Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə38/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   34   35   36   37   38   39   40   41   ...   201

PATRICIA REGINA DE SOUZA SOARES


BRUNA DA SILVA VIEIRA DO NASCIMENTO

Resumo: A importância da alimentação adequada na manutenção da saúde é indiscutível. A Organização Mundial da Saúde tem preconizado ações de intervenção com vistas à prevenção de doenças crônicas não transmissíveis e promoção de estilo de vida saudável. Visando avaliar a qualidade das preparações do cardápio oferecido aos trabalhadores da construção civil que atuam no campus da Universidade Federal de Mato Grosso, foi realizada a identificação do tipo de preparação culinária presente em dezenove cardápios oferecidos no ano de 2010 e 2011. O método da Avaliação Qualitativa das Preparações do Cardápio foi adotado, tendo como critérios a variação e a proporcionalidade das porções nas refeições distribuídas. Foram registradas as seguintes variáveis: presença de alimentos ricos em cálcio, ferro e enxofre, repetição de cores, presença de frutas e derivados, verduras e legumes, folhosos, doces, carne gordurosa, tipo de calor usado na cocção e frequência de fritura. Verificou-se que 84,2% dos cardápios apresentaram repetição de cores e frituras ou carnes gordurosas nas preparações, ainda que 71,3% dos cardápios tenham sido preparados utilizando a técnica de cocção úmida. Houve presença de, pelo menos, uma porção de folhosos em 84,21% dos cardápios pesquisados. No entanto, 26,31.% dos dias não atenderam ao critério relativo à presença de legumes e a oferta de frutas limitou-se a um único dia pesquisado. Foram ofertados alimentos ricos em ferro na totalidade dos cardápios analisados, porém, nenhuma oferta de alimentos ricos em cálcio. Os alimentos ricos em enxofre não ultrapassaram uma porção diária. Os cardápios apresentaram oferta excessiva de calorias e gorduras saturadas, aumentando os riscos de sobrepeso/obesidade e conseqüentes doenças metabólicas nestes trabalhadores. Também mostraram monotonia nas cores e oferta insuficiente em cálcio, prejudicando a qualidade nutricional do cardápio e podendo reduzir a aceitação das refeições, com consequente aumento de resto ingestão e desperdício de alimentos.

Palavras-chave: qualidade da refeição, alimentação do trabalhador, avaliação de cardápios.

Título: AVALIAÇÃO DA QUIESCÊNCIA (PERÍODO DE ECLOSÃO) DE OVOS DE AEDES AEGYPTI EM LABORATÓRIO.

Orientador: ANA LUCIA MARIA RIBEIRO

Autor(es):

JULIANA BRUNING AZEVEDO


Resumo: Aedes aegypti é uma espécie tropical e subtropical do globo, encontrada em todo mundo. Esse mosquito é o principal vetor dos quatro sorotipos do vírus do dengue, além disso, teve um grande papel como vetor da febre amarela urbana no Brasil. Por sua ligação próxima com o homem o Aedes aegypti, é um mosquito essencialmente urbano, facilmente encontrado em cidades, vilas e povoados, mais podendo ser também encontrado em áreas rurais. Os mosquitos se desenvolvem através de metamorfose completa, e o ciclo de vida compreende quatro fases: ovo, larva, pupa e adulto. O adulto representa a fase reprodutora e também dispersora do inseto. Entretanto, com o Aedes aegypti é provável que haja mais transporte passivo de ovos e larvas em recipientes do que dispersão ativa pelo inseto adulto. A quiescência (interrupção no desenvolvimento induzido pelas condições ambientais desfavoráveis) é uma adaptação importante na dispersão passiva dos ovos do Aedes aegypti, pelo fato de possibilitar que continuem ativos até quando houver as condições mínimas necessárias para a sua eclosão. Este trabalho tem como objetivo avaliar o efeito da quiescência sob o desenvolvimento das larvas e também sobre a taxa de eclosão destes ovos em condições de laboratório. O estudo foi realizado com ovos de Aedes aegypti proveniente de coletas mensais utilizando armadilhas de oviposição no período de abril/2011 á Maio/2012, distribuídas em 10 pontos pelo campus da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá/MT. As palhetas com os ovos foram, após a coleta, secadas em temperatura ambiente, acondicionadas devidamente e etiquetadas, constando a quantidade de ovos e a data da coleta, e colocadas em caixas de isopor e mantidas em temperatura ambiente. Para a eclosão dos ovos foi feita a imersão das palhetas em água em temperatura ambiente. Foram colocados para a eclosão os ovos com até 13 meses de dormência, contabilizando um total de 11. 138 ovos. Destes 3.301 chegaram ao 1° instar larval, 2.773 chagaram ao estágio de pupa, sendo 1.110 machos e 1.193 fêmeas. Apenas houve eclosão dos ovos com até quatro meses de dormência, aproximadamente 120 dias, demostrando que durante este período há uma grande viabilidade dos ovos. Do total de ovos de 11.138 colocados para a eclosão, apenas 30% eclodiram. Estes resultados mostram que até por quatro meses os ovos podem eclodir e chegar à fase alada ou adulta que é a fase responsável pela transmissão do vírus dengue.

Palavras-chave: Quiescência, A. aegypti.

Título: AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO VACINAL EM RECÉM-NASCIDOS DE RISCO E AS DIFICULDADES VIVENCIADAS PELAS MÃES

Orientador: CHRISTINE BACCARAT DE GODOY MARTINS

Autor(es):

EDILENE GIANELLI LOPES


Resumo: Entre recém-nascidos de risco, a imunização torna-se relevante em virtude do caráter preventivo. A pesquisa objetivou analisar a situação vacinal dos recém-nascidos de risco de Cuiabá-MT, bem como a satisfação e dificuldades das mães em relação à imunização. Estudo descritivo, quantitativo, com 113 recém-nascidos de risco, selecionados pela Declaração de Nascido Vivo: 25,7% apresentaram atraso vacinal, sendo a falta de vacinas na Unidade de Saúde (50,0%) o motivo mais relatado. Das crianças em atraso, 65,5% tinham mais de uma vacina atrasada, 100% apresentavam peso abaixo do esperado, 75,9% eram acompanhados em seu crescimento e desenvolvimento pela Unidade de Saúde, 69,0% apresentaram episódio de doença nos seis primeiros meses de vida, 41,4% das mães eram menores de 18 anos. As mães relataram várias dificuldades quanto ao serviço de imunização. Destaca-se a importância de estratégias que visem melhorar a qualidade no atendimento, estrutura dos serviços de saúde, acolhimento e preparo dos profissionais.


Edilene Gianelli Lopes1, Christine Baccarat de Godoy Martins2, Fernanda Cristina Aguiar Lima3, Maria Aparecida Munhoz Gaíva4.
1Acadêmica de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Aluna de Iniciação Científica – VIC.

2Pós-Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Área Saúde da Criança e do Adolescente.

3Enfermeira, mestranda em Enfermagem pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

4Doutora em Enfermagem em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).

Pesquisadora CNPQ nível 2 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Área Saúde da Criança e do Adolescente.

Palavras-chave: Neonato, grupos de risco, saúde infantil, programas de imunização, cobertura vacinal.

Título: AVALIAÇÃO DA TÉCNICA MULTIPLEX PCR NA INVESTIGAÇÃO DE CARCAÇAS INFECTADAS POR MYCOBACTERIUM BOVIS

Orientador: EDUARDO EUSTÁQUIO DE SOUZA FIGUEIREDO

Autor(es):

1   ...   34   35   36   37   38   39   40   41   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə