Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə122/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   118   119   120   121   122   123   124   125   ...   201

DAYANNE DARTH ANANIAS


Resumo: AA literatura sociológica indica que, desde a década de 1980, tem crescido o número de famílias chefiadas por mulheres e também de famílias monoparentais chefiadas por mulheres. Nesse trabalho, investigamos a realidade socioeconômica dessas famílias em Mato Grosso traçando perfil padrão a partir do perfil das despesas e dos rendimentos das famílias chefiadas por mulheres. Os dados utilizados neste estudo são secundários, as bases são a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) e a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicilio (PNAD), realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para tanto recorremos a estatísticas descritivas, e aplicamos também o método de regressão múltipla (MQO), que estima a formação de renda das mulheres chefe de famílias a partir do arranjo familiar mono ou biparental, e de desigualdades atribuídas como cor de pele e idade, e desigualdades adquiridas como anos de estudo. De modo geral, verificou-se que, considerando um mesmo nível educacional, uma mulher de família monoparental ganha aproximadamente 46% a menos que uma mulher de família biparental, tal desigualdade tende a aumentar quando consideramos cor branca, e idade mais elevada. Estas variáveis aparecem como conducentes à ascensão da renda. Quanto à preferência do consumo, foi constatado que cerca da metade da renda das famílias chefiadas por mulheres são gastos com habitação e alimentação.Em relação aos rendimentos das mulheres chefes de família, podemos dizer que ele é predominantemente proveniente do trabalho e de transferência (principalmente, pensão e aposentadoria).

Palavras-chave: Chefes de Famílias; Indicadores Socioeconômicos; Famílias Monoparentais

Título: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA NOS COLÉGIOS: SALESIANO SÃO GONÇALO E LICEU CUIABANO

Orientador: CLEOMAR FERREIRA GOMES

Autor(es):

DANIELLE DOS SANTOS SCHIMANOSKI


Resumo: Pesquisa histórica do tipo descritiva, que tem como objetivo o conhecimento sobre a Educação Física nos colégios mais antigos de Cuiabá. As duas instituições de ensino escolhidas foram: Colégio Liceu Cuiabano, que foi fundada em 07 de Março de 1880 e o Colégio Salesiano São Gonçalo, que tem sua data de fundação registrada em 01 de Setembro de 1894. Foi feito o levantamento de referencial teórico através das Secretarias e Bibliotecas do Liceu Cuiabano e do São Gonçalo, entrevista com alunos, ex-alunos, professores, ex-professores e todo o corpo docente das escolas. Em 1905 houve uma tentativa de implantar disciplinas modernas em função da equiparação do Liceu Cuiabano e do Salesiano São Gonçalo com o Pedro II, do Rio de Janeiro, obrigando a remodelação e incorporação de algumas disciplinas, tais como música, ginásticas e artes e ofícios. No ano de 1910 iniciou-se o movimento de modernização da Educação Física em Cuiabá, o principal marco desse movimento foi a Reforma Educacional, que teria como objetivo a recuperação do nacionalismo com, saúde, educação, civismo e valores nacionais e o serviço militar obrigatório. A disciplina de Ginástica teve o seu primeiro registro apenas em 1916, a disciplina era tratada com menos importância que as outras, enfatizando o seu caráter prático e o fato de não ser uma matéria que tenha o poder de reprovar o aluno; nem no certificado de conclusão do curso aparecia a disciplina de ginástica. Uma particularidade do Colégio Liceu Cuiabano em relação às aulas, todos participam das mesmas atividades, ambos os sexos. No Salesiano São Gonçalo a educação era ofertadas por padres e bispos da Igreja Católica. Após a sua fundação o número de alunos começou a crescer e, para atender a demanda, mudaram de endereço e fundaram o “Liceu de Artes e Ofícios São Gonçalo” onde eram atendidos jovens carentes. As aulas no São Gonçalo eram baseadas na escola de ginástica francesa que chegou ao Brasil em 1921, que tinha como finalidade desenvolver qualidades físicas, psicológicas e morais. Após o Golpe Militar de 1937 a educação deixa de ser direito de todos. A Educação Física passa a ser obrigatória em todas as escolas primarias e secundarias. De 1945 ate 1964 a Educação Física preocupa-se com a juventude que esta na escola, começa a ser criadas fanfarras, gincanas e desfiles nas escolas, visando sempre à integração saudável entre os alunos. Após 1964, as escolas têm os desportos de alto nível como preferência. Nos anos 80, surgem concepções e praticas pedagógicas libertadoras, na perspectiva de desenvolver uma Educação Física para o ser humano. Atualmente a Educação Física não tem uma identidade formada. As aulas não seguem uma filosofia que trate o esporte educacional como uma matéria importante para a sociedade.

Palavras-chave: História; Cuiabá; Liceu Cuiabano; Salesiano São Gonçalo

Título: HISTÓRIA DO HANDEBOL EM MATO GROSSO

Orientador: CLEOMAR FERREIRA GOMES

Autor(es):

BRUNA KAROLINE BARBOSA TAQUES


Resumo: Este texto que ora se apresenta tem como objetivo a feitura de uma pesquisa do tipo descritiva, visto que sua meta situa-se na busca de um registro histórico da Educação Física e do Esporte no Estado de Mato Grosso. Com a existência de várias modalidades no esporte, a escolhida para este estudo foi o Handebol. Feito levantamento de referencial teórico, contato com a Secretaria de Esporte e Lazer do Estado, Secretaria Municipal de Esporte e Cidadania de Cuiabá, Secretaria Municipal de Várzea Grande, Federação Mato-grossense de Handebol e contato com professores e ex-professores de Educação Física, secretários e ex-secretários de esporte, atletas e ex-atletas. Em 1973, na Escola Técnica Federal de Mato Grosso aconteciam os “Jogos Estudantis Cuiabanos”, que foi o marco do Handebol em Mato Grosso. Após esses jogos, pela primeira vez Mato Grosso participaria dos Jogos Estudantis Brasileiros (JEBS), no Distrito Federal, com uma participação discreta devida ao nível técnico dos atletas da época. Após o retorno de Brasília, o Handebol teve um impulso expressivo devido ao estímulo dado pela Prefeitura Municipal de Cuiabá e Departamentos de Esportes do estado, o que fez com que os técnicos procurassem atualizar-se para criarem novos “valores” e assim foi feito por alguns técnicos de Cuiabá. A partir de 1975, um grupo de atletas dedicou-se aos treinamentos estimulados pelo atleta e técnico Edmur Carmona, que trouxe para Cuiabá novas técnicas e sistemas táticos do Handebol moderno, oferecendo uma “injeção de ânimo” aos novos atletas e novas rivalidades. Entre 1975 e 1980 vieram para Mato Grosso outros técnicos como Professores José Carlos Paulino Gonçalves, George Washington Profeta e Roberto Jaime dos Santos, oportunizando ainda mais a disputa pelas melhores colocações nos jogos. Na década e 80, foi criada a Federação Mato-grossense de Handebol que pouco impulsionou o esporte devido à falta de apoio dos órgãos competentes. Com desculpas na crise financeira dos estados e municípios, e por falta de um plano de metas dos órgãos competentes, a grande maioria dos esportes ficou estagnada por falta de apoio. A década de 90 ficou marcada pela não participação de Mato Grosso em eventos nacionais, situação que excluía a prática de esportes na escola e a falta de promoções esportivas que estimulariam o atleta a treinar. Nos dias dia hoje, a Federação Mato-grossense de Handebol promove alguns torneios e a única que acontece todos os anos para promoção do esporte é o UNICUIA.

Palavras-chave: História. Handebol. Mato Grosso

Título: HISTÓRIA E GEOLOGIA NO ESTUDO DA COLONIZAÇÃO E GARIMPOS DE JUÍNA - MT

Orientador: VITALE JOANONI NETO



Autor(es):
1   ...   118   119   120   121   122   123   124   125   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə