Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə37/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   201

MICHELLI SAMPAIO TUNES


HELDER DOS SANTOS BORGES

Resumo: A qualidade dos grãos de soja é importante para toda a cadeia produtiva. É destinada para a alimentação humana, animal e para a produção de biodiesel. A infecção fúngica em grãos de milho tem sido apontada como uma das principais causas responsáveis pela perda da qualidade durante o plantio, colheita e armazenamento. Esta contaminação pode fazer com que os grãos tornem-se impróprios para o consumo humano e animal, resultando em grandes perdas econômicas. Avaliou-se a qualidade de grãos de soja e milho produzidos em Mato Grosso. Para soja foram recebidas 180 amostras dos diferentes municípios do Estado distribuídas entre as regiões Norte, Sul, Leste, Oeste da safra 2011/12. Estas passaram por um processo de classificação física, onde foram analisados os valores do total de avariados conforme a Instrução Normativa 11 de 2007 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Verificou-se a qualidade nutricional (proteína e extrato etéreo) conforme a metodologia do Instituto Adolfo Lutz. O total de grãos avariados concentrou no intervalo de 0,55% a 19,65% os grãos picados, fermentados e imaturos foram os defeitos que mais contribuíram para compor o total de avariados, sendo grãos picados o defeito de maior ocorrência. Os grãos de soja produzidos em Mato Grosso apresentaram de 32% a 44% de proteína e 18% a 25% de extrato etéreo. Para milho foi avaliado a sanidade dos grãos quebrados pelo Blotter Test e a classificação com base no Padrão de Qualidade do Ministério da Agricultura para grãos de milho, estabelecido pela Portaria nº 845 de 08/11/1976 e Portaria nº 11 de 12/04/1996, das amostras 2010/11 obtidas de diferentes munícipios do Estado. Os gêneros de fungos encontrados com maior freqüência foram Aspergillus com valores de ocorrência que variaram de 6,5% a 43,5%, Fusarium de 16% a 80% e Penicillium de 1,5% a 38,5%. O total de grãos avariados variou de 1,71% a 4,71%. Os defeitos com maior ocorrência em grãos de soja e milho foram grãos picados e quebrados respectivamente. Os valores máximos para proteína e extrato etéreo em soja foram 44% e 25%. Fusarium foi o fungo com maior incidência em milho.

Palavras-chave: Palavras-chave: grãos avariados, proteína, extrato etéreo, incidência fúngica.

Título: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE HIGIÊNICA E SANITÁRIA DE GELÉIAS DE FRUTOS DO CERRADO ARTESANALMENTE PRODUZIDAS NA UFMT

Orientador: EDUARDO EUSTÁQUIO DE SOUZA FIGUEIREDO

Autor(es):

TAMIRES TORSANI LEMOS MACHADO


Resumo: O cerrado brasileiro possui um regime de chuvas e características de solo que limitam o crescimento e desenvolvimento das plantas, apesar disso apresenta variabilidade de espécies frutíferas (mais de 58 espécies de frutas nativas dos cerrados conhecidas) e seus frutos, com grande potencial alimentar e agroindustrial, já são comercializados em feiras e tem grande aceitação popular, podendo ser consumidos in natura ou na forma de sucos, sorvetes, geléias etc. Dentre elas estão Murici (Byrsonima crassifólia), Marmelada Bola (Alibertia edulis) e Marmelada espinho (Alibertia verrucosa) que foram utilizadas no desenvolvimento de geléias artesanais produzidas pelo Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFMT (CCTA/UFMT) através do projeto 450/CAP-UFMT/2010 . Para atestar a qualidade dessa produção realizaram-se testes microbiológicos para determinar o número de bolores, leveduras emicrorganismos aeróbios e microaeróbios mesófilos, a presença de Salmonella spp e o número mais provável de Coliformes.. Dos lotes produzidos, foram amostradas três alíquotas de geleia de cada fruto (75g cada) para as análises. As metodologia microbiológicas seguidas foram as preconizadas pela APHA. Os resultados obtidos para Salmonella spp foram ausência/25g, para contagem de coliformes < 3,0 NMP/g e contagem de bolores e leveduras e microrganismos mesófilos <10 UFC/g. Os resultados expressos estão dentro dos padrões de qualidade estipulados pela Resolução RDC nº 12, de 2001 da ANVISA. Dessa maneira, concluímos que os lotes de geléias de frutos do cerrado desenvolvidas pelo CCTA/UFMT são aceitáveis para o consumo humano e apresentaram boa qualidade higiênico sanitária conforme os padrões microbiológicos nacionais vigentes.

Palavras-chave: murici, marmelada bola e marmelada espinho

Título: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE HOSPITALAR DAS MULHERES QUE FORAM A ÓBITO MATERNO EM CUIABÁ.

Orientador: JANETE TOMIYOSHI NAKAGAWA

Autor(es):


PAMELA YURI SAITO


Resumo: Dados do Conselho Nacional de Saúde (2012) traz que a cada minuto uma mulher morre no mundo em decorrência do trabalho de parto ou complicações da gravidez. Em Cuiabá, no período de 2008 a 2010, a razão de mortalidade materna apresentou uma queda 76,61 óbitos por 100.000 nascidos vivos (NV) para 36,19 óbitos por 100.000 nascidos vivos, seguido de 21,40 óbitos por 100.000 nascidos vivos. Para melhor compreender esse problema, esse estudo teve como objetivo avaliar a qualidade da hospitalar de Cuiabá/Mato Grosso, buscando relacionar as características sócio demográficas e clinico assistências dessas mulheres às falhas no atendimento obstétrico nas unidades hospitalares. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, de abordagem quantitativa. A fonte de dados foram as fichas de investigação do óbito materno do MS disponibilizadas pelo Comitê de Mortalidade Materna do município. O local do estudo escolhido foi o município de Cuiabá/MT. A população estudada compreendeu todos os óbitos que foram classificados como óbito materno pelo Comitê de Mortalidade Materna. O período do estudo compreendeu os anos 2008 a 2010. Em relação aos resultados, identificou-se 14 óbitos maternos durante esse período, sendo que 64,3% das mortes maternas obstétricas foram por causa direta. As principais causas foram outras infecções com 35,7%, hemorragia 21,4%, seguido de hipertensão e infecção ambos com 14,3%. Em relação às características sócias demográficas, prevaleceram as solteiras (57,1%), de cor parda (57,1%), com baixo nível de escolaridade (78,6%), do lar (28,6%), sendo em quase a totalidade usuárias do SUS (92,9%). A maioria dos óbitos ocorreu no puerpério (64,3%), nos estabelecimentos conveniados com SUS (público e privado) com 78,6% e 7,1% no particular. Sobre a assistência de saúde prestada a essas mulheres, o primeiro atendimento que culminou a morte ocorreu no serviço hospitalar (64,3%), sendo possível perceber a gravidade do problema da maioria das mulheres no primeiro atendimento (78,6%), mas estava disponível um atendimento adequado em apenas 42,9% dos serviços, tendo falha principalmente no serviço hospitalar (42,9%) como falta de profissionais médicos e não médicos, falta de equipamentos para exames, dentre outros fatores. O estudo mostra que apesar das falhas encontradas no serviço hospitalar, é na atenção primária, durante o pré-natal, que identifica as principais condições de risco à saúde materna tornando-se o principal alvo a ser atingido quando se busca reduzir a taxa de mortalidade materna. Apesar da subnotificação dos dados e da queda do número de óbitos, o município ainda precisa melhorar na qualidade da assistência à mulher durante o ciclo gravídico-puerperal em todos os níveis de atenção, já que no presente estudo 64,3% das mortes maternas foram consideradas provavelmente evitáveis.

Palavras-chave: mortalidade materna

Título: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES DE TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Orientador: TÂNIA REGINA KINASZ DE OLIVEIRA

Autor(es):


1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə