Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə141/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   137   138   139   140   141   142   143   144   ...   201

CAMILA SILVA


Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência das imagens MODIS no mapeamento das diferentes massas de água do Reservatório de Manso como método alternativo de monitoramento da qualidade de suas águas. Para tanto, usou-se um banco de dados com informações sobre parâmetros de qualidade da água desse reservatório produzido por Furnas a partir de onze estações de medidas in loco e Imagens MODIS/produto MYD09 e MOD09. Também foi utilizado no estudo um mapa com o limite da lâmina de água do reservatório e outro coma localização de sete das onze estações de coleta de Furnas. Foram selecionadas no banco de dados limnológicos de Furnas datas em que ocorreram altas concentrações de sólidos suspensos e fitoplâncton nas águas superficiais do reservatório de Manso e para as quais também se adquiriu as imagens MODIS. A partir de tais imagens calculou-se o índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI) que foi empregado tanto para identificar pixels com presença de nuvens nessas imagens, como os pixels com sensibilidade à florações de clorofila na água. Utilizou-se as técnicas de mapeamento por interpolação (interpolador Spline) para especializar os dados medidos in loco e o cálculo do Modelo Linear de Mistura Espectral para os mapeamentos a partir das Imagens. Para classificação das massas de águas do reservatório adotou-se a proposta de Gordon e Morel (1983). Os resultados indicaram a presença de massas de águas de Caso I (na qual, o fitoplâncton é o principal agente responsável pelas variações nas propriedades ópticas da água) e Caso II (principalmente partículas inorgânicas em suspensão e substâncias amarelas matéria orgânica dissolvida) no reservatório de Manso, havendo inclusive, em algumas datas, correspondência nas posições das massas de águas no corpo do reservatório, apesar de terem sido obtidas por técnicas distintas de mapeamento. E, apesar de em outras datas, não ter havido tal correspondência entre tais resultados, as massas de águas encontradas no reservatório se mostraram em correspondência com resultados encontrados por outros pesquisadores em estudos nesse reservatório (ALVES et. al., 2010; VALÉRIO et. al., 2008). Assim, as imagens MODIS mostraram-se eficientes para classificar as águas do reservatório, apesar da baixa resolução espacial de seus pixels (250m) e por isso despontam como uma alternativa viável para o monitoramento dos sistemas aquáticos, já que apresentam alta resolução temporal (com imagens praticamente diárias) e com fornecimento gratuito pelos órgãos responsáveis por sua produção e distribuição. Deste modo, concluiu-se que as imagens MODIS (produtos MYD09 E MOD09) são eficientes para o monitoramento da qualidade da água de grandes corpos hídricos continentais, como é o caso dos reservatórios de hidrelétricas.

Palavras-chave: Palavras-Chave: Reservatório de Manso, Imagens MODIS, Qualidade da Água.

Título: MAPEAMENTO DO USO DA TERRA E DESENVOLVIMENTO DA CULTURA DA SOJA NUMA FAZENDA DO SUL DE MATO GROSSO A PARTIR DE DADOS MEDIDOS IN LOCO E DE IMAGENS ORBITAIS

Orientador: JEATER WALDEMAR MACIEL CORREA DOS SANTOS



Autor(es):

DARLAN DE SOUZA MARQUEZOLA




Resumo: O presente estudo teve por objetivo avaliar o potencial de utilização do índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI), produzido a partir de imagens do sensor MODIS, para o monitoramento do desenvolvimento das plantas de soja cultivadas na safra 2011/2012 numa fazenda localizada no município de Itiquira, no sul do Estado de Mato Grosso. Para a realização da pesquisa utilizou-se duas imagens do sensor MODIS/Terra, produto MOD13Q1 e uma imagem TM/Landsat. Também foi utilizado um mapa (vetor digital) com os limites dos talhões da fazenda e dados fenológicos fornecidos pela fazenda e ainda medições in loco realizadas em dois trabalhos de campo, visando medir e registrar em fotografias o desenvolvimento fisiológico das plantas de soja na fazenda nessa safra. Para realizar o mapeamento do uso da terra e consequentemente das áreas de produção agrícola da fazenda, adotou-se como estratégia, realizar tal mapeamento primeiro na imagem TM/Landsat que tem maior resolução espacial (30m), para servir como "controle" dos resultados obtidos sobre as imagens MODIS que tem menor resolução espacial (250m). Depois de georeferenciada (através de uma base GEOCOVER) a imagem TM/Landsat sofreu classificação supervisionada pelo método de Máxima Verossimilhança (PETRINI et al., 2011). Para tanto foi produzida uma composição colorida com as bandas 543 , sobre a qual foram tiradas amostras para as quatro classes de uso do solo definidas para este estudo. Já as imagens MODIS sofreram classificação unidimensional através dos seguintes valores de limiares do NDVI: a) -1,00 a 0,35 representando áreas em que a cobertura vegetal era mínima, ou seja, locais em que parte do solo ainda estava exposto com algum resquício de resteva da cultura do algodão da safra anterior; b) 0,35 a 0,45 áreas em que as plantas de soja já haviam brotado apresentando altura em torno de 10cm; c) 0,45 a 0,55 áreas em que os valores de NDVI dos talhões de soja se assemelhou com os da vegetação natural do entorno; d)0,55 a 1,00 que definiu as áreas de presença de vegetação natural com um dossel denso como as áreas de plantas de soja com altura entre 50 a 70 cm, as matas e o cerrado. Sobre o mapa gerado em cada classificação foi sobreposto o mapa dos limites dos talhões da fazenda. Na imagem LANDSAT observou-se que 67,96% da área da imagem compreendeu áreas para o cultivo agrícola contra 32,04% das áreas de vegetação natural, as imagens MODIS/NDVI revelaram o processo de desenvolvimento das plantas da soja na fazenda por meio das classes de valores de NDVI, que foram confirmadas com as verdades de campo registradas pelas fotografias que apresentaram características próprias das classes de valores de NDVI. O emprego das imagens MODIS/NDVI com controle inicial por mapeamento com imagens TM/Landsat se mostrou como uma estratégia eficiente para monitorar o desenvolvimento das plantas de soja durante a safra na fazenda, pois foi possível mesmo com a baixa resolução espacial das imagens MODIS, detectar estágios diferentes de desenvolvimento das plantas de soja entre os talhões e mesmo dentro de um único talhão.

Palavras-chave: Cultura da Soja, imagens MODIS, índice de vegetação

Título: MAPEAMENTO GEOLÓGICO DE ROCHAS MESOPROTEROZÓICAS DA REGIÃO DE NOROAGRO MT. SW DO CRÁTON AMAZÔNICO-MATO GROSSO

Orientador: JOÃO BATISTA MATOS

Autor(es):

1   ...   137   138   139   140   141   142   143   144   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə