Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə183/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   179   180   181   182   183   184   185   186   ...   201

RONDINY MOREIRA CARNEIRO


Resumo: Neste trabalho, buscamos estudar as características da dinâmica populacional do pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) foram feitas simulações computacionais usando o Modelo Penna para o envelhecimento biológico e o Modelo vonBertalanffy para o crescimento.Para isso, foram adicionadas as características deste peixe ao modelo, e o fator de Verhulst como um fator de mortalidade para indivíduos jovens em função das vazões do rio. Então foram realizadas simulações considerandoas vazões máxima de cada ano para três localidades, com os dados obtidos no site da ANA (Agência Nacional de Água): Cuiabá, entre os anos de 1962 até 2008;Rosário Oeste, entre os anos de 1966 a 2008; e Acorizal, entre os anos de 1965 a 2008. Foram medidas algumas características da população: tamanho populacional, taxade crescimento, idade da primeira maturação e comprimento da primeira maturação. Para cada ß_(1 ), que relaciona o comprimento da primeira maturação com o comprimento máximo do peixe,iguais a 3,0; 3,5; 4,0; 4,5; 5,0; 5,5; 6,0; 6,5; 7,0; 7,5; 8,0; 8,5 e 9,0. Em cadamedida foram calculados seus valores médios bem como seus respectivos intervalos de 95% de confiança utilizando o método bootstrap. Os cálculos foram feito no software R, com 5000 repetições bootstrap. Os resultados obtidos foram comparados com a vazão ótima e com vazão (das localidades de Acorizal, Rosário Oeste e Cuiabá). Observou-se de um modo geral, o modelo é capaz de reproduzir as variações das dinâmicas estudadas, verificando-se que a vazão não influencia diretamente nas características da população do pacu. E comportamento das características estudadas, que com exceção do tamanho da população dependem de um parâmetro do modelo ß_1.

Palavras-chave: Piaractus mesopotamicus, Dinâmica de Populações, Modelagem, Ecologia.

Título: SINTAGMAS NOMINAIS

Orientador: ANDREIA GENTIL BONFANTE

Autor(es):

THIAGO LUIZ FRANCIO


JOSIEL MAIMONE DE FIGUEIREDO

Resumo: A explosão de informação na internet nas últimas décadas fez com que as pesquisas sobre documentos de determinado assunto ficasse cada vez mais difícil de se realizar. Com isso, é necessário, cada vez mais, a evolução de buscas mais eficientes e rápidas na internet. Existem vários estudos diferentes, mas um deles, é a junção da mineração de texto com sintagmas nominais, que podem intensificar essa eficiência. A mineração de texto é um processo que obtém informação através da extração de dados. Sintagma Nominal é um conjunto de elementos de uma determinada oração e possuem relação de dependência e de ordem, e que possuem um elemento principal, que nesse caso é um nome. O objetivo desta junção de mineração de texto com identificação de sintagmas nominais, é tornar o processamento mais eficiente, uma vez que o sintagma já faz a junção das palavras que só tem sentido se aparecerem juntas. Foram lidos

artigos para estudos, e utilizados algumas implementações para melhor entendimento, OGMA por exemplo. O OGMA tem três funções principais, análise de textos, cálculo de similaridade e extração de sintagmas nominais. Na análise, ele simplesmente separa as palavras do texto, vê as quantidades de cada uma e da uma pontuação de acordo com sua relevância. Na extração de sintagmas nominais, são separados os sintagmas das orações no texto, mostrando suas relevâncias. No cálculo de similaridade é usado a fórmula do cosseno, onde são comparados textos, e que variam valores de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1, mais semelhante os textos serão. Essa comparação, é parecida com os testes realizados com o Pretext, que é um preprocessador de textos, são descartadas palavras que se repetem demais e termos menos significativos(stop words), também são gerados as BOW (Bag of words), que seria uma representação numérica do documento. Seus cálculos demonstram algumas opções para escolhas, nisso, foram feitos testes, com diferentes grammas e diferentes opções de cálculos, que demonstravam diferentes resultados nos textos. Com base nisso, será implementado um classificador de sintagmas nominais, juntamente com agrupamento de textos, isto seria para uma automatização do documento e de comparação, tentando otimizar os resultados.

Palavras-chave: Gramática, Sintagmas, Mineração de texto

Título: SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE COMPOSTOS DE CO (II) COM ÁCIDO TÂNICO

Orientador: ADRIANO BUZUTTI DE SIQUEIRA

Autor(es):


CAMILA CINTIA SOUSA MELO BRITO


Resumo: A garantia do consumo humano de água potável, livre de substâncias e elementos químicos prejudiciais à saúde, constitui-se em ação eficaz de prevenção das doenças causadas pela água. Os metais Cu, Zn, Pb, Cd, Hg, Ni e Co são muito utilizados pela indústria, porém apresentam característica de bioacumulação no organismo humano, e por isso é importante o tratamento de águas contendo estes metais. Atualmente as indústrias, que possuem seu próprio tratamento, e os sistemas de tratamento de água e esgoto buscam métodos alternativos para efetuar a remoção de poluentes. O ácido tânico (C76H52O46) apresenta propriedade de quelante com metais e proteínas, sendo por isso responsável pela adstringência de muitos frutos e produtos vegetais. Em geral as moléculas de taninos contêm grupos o-di-hidroxifenil quelantes funcionais que formam complexos estáveis com vários íons metálicos, onde frequentemente precipitam em água. O presente trabalho teve como objetivo analisar o comportamento do ácido tânico (L) com o íon Co (II) em pH 5,0 e 8,0, em diferentes relações estequiométricas no estado sólido. As soluções aquosas do íon Co (II) foram misturadas com o ácido tânico obedecendo à relação estequiométrica (M:L) 1:1, 2:1, 3:1, 4:1, 5:1, 6:1 e 7:1. As soluções aquosas de ácido tânico 0,01 mol L-1 (em pH 3,0 foram realizadas por dissolução direta, cujo pH 5,0 e 8,0 foram ajustados com a solução aquosa de NaOH 0,5 mol L-1. A adição de ácido tânico nas soluções de íons

Co (II) foi realizada de acordo com as respectivas relações estequiométricas. Devido a baixa concentração das soluções utilizadas as misturas foram aquecidas em Banho Maria por 6 horas para a precipitação dos compostos a serem analisados. Os compostos sólidos obtidos foram caracterizados empregando as técnicas de TG - DTA simultâneo (Termogravimetria - Análise Térmica Diferencial simultâneo), Espectroscopia de Absorção na região do Infravermelho e Análise Elementar. O deslocamento dos picos de transmitância relativos aos ?C=O dos compostos preparados quando comparados ao do ácido tânico permitiu sugerir uma coordenação do metal com o ácido tânico. Os resultados da TG-DTA forneceram informações sobre a estequiometria, desidratação, decomposição térmica, estabilidade e formação de compostos coordenados e de resíduos Co3O4. A proporção estequiométrica sugerida para compostos em PH 5,0 e 8,0 foram de: A1(Co4,5L.25,5H2O); A2 (Co4,5L.25,5H2O); A3 (Co5,5L.27H2O); A4 (Co5L.25H2O); A5 (Co6L.28H2O); A6 (Co5L.24H2O) e A7 ( Co5,5L.29H2O), e A1(Co5,5L.22,5H2O); A2 (Co5,5L.21H2O); A3 (Co5,5L.22,5H2O); A4 (Co6L.22,5H2O); A5 (Co6,5L.24H2O); A6 (Co7L.24H2O) e A7 (Co6L.22,5H2O), respectivamente, mostrando uma relação molar relevante para a floculação de cobalto em água. Como a proporção de metais ligante está entre 4,5 e 7 metais para cada ligante, podemos concluir que o ácido tânico é um bom agente floculante para tratamento de metais em água.

Palavras-chave: síntese, caracterização, cobalto(II), ácido tânico

Título: SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE COMPOSTOS DE FE(II) COM ÁCIDO TÂNICO

Orientador: ADRIANO BUZUTTI DE SIQUEIRA

Autor(es):


1   ...   179   180   181   182   183   184   185   186   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə