Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə3/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   201

IOLANDA LOPES DE OLIVEIRA

Resumo: A agricultura Familiar é caracterizada pela relação entre família e o trabalho realizado pela mesma na terra. As formas de agricultura familiar são diversas demonstrando a heterogeneidade que, em grande parte, é resultado do longo processo histórico a que esteve sujeita. No contexto atual a agricultura familiar representa uma forma de produção que associa trabalho e gestão, pois cabe ao próprio agricultor administrar o processo produtivo, dinamizando a produção diversificada de alimentos e, consequentemente, ampliando a renda com alternativas como o artesanato, turismo rural e outros. A agricultura familiar no Brasil tem se expandido na forma espacial através dos assentamentos rurais espalhados por todas as regiões, resultado dos programas de reforma agrária. O assentamento Fazenda Esperança em Rondonópolis – MT - local da pesquisa -, enfrenta grandes dificuldades para desenvolver a agricultura familiar como, a falta de financiamento para projetos, solos degradados, escassez de água, áreas de topografia acentuada falta de assistência técnica, serviços de saúde e educação precárias e a total precariedade das vias de acesso. A pesquisa teve como objetivo principal conhecer os conceitos de agricultura familiar, assentamentos rurais e agroecologia, a partir de levantamento bibliográfico, leituras em materiais diversos, pesquisa on-line e visitas/entrevistas no assentamento pesquisado e outros do município de Rondonópolis e região. Em síntese, ainda encontramos uma base econômica em construção para o Assentamento, que possa estar baseada em uma nova ética e em novas relações de trabalho e de gestão de produção, focada na agricultura sustentável, sendo guiado por princípios agroecológicos capazes de manter a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos assentados.

Palavras-chave: Agricultura familiar. Assentamentos rurais. Agoecologia

Título: A ANÁLISE DE DOIS FILMES QUANTO AO POTENCIAL PARA A PROMOÇÃO DA REFLEXÃO DE QUESTÕES DE CUNHO EPISTEMOLÓGICO SOBRE CIÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE QUÍMICA

Orientador: GRAZIELE BORGES DE OLIVEIRA PENA

Autor(es):


LORRANY KALLINY CARDOSO QUEIROZ


Resumo: Pesquisas indicam que, as concepções epistemológicas sobre ciência dos professores, estão diretamente relacionadas com suas práticas educativas e que reflexões em torno da natureza e produção do conhecimento científico não estão muito presentes na formação dos nossos professores. Atividades para uma perspectiva de ruptura epistemológica são propostas por alguns trabalhos. Dentre elas, surge à proposta de utilização do recurso audiovisual – filme como estratégia metodológica, a fim de problematizar as concepções sobre ciência de futuros professores. O presente trabalho, que faz parte de um projeto de pesquisa em andamento, tem como objetivo central discutir e analisar o potencial de dois filmes para que estes possam ser utilizados como recurso metodológico na reflexão de questões de cunho epistemológico durante a formação de futuros professores de Química com intuito de fornecer subsídios para a melhoria da formação docente em Química.

Os filmes escolhidos para análise foram: “A condenação” e “Decisões Extremas”. Ambos os filmes, são baseados em histórias reais. O filme “A Condenação” conta a história de Betty A. Waters, vivida por Hilary Swank, uma garçonete que entra para a faculdade de direito para defender o irmão, Kenny Waters (interpretado por Sam Rockwell) condenado à prisão perpétua no ano de 1982, por assassinato. Uma das provas consideradas para a condenação do irmão de Betty era o tipo sanguíneo da amostra de sangue encontrado na cena do crime ser do mesmo tipo do acusado. Betty analisa um caso no qual o teste de DNA foi utilizado para inocentar um acusado de estupro no ano de 1992. E utiliza essa ideia/técnica para tentar inocentar seu irmão. Quase vinte anos depois de ter sido preso e condenado, Kenny é inocentado e libertado. Já o filme “Decisões Extremas” relata a história de um pai (Brandon Fraser) que possui dois filhos com uma doença genética degenerativa [Pompe] a qual limita a expectativa de vida em menos de dez anos de idade. O pai procura o médico-pesquisador de uma universidade - Dr. Sthonhil (Harrison Ford) para este, ajudá-lo na busca pela cura da doença. Após um complexo processo, que inclui a busca por investidores, dificuldades para a realização das pesquisas e testes, um medicamento é desenvolvido. A utilização das cenas citadas no primeiro filme pode auxiliar nas discussões sobre o caráter dinâmico do processo de construção do conhecimento científico e as implicações sociais relacionadas ao fato de se considerar a ciência como uma verdade absoluta e inquestionável. Já as cenas selecionadas do segundo filme “Decisões Extremas” podem colaborar para o entendimento de como se dá o processo de construção do conhecimento científico, o papel e a influência do homem nesse processo, as limitações do método científico e a não neutralidade da ciência (influência de fatores econômicos para a produção do medicamento). Para uma utilização mais pertinente dos filmes citados é necessário considerar os apelos comerciais deles e, ainda, a imagem veiculada dos cientistas, principalmente, no filme “Decisões Extremas”.

Palavras-chave: Ciência - Professores - Química - Filmes

Título: A ANÁLISE DE SIMILITUDE DA REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE MORTE PARA PROFESSORES DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE CUIABÁ

Orientador: ANA RAFAELA PECORA

Autor(es):

JULIANA BATISTA FITARONI


Resumo: Este estudo apresenta os resultados de um trabalho, cujo objetivo é analisar a estrutura e o conteúdo das representações sociais de morte, um recorte da pesquisa Trajetórias de vida: um estudo sobre as representações sociais do envelhecimento, aposentadoria e morte, para professores de escolas públicas municipais de Cuiabá. Identificar e analisar as representações sociais de morte se justifica, uma vez que o tema é, segundo Heidegger, um fenômeno da vida, natural da existência humana, que move os homens para uma existência autêntica. Investigar como esta representação é compartilhada, pode ser importante ao entendimento de como as professoras encaram sua vivência, bem como lidam com o assunto em sua atividade profissional, visto que o tema da morte, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, deve ser abordado em sala de aula. A coleta de dados foi realizada com a metodologia de evocações de palavras ao termo indutor morte, a 100 professoras da rede de ensino cuiabana. Os dados foram processados pelo software EVOC, versão 2003, como também submetidos à análise de similitude para se averiguar a conexidade entre as palavras que compõem a representação investigada, conforme procedimento realizado por Pecora (2007). Os resultados apontam os termos saudade e tristeza como àqueles que organizam e geram o significado da representação social investigada. Estes termos associados a: sofrimento, angústia, falta e perda, acabam por reafirmar o caráter negativo da representação de morte para os sujeitos do estudo, onde a morte é encarada como um momento único e forte da vida, momento de ruptura e de desordem pessoal e sentimental. O efeito de tal representação social na prática docente parece estar associado ao desestímulo e ao embaraço das docentes ao terem que abordarem o assunto em sala de aula.

Palavras-chave: Psicologia; Representação social; Morte.

Título: A ASSOCIAÇÃO METASEDIMENTAR QUÍMICA DA SEQUÊNCIA METAVULCANOSEDIMENTAR NOVA XAVANTINA: UM ASSOALHO OCEÂNICO NEOPROTEROZÓICO?

Orientador: CARLOS HUMBERTO DA SILVA

Autor(es):

1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə