Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə187/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   183   184   185   186   187   188   189   190   ...   201

OTÁVIO BRONDANI TISSIANI


Resumo: Os Latossolos representam 46,0 % do bioma Cerrado, redistribuídos nas classes: Latossolo Vermelho (antigos Latossolo Vermelho-Escuro e Latossolo-Roxo). Latossolo Vermelho-Amarelo (antigos Latossolo Vermelho-Amarelo e Latossolo Vermelho-Amarelo Variação Una) e os Latossolos Amarelos. A vegetação natural predominante nesses solos é composta por Cerradão, Cerrado Denso ou Cerrado Sentido Restrito, ocupando, na paisagem, a superfície das chapadas e as planícies entre essas chapadas. Além disso, são solos não hidromórficos, profundos, normalmente com profundidade superior a 2 m. Outra característica do solo dessa região é a baixa reserva de nutrientes para as plantas, em razão da baixa à média capacidade de troca de cátions, sendo que mais de 95 % dos Latossolos são distróficos e ácidos, com valores de pH na faixa entre 4,0 e 5,5 e teores de fósforo disponível muito baixos, com valores inferiores a 1 mg dm-3. A fração argila dos Latossolos é composta principalmente de caulinita, óxidos e hidróxidos de ferro e de alumínio, com elevada capacidade de retenção de fósforo. Enquanto que as deficiências de outros macronutrientes são localizadas, a do fósforo parece ser universalmente generalizada. O fósforo é um dos componentes essenciais e um dos elementos mais críticos para a nutrição dos seres vivos, logo após o nitrogênio. A quantidade disponível do fósforo no solo, nas condições de Cerrado, é muito pequena, não atendendo às necessidades das plantas. Diferentes grupos de microrganismos participam da transformação dos nutrientes, tornando-os disponíveis às plantas, tanto favorecendo a solubilização de compostos insolúveis de fósforo como atuando no transporte dele para dentro das plantas. O objetivo deste trabalho será avaliar a eficiência de microrganismos solubilizadores de fosfato em fontes de fósforo e no solo. Espera-se uma maior solubilização do fósforo, aumentando assim a quantidade prontamente disponível no solo, diminuindo as doses convencionalmente utilizadas, com a inoculação dos microrganismos. Os microrganismos do solo tem importância especial, porque possuem um efeito mais diversificado e profundo que um agente químico, dependendo das condições do ambiente. Os fosfatos inorgânicos insolúveis podem ser transformados em fosfatos solúveis através de um mecanismo chamado de solubilização, que ocorre principalmente devido à ação de microrganismos do solo. Como todo recurso natural, as rochas fosfatadas também são recursos finitos, e desta forma é necessário que seja utilizado com consciência e com o melhor aproveitamento possível. Assim, o aumento da solubilidade dos fosfatos por microrganismos inoculados, ou que esteja naturalmente no solo, permite que as doses de adubos fosfatados sejam menores, diminuindo assim o custo do produtor e o impacto ambiental, tornando a atividade mais sustentável. Com um aumento significativo na solubilização dos adubos fosfatados, existiria uma quantidade maior de fósforo disponível no solo com menor dosagem de fertilizantes.

Palavras-chave: Fósforo, Solubilização, Microbiana

Título: SOLUÇÃO DAS EQUAÇÕES DE CAMPO DE EINSTEIN.

Orientador: ALESANDRO FERREIRA DOS SANTOS

Autor(es):

CELSO JOSÉ FERST JÚNIOR


Resumo: A teoria da relatividade possui uma posição de destaque tal como as grandes áreas de estudo da física. A “teoria especial”, que não inclui a gravidade, foi proposta por Einstein em 1905 para explicar muitos fatos problemáticos que surgiram com o estudo da eletricidade e magnetismo. Em particular, ele postulou que a velocidade da luz no vácuo é a mesma em qualquer referencial do universo, o que nos deu a percepção de que espaço e tempo não são absolutos. Em suma, a teoria da relatividade desafia a nossa noção do que a realidade é.

Einstein publicou a teoria geral da relatividade, onde está incluída a gravidade, uma década depois da teoria especial (ou restrita). Essa teoria é matematicamente mais desafiadora e mais fundamental que a teoria da relatividade especial; é uma teoria do espaço e tempo por si só. A gravidade é a distorção da estrutura do espaço-tempo causada pela presença de matéria e energia, ou simplesmente: geometria do espaço; enquanto que a trajetória descrita pela matéria e energia no espaço-tempo é governada pela estrutura do espaço-tempo.

No entanto, a teoria geral da relatividade de Einstein por si só não explica alguns fenômenos relacionados à teoria quântica para a gravitação e problemas das componentes escuras do universo, a matéria e energia escura. Tendo em vista tais dificuldades, estudiosos propuseram modificar a teoria da relatividade geral, o nosso objeto de estudo será a teoria da relatividade geral modificada pelo termo de Chern-Simons. Mas, para tanto, é preciso estar completamente consciente dos conteúdos e problemas resolvidos da teoria da relatividade geral de Einstein, como as equações de campo de Einstein.

Palavras-chave: relatividade; gravidade; espaço-tempo; geometria; equações de campo;

Título: SONDAGEM ELÉTRICA VERTICAL APLICADA NA ESTIMATIVA DE DIMENSÕES VERTICAIS DE UNIDADES GEOLÓGICAS NO NORTE DA CIDADE DE SINOP – MT

Orientador: ALTERÊDO OLIVEIRA CUTRIM

Autor(es):

DJONATAN FREITAS DOS SANTOS


Resumo: Este trabalho foi realizado na cidade de Sinop, localizada na porção centro-norte de Mato grosso. Em Sinop o sistema de abastecimento de água não atende a demanda e apresenta um índice muito elevado de perdas, superior a 50%, e há intermitência do abastecimento em certas áreas da cidade. Este quadro representa um problema comum no mundo atual, que enfrenta diversos desafios, um deles, e dos mais importantes, é falta de gestão dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos, visto que a demanda de água aumenta proporcionalmente com o aumento da densidade demográfica, principalmente nos grandes centros urbanos. A exemplo é a cidade de Sinop, cujo suprimento das demandas para a socioeconômia e consumo humano de água se dá totalmente pela exploração do manancial subterrâneo. A área de estudo insere-se na Bacia do Parecis, constituída pelo Grupo Parecis (Formações Salto das Nuvens e Utiariti) e pela Formação Dardanelos. A Formação Dardanelos é composta por arenito com raros níveis de conglomerado. A Formação Salto das Nuvens é constituída por conglomerado, arenitos grosso e fino, pelito e argilito e argilito calcífero. A Formação Utiariti é composta por arenitos finos a médios bem selecionados. A área é coberta essencialmente por Latossolos vermelhos e amarelos. Os principais aquíferos da área são o Utiariti, Salto das Nuvens e Dardanelos, sendo os dois primeiros os únicos explorados na área. Diante desse cenário, torna-se necessária a realização de pesquisa hidrogeológica na região para produzir dados e conhecimento para formulação de planos de gestão para essas águas, visando o seu uso sustentável. Para tanto é necessário o conhecimento da quantidade dessas águas e de sua vulnerabilidade, os quais dependem do conhecimento da espessura e profundidade dos aquíferos. Estes parâmetros são determinados pela técnica de Sondagem elétrica vertical (SEV), que permite investigar a variação vertical da resistividade, através da injeção de corrente elétrica, utilizando dois eletrodos de corrente (A e B) e da medida da diferença de potencial entre dois eletrodos de potencial (M e N) localizados entre os eletrodos de corrente, segundo o arranjo Schlumberger.

Através da técnica de SEVs (Sondagem Elétrica Vertical) foram realizadas cinco SEVs com abertura máxima de AB/2 de 1.000m, no norte da cidade de Sinop - MT, visando determinar a espessura do solo e a profundidade e espessura das unidades geológicas. Os resultados das SEVs permitiram correlacionar estratigraficamente da base ao topo as Formações Dardanelos, Salto das Nuvens, Utiariti e a Cobertura Pedológica. A Formação Dardanelos tem espessura maior que 100m e profundidade entre 325m e 400m, a Formação Salto das Nuvens tem espessura variando de 260m a 350m e profundidade entre 49,9m e 89,95m, a Formação Utiariti tem espessuras de 45m a 86m e profundidade entre 1,6m e 6,4m e o solo tem espessura variando de 1,6m a 6,4 metros. Os dados gerados nesta pesquisa permitirão a realização de estudos hidrogeológicos tais como estimativa de reservas desses aquíferos, avaliação de vulnerabilidade à contaminação bem como elaboração de projetos de construção de poços tubulares profundos além de contribuir com o conhecimento geológico da área.
Palavras-chave: Aquífero; Sondagem Elétrica Vertical; Hidrogeologia

Título: SORÇÃO DE COBRE EM UM LATOSSOLO MATO-GROSSENSE

Orientador: OSCARLINA LÚCIA DOS SANTOS WEBER

Autor(es):


1   ...   183   184   185   186   187   188   189   190   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə