Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə115/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   111   112   113   114   115   116   117   118   ...   201

THAÍS EUFRÁSIA COSTA DE SOUZA


Resumo: A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA), popularmente conhecida como AIDS, é um problema de saúde que acomete o sistema imunológico da pessoa, facilitando assim o desenvolvimento de doenças oportunistas. Todavia, as pessoas que convivem com essa condição crônica enfrentam adversidades que extrapolam a dimensão patológica, vivenciando situações que remetem ao preconceito e estigma da sociedade. Assim sendo, faz-se necessário atentar para o modo como as pessoas se integram neste processo de adoecimento, considerando-o como um movimento peculiar que envolve o meio social em que vivem. O presente estudo tem por objetivo compreender a experiência de cuidado a saúde de adultos acometidos pela SIDA e de seus familiares. Trata-se de um estudo de caso, com abordagem qualitativa, realizado em um hospital universitário do município de Cuiabá-MT, que é referência ao atendimento de pessoas com essa condição crônica. Os sujeitos desde estudo foram: uma pessoa com SIDA há 9 anos e sua cuidadora. A coleta de dados ocorreu entre os meses de março a maio de 2012, por meio de entrevistas abertas e observação participante, e foram analisados por meio da análise de conteúdo, do tipo temática. A partir desta, chegou-se nas seguintes categorias: o preconceito vivenciado por uma pessoa que tem SIDA e pela sua cuidadora; as redes de apoio e sustentação presentes na vida de Emanuela; e, as trajetórias empreendidas na busca por cuidado. O preconceito ainda é um desafio às práticas profissionais de saúde.

Palavras-chave: Síndrome de imunodeficiência adquirida; Preconceito; Apoio Social

Título: EXPERIÊNCIA DE CIRURGIA BARIÁTRICA: TRANSFORMAÇÕES FISIOLÓGICAS E SEUS REFLEXOS NO COTIDIANO

Orientador: ALDENAN LIMA RIBEIRO CORRÊA DA COSTA

Autor(es):

FABIANA FRANCINE DA SILVA PAULA


Resumo: EXPERIÊNCIA DE CIRURGIA BARIÁTRICA: TRANSFORMAÇÕES FISIOLÓGICAS E SEUS REFLEXOS NO COTIDIANO.

Fabiana Francine da Silva Paula ( VIC)

Aldenan Lima Ribeiro Corrêa da Costa (Orientador- Departamento de Enfermagem-FAEN/UFMT- aldenan@yaho..com.br)


Esta pesquisa compôs o “projeto de extensão em interface com a pesquisa: formação de terapeutas comunitários, assistência à saúde estudantil e pesquisa-ação”, financiada pela FAPEMAT e teve como objeto de estudo as alterações fisiológicas que pessoas que realizam cirurgia bariátrica podem apresentar no período pós-cirúrgico. Objetivou-se compreender a experiência da redução do peso corporal na sua relação com as transformações fisiológicas processadas a partir do procedimento cirúrgico realizado. É uma pesquisa qualitativa, de caráter descritivo e exploratório, realizada no contexto sociocultural de um hospital universitário de Mato Grosso. Os dados foram obtidos mediante entrevistas semiestruturadas no período de maio a julho de 2012. A amostra foi constituída por 05 dos 10 trabalhadores que realizaram cirurgia bariátrica em hospitais de Cuiabá-MT e estavam em atividade no hospital da pesquisa durante a coleta dos dados. A interpretação do material coletado seguiu os ensinamentos da análise de conteúdo. Os resultados foram obtidos a partir dos dados empíricos das narrativas -se a três categorias: 1. Mudanças ocorridas no corpo biológico. Nesta, algumas mudanças se destacaram como indesejáveis, tais como: o contorno corporal flácido; a dificuldade na ingestão de alimentos; o olfato exacerbado para alguns odores; o paladar alterado; os ruídos abdominais aumentados e odor fétido das fezes diferente do anterior ao procedimento cirúrgico; os ossos fragilizados; o enfraquecimento e quebra dos cabelos e unhas; e o surgimento de pelos na face. Já as mudanças desejáveis se caracterizaram, principalmente, pelo emagrecimento do corpo possibilitando a realização de atividades com maior independência da pessoa naquilo que antes era feito com muita dificuldade, ou não era capaz de fazer. 2. Repercussões da cirurgia bariátrica no cotidiano familiar e social. Aqui se destacou a melhora da autoestima e autoimagem, que é resultado da perda de peso, onde a pessoa passa a se sentir mais bonita e é estimulada a se tornar mais vaidosa. 3. Mudanças sentidas e observadas no comportamento: aspectos pessoais, sociais e culturais. Nesta categoria sobressaiu a insegurança quanto a própria identidade; o temor de se tornar alcóolatra, trocando a compulsão por comida para o álcool; medo de cair os dentes que está relacionada a má absorção de nutrientes; o aumento no gasto financeiro com alimentação, pois o cirurgiado passa a seguir uma dieta especifica e alimenta-se com mais frequência e, a inquietação quanto a possibilidade de separação conjugal. Concluiu-se que a pessoa idealiza a cirurgia bariátrica como solução para os problemas decorrentes da obesidade, mas que partir da sua realização inicia-se uma nova condição crônica, na qual necessidades variadas se apresentam em cada fase exigindo adaptações, adequações e o encaminhamento da vida de um novo modo.

Palavras-chave: obesidade,cirurgia bariatrica,alterações fisiologicas

Título: EXPRESSÃO DO RNAM DE FATORES DE TRANSCRIÇÃO LIPOGÊNICOS E DO MIRNA-335 EM FÍGADO DE RATOS NEONATOS SUBMETIDOS À RESTRIÇÃO PROTÉICA INTRA-UTERINA

Orientador: MÁRCIA QUEIROZ LATORRACA

Autor(es):

NAIARA CRISTIANE SILVA PEREIRA


Resumo: Deficiências nutricionais durante a vida fetal têm sido relacionadas com a obesidade e resistência à insulina na vida adulta. A resistência à insulina induz, no fígado, alterações que recebem a denominação geral de doença hepática gordurosa não alcoólica. A acumulação de gordura hepática é determinada pelo balanço entre síntese e degradação de lipídios. A insulina é provavelmente o principal fator hormonal que influencia a síntese de ácidos graxos, por estimular a expressão de enzimas lipogênicas mediada pelos fatores de transcrição SREBP-1c (proteína ligadora dos elementos regulados por esteróis 1c) e PPAR-??(receptor ativado por proliferadores do peroxissoma gama). A expressão de genes é regulada, entre outros fatores, por microRNAs (miRNA), sendo o miRNA-335, um importante regulador de genes lipogênicos em fígado de ratos obesos. No presente estudo, avaliamos o efeito da restrição proteica na vida intrauterina sobre a expressão do RNA mensageiro do SREBP-1c e PPAR? e do miRNA-335 no fígado de ratos neonatos. Ratas Wistar adultas (90 dias) receberam dieta hipoprotéica com 6% de proteína (grupo HP) ou normoprotéica com 17% de proteína (grupo C) à base de caseína durante a prenhez. Crias dessas ratas foram pesadas ao nascer e os neonatos com 1 a 3 dias de vida foram sacrificados por decapitação e laparotomizados para a exposição e a remoção do fígado. O peso corporal ao nascer A expressão do RNA mensageiro e do miRNA-335 foi determinada por PCR em tempo real em fígado de neonatos machos (grupos CM e HPM) e fêmeas (grupos CF e HPF). A expressão do miRNA-335 foi similar entre os grupos CM e HPM (0,004± 0,006 e 0,180± 0, 313, respectivamente), assim como em CF e HPF (0, 011 ± 0, 014 e 0,05 ± 0, 049, respectivamente). A expressão do RNAm do SREBP-1c, alvo do microRNA 335, também não diferiu entre os grupos CM e HPM (2,35 ± 2,69 e 1,89± 3,49, respectivamente) e nos grupos CF e HPF (0,31 ± 0,21 e 2,75 ± 3,37, respectivamente). Não foi possível quantificar a expressão do RNAm do PPAR? no fígado de ratos neonatos em ambos os sexos. Assim, os resultados sugerem que a restrição proteica na vida intrauterina não altera a expressão de genes envolvidos na síntese de ácido graxos no fígado de animais neonatos.

Palavras-chave: restrição protéica intrauterina, miRNA-335, expressão gênicas, fatores de transcrição, fígado

Título: EXTRAÇÃO E SEPARAÇÃO DE CONSTITUINTES DO EXTRATO DA POLPA DE SYZYGIUM CUMINI (JAMBOLÃO)

Orientador: MARCELO F. LIMA

Autor(es):

1   ...   111   112   113   114   115   116   117   118   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə