Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə137/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   ...   201

KATIA APARECIDA DE SIQUEIRA


BRUNA ARRUDA SOARES PARPINELLI

Resumo: Microrganismos endofíticos são aqueles que vivem no interior de tecidos vegetais em pelo menos um período do seu ciclo de vida sem causar danos aparentes ao hospedeiro. Dentre os produtores de compostos bioativos naturais, os microrganismos representam uma fonte rica de metabólitos biologicamente ativos apresentando ampla aplicação como antibióticos, antifúngicos e antitumorais, tornando um importante alvo em estudos aplicados na área médica e agronômica. O presente trabalho teve como objetivo isolar e caracterizar a comunidade de microrganismos endofíticos de raízes de Combretum lanceolatum Pohl ex Eichler. No isolamento foram utilizadas raízes previamente lavadas em água e sabão, e em seguida seccionadas em fragmentos de aproximadamente 1 cm de comprimento. Na câmara de fluxo laminar, o material foi desinfestado superficialmente e depositados em placas de Petri contendo BDA (Ágar-Batata-Dextrose) incubadas e acompanhadas periodicamente para avaliação do crescimento de microrganismos a partir de fragmentos vegetais. Após o isolamento as linhagens bacterianas foram purificadas, para a caracterização foram realizados testes de coloração de gram. Para os fungos isolados foi realizada a técnica do microcultivo em BDA, com o auxílio de chaves específicas. Este trabalho resultou em 105 linhagens de fungos e 56 de bactérias endofíticas obtidas das raízes de C. lanceolatum resultando numa taxa de colonização de 76,83%. Houve predomínio de bactérias bacilos gram positivas variando entre os arranjos simples (64%) ou estrepto (36%). Entre os fungos não foi possível a identificação devido à ausência de estruturas reprodutivas nas condições testadas. Este é o primeiro trabalho que descreve a presença de endofíticos e sua diversidade em raízes de C. lanceolatum.

Palavras-chave: Combretum lanceolatum; Endofíticos.

Título: IXODOFAUNA DE ANIMAIS SILVESTRES E HUMANOS NA REGIÃO NORTE DE MATO GROSSO

Orientador: ARTUR KANADANI CAMPOS

Autor(es):

RICIELY VANESSA JUSTO


MYLENA RIBEIRO PEREIRA

Resumo: A família Ixodidae inclui os carrapatos popularmente conhecidos como carrapatos duros, que se caracterizam por apresentar escudo rígido na superfície dorsal do corpo. Atualmente, nesta família, estão descritas cerca de 680 espécies. Muitas espécies de carrapatos infestam não só animais, mas também o homem, podendo veicular patógenos causadores de doenças, tendo grande importância para Saúde Pública e Animal. Desta forma, a caracterização da ixodofauna de uma região apresenta grande importância para se estabelecer os possíveis riscos a que os animais e humanos estão expostos. O Estado de Mato Grosso é revestido por vegetação em que predominam as florestas com grande diversidade de animais silvestres. Estes animais podem ser parasitados por diversas espécies de carrapatos. Neste trabalho, relatam-se as espécies de carrapatos coletados de animais silvestres capturados ou encontrados mortos e humanos, provenientes da região norte do Estado de Mato Grosso. A superfície corporal dos hospedeiros foi inspecionada e os carrapatos observados foram coletados por rotação suave para não danificar o aparelho bucal. Os espécimes foram então acondicionados em frascos contendo álcool 70o GL, levados ao Laboratório de Doenças Parasitárias do Hospital Veterinário da UFMT/CUS e identificados pelas características morfológicas utilizando chave taxonômica. Os exemplares para os quais não foi possível realizar a identificação específica foram encaminhados para o Laboratório de Doenças Parasitárias da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, onde a identificação foi concluída. Foram coletados 52 carrapatos, todos pertencentes ao gênero Amblyomma. Destes, 44 exemplares foram coletados de humanos que tiveram contato com área silvestre, 3 de jibóia (Boa constrictor) e 5 de veado catingueiro (Mazama gouazoubira). Os espécimes coletados de humanos foram identificados como Amblyomma cajennense (3 machos e 31 ninfas), Amblyomma coelebs (7 ninfas), Amblyomma scalpturatum (3 ninfas). Os carrapatos de jibóia pertenciam à espécie Amblyomma rotundatum (3 fêmeas) e os de veado catingueiro A. cajennense (5 ninfas). A observação do gênero Amblyomma em humanos que adentraram área silvestre e nos animais descritos coincide com os dados da literatura, que relatam em áreas e animais silvestres, carrapatos pertencentes a este gênero. O presente trabalho traz informações para melhor caracterizar a ixodofauna da região e demonstra que existe o trânsito de carrapatos entre animais silvestres e humanos, possibilitando a veiculação de patógenos causadores de doenças. Desta forma, torna-se importante estudar os possíveis patógenos presentes em carrapatos coletados e estabelecer a quais doenças os animais e humanos estão expostos na região.

Palavras-chave: Amblyomma; Animais silvestres; Humanos; Sinop

Título: JOVENS, COMUNICAÇÃO E SAÚDE: UMA COMBINAÇÃO EM CONSTRUÇÃO

Orientador: MARIA ANGELICA SPINELLI

Autor(es):

LOHAINE BARBOSA LOHMANN


Resumo: O projeto de pesquisa “Comunicação Social e Educação Popular de Jovens: Um desafio para o SUS” foi desenvolvido em parceria pelo Núcleo de Desenvolvimento em Saúde (NDS), Instituto de Saúde Coletiva, e pelo Núcleo de Estudos em Comunicação, Infância e Juventude (Necoij), Departamento de Comunicação Social, ambos da UFMT. Contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) e Ministério da Saúde. O projeto foi desenvolvido em duas fases: uma de pesquisa e outra, de intervenção. Objetivou entender como se dão as trocas comunicacionais entre os jovens, suas famílias e profissionais de saúde e compreender também a percepção dos jovens sobre temas relevantes veiculados no sistema mediático, visando a interação entre saberes, capacitação e articulação entre grupos e fortalecimento dos princípios da Educação Popular em Saúde, na cidade de Nossa Senhora do Livramento. Nesse projeto foram realizados vários procedimentos de pesquisa e para esse estudo, destaco entrevista com profissionais de equipes saúde da família e analise das propagandas do Ministério da saúde sobre Dengue (jan a março/2012) e HIVAIDS no carnaval de 2012. Na fase de intervenção, realizaram-se seis oficinas midiáticas com jovens de 12 a 18 anos. Foram elas: rádio, TV, jornal, blog, cartazes, fotografia, propaganda. Os profissionais da saúde da família relataram que a implementação das equipes, em Livramento data de 1999 e destacam a qualidade dos serviços oferecidos à população. São três ESF e um NASF com psicólogo, assistente social e nutricionista. Os jovens procuram os serviços de saúde, quando querem preservativos e em caso de doença (meninos) e gravidez (meninas). As propagandas veiculadas pelo Ministério da Saúde sobre a dengue foram oito vídeos, enfocando a prevenção e a ação solidaria entre indivíduos e comunidade. E um, sobre sintomas da dengue. Quanto aos vídeos sobre HIV AIDS, um informava, por meio de dados epidemiológicos, o aumento da doença entre os jovens. E um segundo, de caráter preventivo utilizando-se de musica de sucesso. Participei efetivamente das oficinas de (rádio e blog) entre as seis, sempre com a temática saúde e comunicação e da preparação do evento de devolutória dos resultados do projeto à comunidade de Livramento, com apresentação dos trabalhos realizados pelos jovens a seus pais, profissionais de saúde e demais moradores. Conclui-se que, de modo geral, o trabalho realizado em Nossa Senhora do Livramento foi muito positivo, conseguindo alcançar o objetivo principal de nosso projeto o de contribuir com os jovens a se relacionar com a saúde de um modo eficaz e dinâmico, que eles gostassem e entendessem. E acima de tudo que eles vissem a saúde como uma forma de vida, uma maneira de prevenção e não como doença.

Palavras-chave: Saúde, Comunicação, jovens, ministério da saúde, propagandas, oficinas

Título: JOVENS, PROFISSIONAIS DE SAÚDE E ESTUDANTES DE COMUNICAÇÃO BUSCAM UMA LINGUAGEM PROPOSITIVA PARA A ÁREA DE SAÚDE

Orientador: BENEDITO DIÉLCIO MOREIRA

Autor(es):

1   ...   133   134   135   136   137   138   139   140   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə