Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə29/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   25   26   27   28   29   30   31   32   ...   201

VALDEMAR GUEDES DA SILVA


RAQUEL RAIZEL

MARCELO GOMES ALEXANDRE

Resumo: O comportamento sedentário, caracterizado pelo tempo prolongado sentado, pode coexistir com níveis suficientes de atividade física no lazer, sendo um fator de risco independente à saúde metabólica, cardiovascular e musculoesquelética em qualquer fase da vida. Padrões de atividade física e hábitos sedentários em adolescente tendem a permanecer na vida adulta, portanto, é importante estabelecer na juventude um estilo de vida ativo para prevenção de diversos agravos a saúde. Portanto, o presente estudo tem como objetivo verificar a prevalência de níveis insuficientes de atividade física e a sua associação com tempo de tela em adolescentes cadastrados na Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Cuiabá-MT. Caracteriza-se como um estudo transversal, composto por 394 adolescentes (163 masculino e 231 feminino), de 12 a 19 anos de idade (15,36±2,05 anos) cadastrados na ESF sob atuação do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde), abrangendo 19 Equipes de Saúde da Família contemplando todas as regiões de Cuiabá. Foi utilizado instrumento adaptado do Global School-Based Student Health Survey. As variáveis tempo de tela e nível de atividade física foram definidas, segundo questões específicas. Para o tempo de tela os adolescentes foram categorizados em dois grupos (até 2h/dia e >2h/dia). Foi considerado ativo o adolescente que relatou praticar 300 minutos semanais de exercício físico, seja na escola ou no seu tempo livre. A análise estatística se deu pelo Teste Qui-Quadrado de Pearson, com nível de significância de 5% e Razão de Prevalência (RP) com intervalo de confiança (IC) de 95%. Do total da amostra, 43,4%(n=171) dos adolescentes relataram permanecer mais de duas horas por dia a frente da TV e 56,6%(n=223) até duas horas. A prevalência de níveis insuficientes de atividade física foi de 81,6%. O grupo considerado insuficientemente ativo apresentou maior média diária de tempo em frente à tela (±143 minutos/dia) se comparado com o grupo ativo (±129 minutos/dia). O grupo com menor tempo de tela (até 2h/dia) apresentou prevalência de 45,7% de níveis insuficientes de atividade física, contra 54,3% para os adolescentes que relataram gastar mais de 2h/dia em frente à TV, porém, não houve associação significativa entre o tempo de tela e níveis de atividade física (p=0,068; RP=1,091; IC=0,99:1,19). Conclui -se que embora os resultados não mostrem associação significativa entre tempo de tela e nível de atividade física, a amostra apresentou alta prevalência de prática insuficiente de atividade física com tendência maior para o grupo que passa mais horas de tela, sendo portanto, necessária a implantação na atenção primária de programas que busque intervir nessa realidade.

Palavras-chave: Tempo sentado, Atividade física, Adolescentes, Atenção primária a saúde

Título: ATIVIDADE DA FOSFATASE ÁCIDA EM SOLO DA REGIÃO NORTE DE MATO GROSSO

Orientador: DANIELA TIAGO SILVA CAMPOS

Autor(es):

WILLIAN MESQUITA MENDES


Resumo: As propriedades biológicas e bioquímicas do solo, tais como a atividade enzimática, são indicadores sensíveis, que podem ser utilizados no monitoramento de alterações ambientais decorrentes do uso agrícola, sendo ferramentas para orientar o planejamento e a avaliação das práticas de manejo utilizadas. As enzimas do solo são responsáveis por desempenhar importantes funções bioquímicas no processo global de decomposição da matéria orgânica no sistema. Elas são essenciais na catalisação de várias reações importantes e necessárias para os processos de vida dos microrganismos, além de auxiliar na estabilização da estrutura do solo, na decomposição de resíduos orgânicos, e no proceso de ciclagem de nutrientes. Além disso, grande parte das transformações bioquímicas que ocorrem neste ambiente é dependente ou relacionada à presença de enzimas, e a avaliação de suas atividades pode ser útil para indicar se um solo está desempenhando adequadamente os processos que estão intimamente ligados a sua qualidade. A patir dessa dinâmica, elas tornaram-se um importante indicador de alterações do solo. Os solos sob integração Lavoura Pecuária (ILP) têm como uma de suas principais intenções o melhor uso de áreas já abertas para agricultura. Desta forma, este trabalho objetivou avaliar a atividade enzimática em solos sob ILP comparando à Mata Nativa e ao plantio convencional em solo de Cerrado, região Norte do Estado de Mato Grosso. As coletas foram realizadas no período de águas da região, Fevereiro de 2011 e Janeiro de 2012, na profundidade de 0-20 cm, no Município de Santa Carmem, MT e as amostras foram avaliadas pelo método descrito por Tabatabai & Bremner (1969), adaptados. Estudos demonstram que a atividade da enzima fosfatase ácida é afetada pelas práticas de manejo do solo, sendo verificadas reduções acentuadas em sistema de manejo convencional, em detrimento dos sistemas considerados conservacionistas, como o plantio direto. Entre os tratamentos houve diferença estatística significativa e o melhor resultado entre os tratamentos foi a atividade encontrada na mata nativa tanto para a primeira quanto para a segunda coleta, e o pior resultado obtido foi encontrado onde havia pasto há aproximadamente dois anos, na primeira coleta. Os resultados obtidos nesse trabalho evidenciam que o sistema integração Lavoura Pecuária pode favorecer a atividade de enzimas importantes como a fosfatase ácida. Além disso, é uma importante ferramenta para a conservação e melhor aproveitamento do solo; auxiliando também na manutenção da qualidade biológica do solo.

Palavras-chave: atividade enzimática,integração Lavoura Pecuária,

Título: ATIVIDADES DA OSUFMT - 2000 A 2010

Orientador: TAIS HELENA PALHARES FOLONI

Autor(es):


JEFERSON FERREIRA DA ROCHA


Resumo: Atividades da OSUFMT - 2000 a 2010

Jeferson Ferreira da Rocha



Taís Helena Palhares
ResumoA Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (OSUFMT) foi criada em 1980, com regulamento próprio, através da Portaria GR 078/80, datada de 31 de Janeiro. Em 8 de maio deste mesmo ano, obteve aprovação necessária para administrar o funcionamento de logística e do quadro de funcionários, evidenciando, desde então, um período expressivo de diversas contribuições para o conhecimento artístico e científico. As ações educacionais e culturais, juntamente com todo o programa de cultura promovido por esta mesma universidade são evidentes dentre as atividades desenvolvidas pela OSUFMT ao longo deste período. As práticas musicais realizadas fazem parte de diversas manifestações artísticas e contribuem para a construção cultural ocorrida em todo o estado de Mato Grosso. Sua participação no crescimento cultural e intelectual da comunidade acadêmica e comunidade mato-grossense foi a de fomentar e transmitir a manifestação artística através da música de concerto, executando obras de compositores renomados bem como divulgando compositores considerados de vanguarda, ou seja, trilhou por estéticas e movimentos de contextos históricos diversos. A maturidade alcançada pela OSUFMT motivou o desenvolvimento de uma pesquisa que contribuísse para organização sistemática dos registros encontrados e, ao mesmo tempo, divulgasse o trabalho desenvolvido por esta orquestra, favorecendo por meio desses dados, a reflexão acerca das concepções e práticas do discurso histórico. Desta forma, foi realizado um recorte no projeto de pesquisa “Atividades da UFMT na área de música – 1974 a 2010”, objetivando pesquisar o repertório sinfônico desenvolvido pela orquestra no período de 2000 a 2010 que, por conseguinte, corroborou para o plano de trabalho exigido pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC. Para tanto, esse recorte objetiva organizar e levantar dados possibilitando verificar o alcance da música sinfônica na contribuição sócio-educacional; refletir em torno das ações políticas educacionais desenvolvidas pela OSUFMT e identificar as tendências estéticas abordadas por esta mesma orquestra. O projeto inicial foi desenvolvido tendo-se em vista as atividades musicais realizadas no período de trinta e seis anos, porém com divisões assimétricas que permitem a pesquisa nos anos compreendidos entre 2000 a 2010. Os procedimentos metodológicos utilizados foram: levantamento bibliográfico e documental; entrevistas com pessoas diretamente ligadas à OSUFMT, as quais foram realizadas utilizando-se de recursos como gravador digital; observação de ensaios, apresentações e leitura de registros audiovisuais refletindo as ações políticas educacionais. No momento atual, as tendências estéticas abordadas pela OSUFMT estão sendo identificadas através da revisão de estudiosos da área e, logo após, as atividades realizadas por esta mesma orquestra serão catalogadas. Além disso, as entrevistas estão em fase de aplicação. Neste sentido, verifica-se que a trajetória e práticas musicais realizadas pela OSUFMT, isto é seu conteúdo musical, perpassa pela proposta veiculada no repertório como elemento notório e importante no processo de produção musical mato-grossense.

Palavras-chave: orquestra sinfônica UFMT; atividades musicais da UFMT; repertório sinfônico.

Título: ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA ENFERMAGEM NA PRÉ E PÓS-CONSULTA À CRIANÇA EM UNIDADES DE SAÚDE DA FAMILIA DE CUIABÁ*

Orientador: MARIA APARECIDA MUNHOZ GÍVA

Autor(es):

1   ...   25   26   27   28   29   30   31   32   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə