Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə101/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   97   98   99   100   101   102   103   104   ...   201

EMILIO SCHAFER DILLY


Resumo: A cultura do feijoeiro no Norte do Estado do Mato Grosso apresenta uma deficiência para atender o fornecimento de sementes para os agricultores, um dos motivos consiste com o manejo inadequado na adubação do nitrogênio. Assim o presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade das sementes de feijão em função de diferentes doses de nitrogênio. Foram avaliadas as sementes produzidas na safra de inverno de 2011 e a safrinha 2012 em estágios de armazenamento (0, 4,). Após a maturidade fisiológica as sementes foram colhidas e avaliadas ( avaliação inicial após a colheita e após 4 meses de armazenamento) quanto à sua qualidade utilizando os seguintes testes: germinação, vigor por meio da primeira contagem da germinação, emergência de plântulas a campo, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica, teor de água e peso de mil sementes. Foram submetidos à análise estatística ambos os dados conforme a época de semeadura e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de significância. No presente trabalho conclui-se que as épocas de semeaduras avaliadas pouco se destacaram em termos de qualidade das sementes, apresentando melhores resultados as sementes de inverno.

Palavras-chave: Phaseolus vulgaris, Adubação nitrogenada, Qualidade de sementes.

Título: EFEITO DO NITROGÊNIO NA QUALIDADE DE SEMENTES DE FEIJÃO – CULTIVAR REQUINTE. HOFFMANN1, W.R.; DILLY1, E.S.; LANGE1. A.; COIMBRA1, R.A. (1UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO – UFMT, SINOP, IACC/SEMENTES, AV. ALEXANDRE FERRONATO 1200, CEP 78557-267, SINOP-MT, WAGNERHOFFMANN_1@HOTMAIL.COM)

Orientador: ROGÉRIO DE ANDRADE COIMBRA

Autor(es):


WAGNER RICARDO HOFFMANN


Resumo: A cultura do feijoeiro apresenta um gargalo em sua produção por não possuir uma oferta suficiente de sementes para atender as demandas dos produtores, sendo está uma das culturas com menor taxa de utilização no país. No norte do Estado de Mato Grosso, os motivos da baixa utilização são a falta de cultivares adaptadas, condições climáticas não muito favoráveis, além da falta de estudos com manejo e adubação. Com objetivo de avaliar a qualidade das sementes de feijão em função de diferentes doses de nitrogênio, foram avaliadas as sementes da safra inverno 2011 da cultivar requinte em quatro estágios de armazenamento (0, 4, 8, e 12 meses posterior a colheita). Após a maturidade fisiológica as sementes foram colhidas e avaliadas no primeiro e segundo estágio de armazenamento quanto à sua qualidade utilizando os seguintes testes: germinação, emergência de plântulas à campo e vigor por meio da primeira contagem da germinação, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica, teor de água e peso de mil sementes. Os resultados obtidos permitiram observar que entre os dois primeiros estágios avaliados, destacou-se em termos de qualidade das sementes, o primeiro estágio de testes, avaliados logo após a colheita, tendo maior vigor nos testes de germinação, emergência de plântulas a campo e vigor a partir da primeira contagem da germinação, envelhecimento acelerado, teor de água e peso de mil sementes, sendo superado apenas no teste de condutividade elétrica pelo segundo estágio de testes. Até o prezado momento conclui-se que assim, que há diferença de qualidade das sementes de feijão em doses de nitrogênio em função do tempo de armazenamento.

Palavras-chave: Feijão, qualidade de sementes, nitrogênio, armazenamento.

Título: EFEITO DO SOMBREAMENTO SOBRE O CURSO DIÁRIO DE TROCAS GASOSAS DE PLANTAS JOVENS DE CURATELLA AMERICANA L.

Orientador: FRANCISCO DE ALMEIDA LOBO

Autor(es):

SILVIO EDUARDO DE OLIVEIRA THOMAS




ÂNDREA CARLA DALMOLIN


Resumo: A intensidade luminosa é um dos fatores do meio que afeta a atividade fotossintética do vegetal principalmente pelo processo de abertura e fechamento dos estômatos e pelo fluxo na cadeia de transporte de elétrons, influenciando diretamente nas trocas gasosas e indiretamente em seu desenvolvimento. O estudo do efeito de sombreamento em espécies de grande ocorrência no cerrado como a lixeira (Curatella americana L.) ajuda na compreensão de como os indivíduos se adaptam, sobretudo nas etapas iniciais do seu desenvolvimento, à disponibilidade da luz no ambiente. O presente trabalho teve por objetivo avaliar de que forma o sombreamento afeta as trocas gasosas em plantas jovens de Curatella americana. Para tanto o experimento foi conduzido no viveiro da Faculdade de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Mato Grosso, em Cuiabá, MT. Após 120 dias da semeadura, as plantas de C. americana foram submetidas a dois diferentes níveis de sombreamento, um com atenuação de 72% da radiação, e outro a pleno sol. As medidas de trocas gasosas (taxa fotossintética, condutância estomática e transpiração) foram realizadas de hora em hora no intervalo entre as 07:00 e 14:00 h e sob a irradiância própria de cada tratamento, por meio de um sistema portátil de medição da fotossíntese modelo LI-6400. O sombreamento promoveu uma redução acentuada da taxa fotossintética e na taxa transpiratória, não apresentando efeito significativo sobre a condutância estomática. Nas plantas de sol, a taxa fotossintética atingiu um valor máximo de 15,53 µmol m-2 s-1 às 12:00 h com uma variação diária de 4,28 µmol m-2 s-1 à 15,53 µmol m-2 s-1 enquanto que nas plantas de sombra os valores variaram entre 1,23 à 4,40 m-2 s-1, com valores máximos sendo atingidos as 11:00 h. A transpiração atingiu a maior taxa de 6,68 mmol m-2 s-1 às 12:00 h em plantas sob o sol tendo o menor valor apresentado às 7:00 h de 2,87 mmol m-2 s-1 e nas plantas de sombra os valores ficaram entre 1,00 e 2,23 mmol m-2 s-1. A condutância estomática teve o maior valor de 0,479 mol m-2 s-1 às 7:00 h em plantas sob o sol e de 0,175 mol m-2 s-1 às 8:00 h nas de sombra. Com variações médias entre 0,19 mol m-2 s-1 a 0,479 mol m-2 s-1 em plantas expostas a pleno sol e de 0,040 a 0,175 mol m-2 s-1 em plantas sombreadas, a condutância estomática não apresentou diferença entre os tratamentos, indicando que a fotossíntese e a transpiração não estariam sendo restringidas pelo fechamento estomático e sim pela quantidade de luz.


Agradecimento: Fapemat, CNPq/INAU, CAPES.

Palavras-chave: lixeira, taxa de fotossíntese, atenuação de radiação

Título: EFEITO DO SUBSTRATO NA GERMINAÇÃO DE DIÁSPOROS DE AROEIRA DO SERTÃO (MYRACRODRUON URUNDEUVA)

Orientador: PATRÍCIA HELENA DE AZEVEDO

Autor(es):

1   ...   97   98   99   100   101   102   103   104   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə