Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə104/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   100   101   102   103   104   105   106   107   ...   201

TATIANE APARECIDA CARDOSO


Resumo: A qualidade da madeira está diretamente relacionada com sua finalidade, por isso, é necessário realizar ensaios de campo, com espécies florestais da região, para obter resultados que possibilitam a classificação da degradação e a recomendação ou não do seu uso em ambientes externos. O presente trabalho visou avaliar a influência da deterioração de cinco essências florestais pela exposição ao longo de 24 meses a intempéries do ambiente e de insetos xilófagos, nas propriedades físicas e mecânicas das espécies. Para isso foram utilizadas as espécies Tectonagrandis “Teca” (Lamiaceae), Azadaractina indica. “Nim” (Meliaceae), Inga sp. “Ingá” (Mimosaceae), Trattinnickia rhoifoliaWilld. “Amescla” (Burseraceae), Bagassa guianensis Aubl. “Tatajuba” (Moraceae). As madeiras utilizadas para avaliar a influência da deterioração nas propriedades físicas e mecânicas, foram aproveitadas de um experimento onde permaneceram por 24 meses em campo de apodrecimento. Para tanto, foram retirados corpos-de-prova com dimensões de 2 x 2 x 20 cm e 2 x 2 x 10 cm (maior dimensão sentido axial). A sistematização de retirada dos corpos-de-prova teve como premissa, uma amostragem que representasse toda a possível variação de densidade ao longo do fuste, bem como de propensão ao ataque dos organismos xilófagos. Desse modo, foram amostradas as áreas de enterramento, de afloramento e de não enterramento, e dentro de cada área do fuste ainda foram retirados corpos-de-prova próximo a casca e próximo a medula. Os corpos-de-prova foram classificados quanto ao grau de deterioração, em função dos danos neles causados pelos organismos xilófagos. Para isto, foi utilizada uma tabela de notas adaptada de LEPAGE (1970). Teve como resultados que a madeira de Azadirachta indica A. Juss “Nim”teve leve ataque de agentes abióticos ou bióticos variando de sadio à ataque evidente, porém moderado de fungos e térmitas, apresentando assim alta resistência ao ataque de agentes abióticos e bióticos em comparação com as demais madeiras estudadas. Por outro lado, a madeira de TrattinnickiarhoifoliaWilld. “Amescla” foi a mais suscetível ao apodrecimento e ao ataque de térmitas tornando-o menos resistente em comparação as demais madeiras. Posteriormente os corpos-de-prova foram destinados aos ensaios de flexão estática, módulo de elasticidade e módulo de ruptura em máquina universal de ensaios. Todas as espécies apresentaram diferenças significativas para os valores médio de massa antes e após intemperismo, assim como, houve diferença significativa entre as espécies. O nim, apesar de ter menor massa específica, 0,56 g/cm³ na qual foi constatada através de analises estatísticas, apresentou melhor resistência à intempéries, consequentemente, menor percentual de perda de massa.

Palavras-chave: espécies; xilófagos; corpos-de-prova

Título: EMPREGO DE AVALIAÇÕES NÃO-DESTRUTIVAS EM MADEIRAS DE ESPÉCIES AMAZÔNICAS SUBMETIDAS A ENSAIOS DE CAMPO

Orientador: JANAINA DE NADAI CORASSA

Autor(es):

LUMA RODRIGUES MOREIRA


Resumo: Dentre os métodos não destrutivos mais utilizados o ultrassom destaca-se por ser econômico, rápido e eficiente, esse método nos permite uma classificação e recomendação da sanidade da madeira para diversos usos. O presente trabalho foi realizado em Sinop- MT durante os meses de junho de 2011 a junho de 2012. Avaliou-se a resistência de corpos-de-prova oriundos de toras de cinco espécies florestais em ensaios de campo de apodrecimento, onde foram feitos ensaios não destrutivos, utilizando o ultrassom, para a análise estrutural e índice de deterioração da madeira. As madeiras utilizadas foram das espécies Tectona grandis “Teca” (Lamiaceae), Azadaractina indica. “Nim”(Meliaceae), Inga sp. “Ingá” (Mimosaceae), Trattinnickia rhoifolia Willd. “Amescla” (Burseraceae), Bagassa guianensis Aubl. “Tatajuba” (Moraceae). Para isso foi realizado duas leituras do tempo de propagação das ondas e, a partir da razão entre o valor médio dessas e a distância do trecho percorrido (comprimento real do corpo-de-prova) calculou-se a velocidade de propagação das ondas. Além disso, foram estimados os módulos de elasticidade e de ruptura em função da massa específica básica e da constante elástica dinâmica, por meio de análise de regressão linear. A determinação do tempo de propagação das ondas ultrassônicas foi realizada no centro das amostras, considerando a direção longitudinal da madeira. A tatajuba apresentou maiores médias de massa específica básica, resistência a compressão paralela as fibras e módulo de ruptura a flexão estática. O ingá apresentou maiores médias para o módulo de elasticidade dinâmico a flexão estática. Sendo assim, constatou-se, que houve diferença significativa dentro das espécies, nas avaliações de índice de deterioração da madeira, sendo que o nim e a tatajuba foram às espécies que apresentaram melhores e piores resultados, respectivamente

Palavras-chave: Utrassom, durabilidade, entomologia, proteção florestal

Título: ENCENAÇÕES DO EU FEMININO EM UMA PROSA DE BALZAC: FRONTEIRAS ENTRE LITERATURA E SUBJETIVIDADE

Orientador: FAUSTO CALAÇA GALVÃO DE CASTRO

Autor(es):

AURELINO SILVA DA CONCEIÇAO


Resumo: A proposta deste trabalho foi de discutir os processos de composição, decomposição e recomposição do eu da personagem Dinah de La Baudraye, protagonista do romance “A Musa do Departamento”, publicado por Honoré de Balzac em 1843. Neste percurso, estabelecemos algumas discussões a respeito da relação entre literatura e subjetividade. Metodologicamente, nos baseamos numa leitura sociocrítica – expressão utilizada na perspectiva francesa da “sociologia da literatura” (sociocritique) – dos processos de subjetivação por meio da literatura para examinar o “cuidado de si” no contexto cultural do século XIX e, neste, identificamos os significados históricos de diferentes temas relacionados à subjetividade. Para tanto, a noção de “cuidado de si” segundo Michel Foucault foi utilizada como referencial teórico. Uma vez que a perspectiva foucaultiana se volta mais para os procedimentos da produção do sujeito e da subjetividade do que para o estudo dos fundamentos teóricos ou metafísicos desta produção, tal perspectiva se constitui como um referencial adequado ao estudo do “eu” por meio da escrita literária. Assim, pudemos afirmar que as encenações da personagem Dinah expressam as tentativas de emancipação da mulher no início do século XIX e a possibilidade de preservação do “eu” diante dos conflitos sociais (vida conjugal, anseios de destaque na sociedade, relações extraconjugais, etc.). Neste sentido, o objetivo desta pesquisa foi o de promover uma discussão sobre a constituição da feminilidade no âmbito dos estudos literários por meio de um estudo dos conflitos históricos e sociais expressos pelo “eu” de uma personagem balzaquiana. Ao ler o romance A Musa do Departamento, identificamos algumas estratégias balzaquianas de representação de uma mulher que – para além dos determinismos sociais que pesam sobre as relações entre os gêneros – estabelece para si mesma, algumas “manobras” que lhe permitem se constituir como sujeito. Assim, por ter antecipado e apresentado – diríamos, também, “inventado” – algumas possibilidades de novas expressões da feminilidade, Balzac se torna um autor essencial nos debates atuais sobre relações de gênero, mais especificamente sobre as questões pertinentes à feminilidade. Por fim, concluímos que Balzac compõe, decompõe e recompõe o eu da personagem no sentido de representar as tentativas de uma mulher fictícia que, em meio às rupturas e contradições de sua vida, busca constituir enquanto sujeito outras formas de subjetivação, outras formas de vida da mulher na sociedade francesa oitocentista.

Palavras-chave: feminilidade, constituição do eu, cuidado de si, Balzac

Título: EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DE DOENÇAS EM SOJA

Orientador: DANIEL CASSETARI NETO

Autor(es):

1   ...   100   101   102   103   104   105   106   107   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə