Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə172/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   168   169   170   171   172   173   174   175   ...   201

LIANE CASTRO BEMME


Resumo: Os polihidroxialcanoatos (PHAs) são poliésteres naturais produzidos por bactérias como compostos de reserva de carbono em forma de grânulos intracelulares. Esses polímeros termoplásticos podem ser obtidos a partir de matérias-primas renováveis e resíduos industriais. O sebo bovino é um resíduo industrial de grande produção no Brasil. Com isso objetivou-se a produção de PHA a partir do sebo bovino. Para isto fez-se um substrato contendo misturas de sais minerais ricos em nitrogênio, potássio e fósforo e também de Bromo, Zinco, Cobre e Manganês. O meio de cultura foi feito a partir deste substrato e caldo BHI, neste meio de cultura foi inoculada bactéria Pseudomonas aeruginosa. O meio de cultura inoculado foi levado ao shaker por 96 horas. As células obtidas foram secas em estufa e extraídas com clorofórmio em banho de ultrassom. Adicionaram-se gotas de metanol gelado na massa obtida para precipitação dos PHAs. O rendimento da produção foi de 0,62%. O PHA obtido passou por a espectrometria de absorção na região do infravermelho (IV), por termogravimetria (TG) e por análise térmica diferencial simultânea (DTA) que mostraram que houve produção de biopolímeros do tipo PHA pela bactéria. Através da análise IV, TG e DTA foi possível determinar que os biopolímeros obtidos possuem como momômero P3HB (poliidroxibutirato). Conclui-se que é possível a produção de biopolímeros a partir da biomassa residual da indústria de carnes. polihidroxialcanoatos, sebo bovino, biopolímero

Palavras-chave: polihidroxialcanoatos, sebo bovino, biopolímero

Título: PRODUÇÃO VOCAL NA UFMT NA VIRADA DO SÉCULO

Orientador: HELEN LUCE CAMPOS SANCHES



Autor(es):

IASMIN MARIA DE MEDEIROS


Resumo: A Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT caminha independente no quesito científico e educacional em seus 40 anos de funcionamento. Na área da música, no entanto, há uma carência no registro de tendências passadas e suas possíveis derivações. Por esta deficiência, acaba-se fazendo um trabalho muito isolado no que tange à formação de professores especialistas que possam atender uma sociedade que tem difícil acesso à produção cultural não veiculada pelos meios de comunicação, gerando assim, poucas diretrizes de avaliação para consolidação das propostas na área da música em nossos dias atuais. Importante frisar que as realizações no período inicial da música na Universidade (como a criação do curso de licenciatura em Educação Artística, por exemplo) foram essenciais para que se estabelecessem as políticas educacionais para o ensino da Arte e da Música no Estado, e para a fomentação das mesmas no meio acadêmico. Entretanto não bastasse a falta de informação histórica dessas atividades e suas fontes documentais, é evidente que isto aconteça de uma forma geral em outras áreas do conhecimento da UFMT, desencadeando assim, noção reduzida, por parte dos docentes, alunos e servidores, de quais produções foram e são abraçadas pela Instituição. “Produção Vocal na UFMT na Virada do Século” é um projeto desenvolvido pelo Curso de Licenciatura em Música (Departamento de Artes), que visa levantar a produção vocal proporcionada pela UFMT, no período de 1974 a 2010. Em forma de narrativa, propõe dispor em ordem os registros identificados, guardados em diferentes documentos e na memória de pessoas que participaram da construção da trajetória na área da música nestes trinta e seis anos de Universidade. Pretende ainda, identificar as tendências das atividades vocais realizadas, possibilitando o registro organizado da produção musical e a reflexão de quais direcionamentos a UFMT tem dado para essa área de conhecimento. Como resultado da pesquisa, serão elaborados dois catálogos da produção vocal na UFMT: um, no período de 1974 a 1999 e outro, de 2000 a 2010. Pretende-se, com esse material, dar maior visibilidade ao objeto de estudo. Um catálogo acaba por torna-se um dos principais produtos de um levantamento de dados. Ele agrupará e classificará as diferentes manifestações vocais na Instituição, além de dar informações como repertório trabalhado e intérpretes escolhidos nos dois períodos, situando o leitor cronologicamente. Por fim, produzir-se-á material para divulgação da produção recente em Música na UFMT. A pesquisa mostrará, pois, as atividades realizadas pela Universidade, e suas relações com o ensino, a pesquisa e a extensão, levando a repensar as condições de produção, e se dão o devido suporte ao desenvolvimento educacional, social e econômico em Mato Grosso. O projeto “PRODUÇÃO VOCAL NA UFMT NA VIRADA DO SÉCULO”, mostra que a reflexão científica acerca dos problemas e desafios identificados nas práticas de música deverá ser o principal resultado que proporcionará aos professores, estudantes e sociedade as referências de conhecimento sobre a música e de como a cultura local vem sendo produzida a partir da ótica da UFMT.

Palavras-chave: produção vocal , tendências musicais, resgate histórico, atividades vocais na UFMT

Título: PRONTUÁRIO ELETRÔNICO DO PACIENTE (PEP) PARA UNIDADES DE SAÚDE FAMILIAR (USF) DE BARRA DO GARÇAS - MT

Orientador: RAFAEL ALBERTO VITAL PINTO

Autor(es):

ALAN FERNANDO GIL VAZ DE MELLO


Resumo: O prontuário de papel, hoje presente em Unidades de Saúde Familiar (USF), impossibilita o acesso e integração de dados de um mesmo paciente, com isso, a falta de integridade e a presença de ambiguidade nas informações do paciente resultam em uma visão fragmentada e com possíveis erros. Para aperfeiçoar a gestão de informação sobre pacientes das Unidades de Saúde Familiar (USF), é notável a necessidade de um Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Portanto, está pesquisa segue uma metodologia dividida em seis fases, que incluem levantamento literário, modelagem do aplicativo baseado no Processo de Desenvolvimento de Software do Departamento de Informática do SUS (PDS-DATASUS), Arquitetura de Saúde (AS), Arquitetura Distribuída (AD) e outros requisitos importantes para prover um PEP eficaz à atenção básica de saúde. O consenso do produto, a matriz de requisitos, o modelo caso de uso e o modelo de banco de dados são exemplos de resultados alcançados com a realização de algumas fases do plano metodológico. O desenvolvimento de um Blog que visa uma aproximação com a sociedade, além da possível realização de um evento em parceria com a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) previsto para o ano de 2012 na cidade de Barra do Garças são outros resultados do projeto. Com a portaria n. 2.073 do Ministério da Saúde (MS) que estabelece padrões que deverão ser utilizados para o desenvolvimento de softwares na área da saúde, a pesquisa ganhou novas diretrizes, desta forma, por exemplo, conceitos da especificação do padrão OPENEHR serão adequados às necessidades especificas de USF’s, assim, arquétipos, templates e o documento composition servirão de base para a formação de fichas clinicas e consequentemente os prontuários dos pacientes, que serão armazenados em uma base de dados municipal. O acesso a informações em saúde será facilitado com a evolução de tecnologias, tais como, a computação em nuvem, computação móvel e a computação ubíqua, permitindo, assim, que a população se beneficie ainda mais dos serviços prestados pelos profissionais de saúde e novos projetos na área sejam propostos. Nesse contexto, O PEP se mostrar eficaz para gerir informações em saúde presentes em USF, sendo uma ferramenta importante para a atenção básica, devendo ser mais um recurso disponível à população.

Palavras-chave: PEP USF

Título: PROPOSTAS DE PRODUÇÃO ESCRITA APRESENTADAS NAS PROVAS DO ENEM: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA

Orientador: MARIA ROSA PETRONI



Autor(es):
1   ...   168   169   170   171   172   173   174   175   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə