Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə23/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   201

CINTHYA MARQUES


Resumo: A análise e divulgação dos registros de uma coleção zoológica fornecem dados a respeito da distribuição geográfica, riqueza e abundância de espécies. Tais informações são essenciais para evidenciar regiões com déficit de inventários faunísticos, bem como, para subsidiar estudos taxonômicos, biogeográficos, ecológicos e de determinação do status de conservação. Essas informações tornam-se mais relevantes quando oriundas de grupos taxonômicos amplamente distribuídos e pouco conhecidos e com espécies de interesse médico, como, por exemplo, os escorpiões. Nesse trabalho foi efetuada uma análise taxonômica e geográfica da escorpiofauna do estado de Mato Grosso a partir dos registros dos espécimes de escorpiões da Coleção Zoológica da Universidade Federal de Mato Grosso. Os dados foram digitalizados e analisados através de tabela dinâmica, recurso do programa Microsoft Office Excel. Um mapa contendo as localidades amostradas em Mato Grosso foi confeccionado com o auxílio do programa Diva Gis 7.4. A coleção de escorpiões da UFMT, organizada a partir do ano de 2009, apresenta cerca de 337 indivíduos distribuídos em três famílias, cinco gêneros e 15 espécies. Das quatro famílias de escorpiões existentes no Brasil estão representadas no acervo, Buthidae, Chactidae e Bothriuridae (88,4%, 8,6% e 3% do total de indivíduos, respectivamente). Dos 17 gêneros registrados para o Brasil, cinco estão representados na Coleção, Tityus, Ananteris, Neochactas, Bothriurus e Brazilobothriurus que contribuíram respectivamente com 78,3%, 10,1%, 8,6%, 1,5% e 1,5% do total de indivíduos. Com exceção de Tityus carvalhoi todas as espécies registradas para o estado de Mato Grosso se encontram representadas no acervo da Coleção. Quatro espécies, Tityus confluens, Tityus metuendus, Tityus apiacas e Tityus fasciolatus com 56, 49, 41 e 32 indivíduos, respectivamente, são as mais abundantes e representam cerca de 53% do total de indivíduos registrados. Apenas 25% (36) dos municípios do estado estão representados, dentre eles Cuiabá, na região sul, com 71 indivíduos, e Paranaíta, Colniza e Cotriguaçu, na região norte, com 38, 32 e 30 indivíduos, respectivamente, sendo os que contribuíram com maior número de registros. A Coleção de Escorpiões da Universidade Federal de Mato-Grosso, apesar da recente organização e do tamanho modesto, já revela um grande potencial para subsidiar estudos taxonômicos e biogeográficos.

Palavras-chave: Scorpiones, Distribuição Geográfica, Inventário.

Título: ANTIBIOTICOTERAPIA EM CRIANÇAS HOSPITALIZADAS NO MUNICÍPIO DE BARRA DO GARÇAS - MT.

Orientador: PROFA. DRA FLÁVIA LÚCIA DAVID



Autor(es):

MARCUS MOREIRA PINHEIRO




Resumo: Os antimicrobianos são agentes farmacológicos com característica própria, que os diferencia dos demais fármacos existentes. Considera-se que aproximadamente 25% a 40% dos pacientes hospitalizados utilizam, em algum momento de sua internação, pelo menos um antimicrobiano. O uso abusivo e indiscriminado desses medicamentos pode levar ao aumento da resistência microbiana. O objetivo do trabalho foi identificar e analisar antimicrobianos empregados a crianças internadas no hospital público de Barra do Garças – MT e possíveis interações medicamentosas. Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo, transversal, para identificar os antimicrobianos de uso sistêmico, consumidos em 2009 a junho de 2011 em pacientes de 2 a 9 anos de idade. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Júlio Müller - HUJM, (987/CEP - HUJM/2011). Os resultados deste relatório são referentes a uma amostra de 204 pacientes. Dos pacientes analisados 54,9% (n=112) correspondiam ao gênero masculino e 45,1% (n=92) ao feminino. Os pacientes que residiam na cidade de Barra do Garças representou 76,9% (n=157). O principal motivo de internação foram doenças do aparelho respiratório 60,8% (n=124), seguido pelas doenças infecciosas e parasitárias 24,5% (n=50). A classe terapêutica mais prescrita foi antimicrobianos de uso sistêmico representando 28,3% (n=436), seguida dos antiasmáticos 18,3% (n=283). A dipirona foi o medicamento mais prescrito com 12,6% (n=194), ficando em segundo a ceftriaxona com 8,8% (n=136) e a ceftriaxona foi o antimicrobiano mais prescrito com 31,2% (n=136), de largo espectro de ação e bactericida. A análise mostrou que 91,7% (n=187) dos pacientes receberam pelo menos um antibiótico durante o período de internação. Nenhuma solicitação ou antibiograma foi encontrado nos prontuários analisados. Foram encontradas 92 possíveis interações medicamentosas que foram classificadas de acordo com a severidade. Leves foram 61,9% (n=57) dos casos, moderadas 28,3% (n=26) e graves 9,8% (n=9). Preocupa o grande numero de interações moderadas e graves, pois estas podem resultar em uma exacerbação de sintomas do paciente e/ou requerer uma alteração na terapia, causando efeitos adversos severos e/ou requerer intervenção médica para minimizar tais efeitos adversos. A prescrição de um agente antimicrobiano deve ser cautelosamente decidida com base não apenas nos sintomas apresentados pelo paciente mais também com o emprego de um diagnostico que ofereça maior precisão ao tratamento oferecido. Apesar do grande número de prescrições de antimicrobianos não foram encontradas nenhuma solicitação ou antibiograma nos prontuários analisados. A ausência de exames complementares como antibiograma favorece a prescrição inadequada de antibióticos, onde na maioria das situações são prescritos agentes de amplo espectro de ação e bactericidas, diante dessa situação o surgimento de microorganismos resistentes é favorecido. É importante que se faça um estudo farmacoepidemiológico das prescrições antes de sua dispensação, para evitar que erros de prescrições, reações adversas e falhas no tratamento aconteçam, e sugerir mudanças necessárias para que sejam minimizados os danos a saúde dos pacientes e conseqüentemente reduzir os custos com a saúde e com possíveis interações medicamentosas.

Palavras-chave: antimicrobianos; hospital público; pediatria

Título: ARMAZENAMENTO E GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CURATELA AMERICANA L.

Orientador: MARIA CRISTINA DE FIGUEIREDO E ALBUQUERQUE

Autor(es):

1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə