Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə155/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   151   152   153   154   155   156   157   158   ...   201

GABRIEL LUIZ ZAFFARI


Resumo: O estudo em questão (Uso de rochas alcalinas de Planalto da Serra-MT como fonte de fósforo e potássio para a fertilização de solo) faz parte do projeto “O USO DE ROCHAS DE MATO GROSSO PARA FERTILIZAÇÃO DE SOLOS ATRAVÉS DE ROCHAGEM”, financiado pela FAPEMAT, é criar um mapa do estado de Mato Grosso, delimitando-se neste, as rochas que podem ser utilizadas no processo de rochagem. Para tal estas rochas serão reconhecidas, amostradas e analisadas quimicamente (rochas e minerais constituintes).O objetivo do projeto do candidato é estudar em detalhe as ocorrências de rochas alcalinas da região de Planalto da Serra-MT, do ponto de vista geológico e testando a possibilidade de uso da mesma como fonte de potássio para fertilização de solos Para a realização deste estudo foram feitos trabalhos de montagem de um de fotos aéreas e com ele foi possível montarem o mapa com as estradas e principalmente com os contatos entre as litologias presentes na área de estudo, trabalhos de campos na região onde ocorrem as intrusões alcalinas, além de um reconhecimento geológico regional, o trabalho de campo consistiu de observação de afloramentos em perfis geológicos e coleta de amostras de rochas e de solo para análises químicas. Através, desses perfis observamos que a região é constituída por varias fácies sedimentares mas principalmente de: i) Diamictitos da formação Puga, matriz fina, cinza-esverdeada,com seixos pingados de quartzito/silexito; ii)Tufos; iii)Quartzito róseo, com ocorrência de aproximadamente 15 metros. iv) folhelho arroxeado com fragmentos de veio de quartzo, rocha fina, foliada. v)Carbonato cinza-escuro acamadado. vi) Intrusão alcalina. Após o levantamento geológico realizado, várias amostras foram coletadas e preparadas e enviadas para análise de geoquímica. Os resultados das análises químicas mostraram que os teores de fósforo são consideráveis principalmente na região dos halos geoquímicos. Com a amostragem de solo e analise de P2O5 foi possível identificar porcentagens que vão de 0,2% a 1,01% em áreas com um tamanho relativamente expressivo. Esses resultados mostra que a área tem potencial na disponibilidade de P2O5 e deve ser estudada mais a fundo para a área de exploração mineral. As amostras devem ser preparadas e devidamente moídas para a utilização em testes na produção vegetal.

Palavras-chave: Rochagem; Intrusões Alcalinas.

Título: OBTENÇÃO DE PLÂNTULAS IN VITRO A PARTIR DE SEMENTES DE SOJA (GLYCINE MAX L. MERRIL), PIMENTA (CAPSICUM FRUTESCENS L.) E CAMBARÁ LISO (VOCHYSIA HAENKEANA MART.) PARA AVALIAÇÃO DO POTENCIAL ENDOFÍTICO DE FUNGOS

Orientador: MARCOS ANTÔNIO SOARES

Autor(es):

MARCELO DE FIGUEIREDO PISSURNO MOTTA PINTO


Resumo: As técnicas de cultura de tecidos in vitro surgem como ferramenta capaz de solucionar tais problemas, diminuindo o tempo de produção e obtendo plantas homogêneas e livres de doenças, além de ser uma oportunidade para aperfeiçoar os processos de melhoramento genético e de propagação das espécies estudada no mesmo. Os objetivos deste trabalho foram padronizar um protocolo de germinação in vitro de sementes de Soja, Pimenta e Camabrá liso, para obtenção de plântulas assépticas e verificar o processo de interação plântula – fungo endofítico in vitro. Foram realizados 3 diferentes tipos de tratamentos para cada espécie, as sementes foram imersas em álcool 70% por um minuto, depois imersas em NaClO 0,5% (3, 6 e 20 minutos para cada tratamento respectivamente) e por fim tríplice lavagem em água destilada autoclavada. Estas foram acomodadas em placas de petri de 150 mm contendo meio MS sólido (modificado – sem adição de açúcar) e mantida em câmara de estufa tipo BOD à 25°C com fotoperíodo de 12/12h claro/escuro, durante 7 dias para germinação. Próximo às radículas das plântulas obtidas foram inoculados fragmentos de fungo endofítico (linhagem 70W). As plântulas foram incubadas sob as mesmas condições anteriores, e após 30 dias, as radículas foram coletadas, diafanizadas e coradas com Azul de Tripano em lactofenol para visualização de estruturas fúngicas. O processo de desinfestação mostrou-se eficiente na descontaminação das sementes de Soja, Pimenta e Camabrá liso, além de manter a sua viabilidade. Foi verificado que, o tratamento T1 com imersão de 3 minutos em NaClO foi melhor observado em sementes de Soja com 99% de germinação e 0% de contaminação, o tratamento T2 foi melhor observado em sementes de Camabrá liso com 6 minutos de imersão em NaClO, onde houve 100% de germinação e 0% de contaminação. Com o tratamento T3, a semente de Pimenta, obteve o melhor resultado, onde ficou 20 minutos imersa em NaClO, ocorrendo 75% de germinação e apenas 5% de contaminação. Os outros tempos de imersão em NaClO não foram tão eficientes, obtendo-se menor taxa de germinação e maior incidência de contaminação. As hifas do isolado 70W penetraram as radículas das 3 espécies in vitro, porem apenas em Cambará liso houve diferenciação de microesclerócios típicos de fungos do grupo dark septate. As plântulas inoculadas não apresentaram nenhuma alteração morfológica ou fisiológica visível em relação ao controle. Sementes de Soja, Pimenta e Camabrá liso são capazes de germinar assepticamente in vitro e as radículas de plântulas obtidas nestas condições são infectadas por fungos endofíticos assintomaticamente.

Palavras-chave: assepsia; germinação in vitro

Título: OCORRÊNCIA DE BACTÉRIAS EM ÁGUA DE POÇOS RASOS E PROFUNDOS UTILIZADOS PARA CONSUMO HUMANO.

Orientador: ZORAIDY MARQUES DE LIMA

Autor(es):

JHENIFER STEFANI CASTILHO DE ARAUJO FERNANDES


DEBORA DELATORE DA SILVA

ANALIA ARAUJO MACEDO

Resumo: A facilidade de exploração e o aspecto geralmente aceitável da água subterrânea são fatores relevantes e decisivos para sua utilização. Este trabalho teve como objetivo analisar a qualidade da água de 30 poços utilizados no abastecimento domiciliar. As amostras de água foram coletadas nos períodos de estiagem (julho 2011) e chuvosas (novembro 2011) e sua qualidade avaliada através de análises microbiológicas de acordo com os parâmetros para potabilidade sugeridos na Portaria do Ministério da Saúde n° 2914/2011. A ocorrência de coliformes totais e Escherichia coli foi determinada utilizando o método de substrato enzimático Colilert e a densidade de bactérias heterotróficas e ferrobactérias, foi mensurada utilizado à técnica de Pour Plate com os meios de cultura Plate Count Agar e Agar Citrato Férrico Amoniacal, respectivamente. Todas as amostras analisadas apresentaram contaminação por bactérias do grupo coliformes sendo as menores densidades de coliformes totais, de 574 e 166,4NMP/100mL nos períodos de seca e cheia respectivamente e as maiores densidades ultrapassando 2419,2 NMP/100mL nos dois períodos amostrais. No período de seca a ocorrência de bactérias heterotróficas foi acima dos limites recomendados em 75,86% das amostras analisadas, com densidades variando de 25 a 33.600 UFC/mL e no período chuvoso uma menor ocorrência (68,97%) e menores densidades (70 a 2650UFC/mL). Também para Escherichia coli nenhuma das águas provenientes dos poços atendeu a legislação e os resultados variaram entre 5,2 e 2419,2 NMP/100mL, no período de seca, e, de 1 a 2419,2 NMP/100mL no período de cheia. As análises na água dos poços profundos foram realizadas apenas no período de cheia, sendo confirmada a contaminação por coliformes totais em 100% das amostras realizadas e ausência de Escherichia coli em 80%. A densidade de ferrobactérias variou entre 9,5 e 7000UFC/mL (período seca) e densidade máxima de 1230 UFC/mL no período chuvoso. Os resultados da ocorrência de ferrobacterias podem estar relacionados com o teor de ferro nas águas subterrâneas, mostrando relação entre a localização dos poços, tipos de solos e período sazonal. Logo, é possível concluir que as águas dos poços rasos e profundos, analisados no estudo, apresentam elevadas concentrações de ferrobacterias e está imprópria para o consumo humano de acordo com a Portaria 2.914/11.

Título: OCORRÊNCIA DE BACTÉRIAS EM ÁGUAS DE POÇOS RASOS E PROFUNDOS LOCALIZADOS NO BAIRRO PEDRA 90 DE CUIABÁ - MATO GROSSO.

Orientador: ZORAIDY MARQUES DE LIMA

Autor(es):

1   ...   151   152   153   154   155   156   157   158   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə