Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə159/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   155   156   157   158   159   160   161   162   ...   201

CAMILA CALVI MENEGASSI




Resumo: A ultrassonografia é uma técnica de diagnóstico complementar, que permite examinar de forma não invasiva a arquitetura do parênquima hepático, o sistema biliar e os suprimentos sanguíneos hepático e portal. Estas características habilitam-na para ser utilizada na investigação de uma grande variedade de enfermidades hepáticas. Apesar dessa aptidão da técnica e da crescente disponibilidade de aparelhos de ultrassonografia de baixo custo, existem poucos relatos a respeito do aspecto ultrassonográfico de intoxicações hepáticas agudas em ruminantes. Dessa forma, realizou-se o presente estudo com o objetivo de descrever os padrões ultrassonográficos dessas doenças através da intoxicação experimental de quatro animais por Ptedoron emarginatus (Fabaceae). A P. emarginatus é uma espécie arbórea, nativa do cerrado brasileiro, comum na região central do Brasil, conhecida popularmente por sucupira e utilizada amplamente na medicina popular para vários fins. Quando ingerida em grandes quantidades por bovinos produz necrose hepática aguda com alta taxa de mortalidade. A intoxicação tem sido relatada nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e de Goiás e ocorre quando o gado tem acesso às folhas da árvore, seja por corte ou quedas devido a ventanias. Para a intoxicação experimental a planta foi colhida no Município de Barra do Bugres – MT, secada, triturada e administrada via sonda orogástrica em forma de suspensão. Os exames ultrassonográficos e as biópsias hepáticas foram iniciados no dia zero, antes da administração da planta, com posterior acompanhamento até o dia do óbito dos animais. Os espaços intercostais foram escaneados nos sentidos caudocranial e dorso-ventral, desde o 12º até o 8º EI, com aparelho de ultrassonografia Mylab Five (Esaote) equipado com transdutor linear multifrequencial de 3,5 a 10 MHz. Nestas varreduras foram observados o volume do órgão, o aspecto ultrassonográfico do parênquima hepático e a vesícula biliar. O exame ultrassonográfico revelou hepatomegalia moderada (3) a grave (1), aumento leve a acentuado da ecogenicidade hepática (4), espessamento da vesícula biliar (3) e parênquima levemente heterogêneo, com textura mais grosseira que o normal. As principais alterações macroscópicas observadas na necropsia foram hepatomegalia com aumento do padrão lobular e moteamento difuso representado por áreas vermelhas intercaladas por áreas amarelas. No exame histopatológico verificou-se necrose hepatocelular centrolobular a massiva. Através desse estudo pode-se constatar que a ultrassonografia pode ser útil no diagnóstico in vivo dessas condições. O aumento de volume observado pode ser considerado pouco específico e avaliado pelos contornos mais obtusos das margens hepáticas e pela dificuldade em escanear toda a extensão do parênquima hepático. Já o aumento acentuado e difuso da ecogenicidade é provavelmente o achado mais consistente e específico dessa doença, uma vez que possivelmente resultou da intensa e difusa necrose de hepatócitos confirmada pelos exames histopatológicos, conforme já descrito em outros estudos ultrassonográficos de distrofias hepáticas. Outros achados descritos como alteração da textura do parênquima, padrão hepático levemente heterogêneo e espessamento da vesícula biliar são bastante subjetivos e tem papel apenas complementar no diagnóstico ultrassonográfico.

Palavras-chave: distrofia hepática, bovinos, ultrassonografia

Título: PANORAMA DO ENSINO SUPERIOR EM ENFERMAGEM NO ESTADO DO MATO GROSSO

Orientador: NEUCI CUNHA DOS SANTOS



Autor(es):

MIRIAN COSTA BARBOSA


Resumo: O estudo tem como tema o Ensino Superior em enfermagem no Estado do Mato Grosso o qual, assim como no Brasil, tem passado por um processo de expansão, principalmente a partir da criação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996. O objetivo foi traçar o panorama do ensino superior em enfermagem no Estado considerando o contexto nacional e as especificidades regionais. O marco teórico escolhido para esta pesquisa foi a Teoria da Complexidade, de Edgar Morin, pois permite a análise dos fatores relacionados à expansão ocorrida no Mato Grosso como um sistema complexo, sendo, pois resultado de uma série de acontecimentos mundiais e locais que se entrelaçam formando uma rede explicativa complexa de interações. Adotou-se como método o estudo exploratório descritivo onde, inicialmente foi realizado um levantamento bibliográfico no site da Bireme. Em seguida, foi feito um levantamento nos sites do MEC, do DATASUS, do COREn-MT e nos sites de todas as Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso que possuem curso de graduação em enfermagem. Os dados numéricos foram organizados em tabelas e gráficos e as informações qualitativas foram articuladas a partir de argumentos presente em estudos que analisam a política de educação superior e o contexto social do período de estudo. Na análise dos dados, constatou-se que ocorreu um processo de expansão do número de cursos e de vagas principalmente no período entre 2000 e 2010 quando surgiram dezenove novos cursos de graduação em enfermagem, passando de 2 para 21 cursos, da mesma forma ocorreu ampliação no número de vagas que passou de 170 para 2137 vagas. Neste mesmo período os cursos de enfermagem de instituições privadas passaram de 50 para 71,4%, evidenciando que a diversificação institucional que surgiu após a LDB, possibilitou no setor privado a institucionalização de IES que dissociam ensino e pesquisa, favorecendo assim as instituições voltadas para o mercado. Observou-se também que a expansão das instituições ocorreu principalmente em regiões onde houve maior desenvolvimento econômico, coincidindo com aquelas de maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Ressalta-se que paralelo ao aumento de oferta de vagas nos cursos de enfermagem constatou-se que de 2006 a 2009 a rede de atenção à saúde, pública e privada, apresentou uma expansão de 26,52%, e que em 2009 existia um baixo número de enfermeiros por habitantes (1,07). Conclui-se que em MT o ensino superior em enfermagem é resultado de um processo de expansão, ocorrido principalmente através da rede privada e com distribuição geográfica desigual. Se por um lado foram identificadas necessidades que poderiam justificar tal expansão considerando a ampliação da rede de serviços de saúde e o baixo percentual de enfermeiros por habitantes no estado, por outro lado não se pode negar a relação estreita entre os investimentos privilegiados e política neoliberal implementada no ensino superior do Brasil neste mesmo período.

Palavras-chave: Ensino superior e Enfermagem

Título: PARÂMETROS DE QUALIDADE EM GRÃOS DE MILHO E SOJA

Orientador: MARIA APARECIDA BRAGA CANEPPELE

Autor(es):

1   ...   155   156   157   158   159   160   161   162   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə