recuperado e as modificações mais felizes se introduziriam no estado social de este admirável país” (Georges Cuvier)

  • “Se em lugar de se reproduzir por ela mesma, a população brasileira estivesse em situação de minorar com vantagem os elementos desgraçados de sua constituição étnica atual, fortificando-os por alianças de valor mais alto com raças européias, então o movimento de destruição observado em suas classes cessaria e daria lugar a um curso totalmente oposto. A raça se levantaria, a saúde pública melhoraria, o temperamento moral se veria recuperado e as modificações mais felizes se introduziriam no estado social de este admirável país” (Georges Cuvier)



Louis de Agassiz

  • Louis de Agassiz

    • Zoólogo suíço - (1807-1873)
    • Poligenista (cada raça vem de uma região geológica).
    • Ao contrário de Gobieneau, não vê lado bom na miscigenação e não a vê como inevitabilidade.
    • "Aqueles que põem em dúvida os efeitos perniciosos da mistura de raças e são levados, por falsa filantropia, a romper todas as barreiras colocadas entre elas deveriam vir ao Brasil. Não poderá negar a deterioração decorrente da amálgama das raças mais geral aqui do que em qualquer outro país do mundo, e que vai apagando rapidamente as melhores qualidades do branco, do negro e do índio deixando um tipo indefinido, híbrido, deficiente em energia física e mental"."


Identidade nacional: a questão da mestiçagem vista através do determinismo biológico.

    • Identidade nacional: a questão da mestiçagem vista através do determinismo biológico.
    • Contexto de surgimento das Ciências Sociais: Nina Rodrigues, Euclides da Cunha, Oliveira Viana etc.
    • Pergunta de fundo: como reverter o atraso brasileiro?
    • Paradigma vigente até os anos 1930.





Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə