Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə39/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   201

FERNANDA HARUMI MARUYAMA


Resumo: Mycobacterium bovis pertence a um grupo de espécies do complexo Mycobacterium tuberculosis (CMT) que possuem alta homologia genética. É o agente causador da tuberculose bovina, uma zoonose, de evolução crônica, caracterizada pelo desenvolvimento progressivo de tubérculos em órgãos e tecidos, podendo provocar grandes impactos à saúde pública e econômicos. Os diagnósticos clínicos, sorológico e bacteriológico são os mais utilizados para a confirmação da doença e da infecção por M. bovis, porém, possuem resultados relativos devido à inespecificidade dos sinais clínicos, nas reações de hipersensibilidade tardia e dificuldade de isolamento. Além disso, a identificação do bacilo pela cultura é trabalhosa e demorada, aproximadamente 90 dias. Assim, para acelerar a investigação da infecção, tem se desenvolvido métodos moleculares cada vez mais específicos e rápidos buscando aprimorar o diagnóstico da tuberculose bovina. A reação em cadeia da polimerase (PCR) e suas variações como por exemplo a reação múltipla em cadeia da polimerase (m-PCR) tem sido uma alternativa rápida na detecção do bacilo em amostras clinicas e confirmação da infecção e doença. O objetivo desse estudo foi avaliar o desempenho da m-PCR em detectar carcaças bovinas infectadas por M. bovis. Um rebanho leiteiro no estado do Rio de Janeiro, compreendendo 31 vacas mestiças com histórico de infecção recente por M. bovis foi estudado. Após os testes de tuberculinização cervical comparada (TCC) todos os animais foram abatidos e fragmentos de tecidos com lesões macroscópicas foram coletados. Os materiais foram processados como uma única amostra por animal e submetidos à bacteriologia e a multiplex PCR. O DNA dos fragmentos de tecido macerado, foram extraídos e purificados com um kit comercial da Quiagen®, e usado como molde para a m-PCR, direcionada para as seqüências cromossomais RvD1-Rv2031c específicas para M. bovis e IS6110 específica para espécies pertencentes ao CMT respectivamente. Na TCC (teste in vivo), evidenciou-se que 90% (28/31) dos animais estavam com tuberculose bovina. Nos testes post mortem de bacteriologia e m-PCR , observou-se a infecção em 61,2% (19/31) e 58 % (18/31) respectivamente. A m-PCR obteve resultados semelhantes à bacteriologia, no entanto, acelerou muito o diagnóstico de infecção mostrando-se uma técnica rápida e específica na investigação da infecção por M. bovis e pode ser uma valiosa ferramenta para auxiliar a inspeção sanitária post mortem de carcaças que apresentem lesões suspeitas de tuberculose, possibilitando o rastreamento do rebanho infectado e a adoção de medidas de controle e erradicação da doença, pelos respectivos serviços de defesa sanitária animal.

Palavras-chave: diagnóstico molecular, tuberculose bovina

Título: AVALIAÇÃO DA TEMPERATURA DO SOLO DE 1 A 20 CM DE PROFUNDIDADE DE 2 FRAGMENTOS DE CERRADO SENSU STRICTO ONDE A ANALISE APRESENTA A CONDIÇÃO IDEAL PARA A GERMINAÇÃO DAS SEMENTES DE CURATELLA AMERICANA

Orientador: CARMEN EUGENIA RODRÍGUEZ ORTÍZ

Autor(es):

KENIA PRISCILA MEIRA TORRES


Resumo: A germinação das sementes é um processo biológico, cujo episodio necessita de um conjunto de condições ambientais específicos. Para muitas espécies, se ofertadas às condições ideais de luz e umidade, a temperatura predominante no solo determinará tanto a quantidade de sementes germinadas como a distribuição das plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a temperatura do solo de 1 a 20 cm de profundidade de 2 fragmentos de cerrado sensu stricto onde a analise apresenta a condição ideal para a germinação das sementes de C.americana. A coleta foi realizada na Baixada Cuiabana, localizada na Fazenda Miranda, município de Cuiabá (15º43’53’’S; 56º04’18’’ W). Durante o período de agosto 2011 a junho 2012 foram selecionados 2 fragmentos de cerrado sensu stricto. Para cada fragmento foram instalados um datallogger (CR10-X ou CR-1000) e 5 termopares a 1, 3, 5, 10 e 20 cm de profundidade do solo. A cada 30 minutos foram registrados as temperaturas nestas profundidades. Os dois fragmentos foram escolhidos em função da diferentes condições físicas do solo. Após a coleta, os dados foram levados ao laboratório para serem avaliados, e em seguida foram gerados os gráficos pelo software SIGMAPLOT integrando com o Office, permitindo acesso aos dados da planilha Excel. Para a emissão da radícula as temperaturas mínima, ótima e máxima foram respectivamente: 17,5ºC, 30,2°C, 44,90°C; e para a germinação das plântulas a mínima foi de 18,4°C, a ótima de 30°C, e a máxima de 42,4°C. Sementes de Curatella americana quando avaliada a temperatura do solo nas profundidades de 1 a 20 cm apresentou a condição adequada de temperatura ótima para emissão da radícula a 30,2Cº, e para germinação da plântula 30ºC.
Co-autora: Isabela Codolo de Lucena Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturais da Universidade Federal de São Carlos.
Apoio: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INAU) - Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia - CNPq/MCT.

Palavras-chave: Lixeira, Germinação, temperatura

Título: AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE E ATIVIDADE ANTIDIABÉTICA DO EXTRATO BRUTO HIDROALCOÓLICO DA ENTRECASCA DA CEDRELA ODORATA L.

Orientador: NAIR HONDA KAWASHITA

Autor(es):

SUELEM APARECIDA DE FRANÇA LEMES


DERKIAN SANCHES DE OLIVEIRA

RÓGER VINICIUS NUNES QUEIROZ DA COSTA



Resumo: Levantamento realizado em comunidades especifica do Vale do Juruena, mostrou que a entrecasca da Cedrela odorata L., pertencente à família Meliaceae, conhecida popularmente como Cedro rosa é utilizada popularmente no tratamento do diabetes. Diabetes mellitus é uma patologia caracterizada por hiperglicemia sendo a elevação crônica da glicemia, a responsável por grande parte das complicações da doença a longo prazo. O objetivo deste trabalho foi investigar a toxicidade in vivo e o potencial antioxidante e antidiabético desta espécie in vitro. O stress oxidativo está diretamente associada a gênese e a evolução da doença. A entrecasca de Cedrela odorata L. foi coletada no Vale do Juruena-MT, em Julho de 2011. Após ser limpo e seco em estufa, à temperatura de 40°C, o material botânico foi triturado, macerado em etanol 70%, filtrado e concentrado em evaporador rotativo à temperatura de 40°C. O possível efeito antioxidante do extrato da C.odorata (EBHCo) foi avaliado in vitro pelo método de DPPH (2,2- difenil-1-picrilhidrazina) conforme descrito por Mensor(2001). Esta técnica consiste em verificar a capacidade do extrato em captar radicais livres. A concentração da amostra necessária para captar 50% dos radicais livres DPPH foi medida pelo parâmetro capacidade media de descoloração do DPPH (CD50), que foi calculada por análise de regressão linear e expresso em µg/mL. O possível efeito antidiabético do extrato foi avaliado in vitro através da capacidade inibitória da enzima a-glicosidase, uma vez que esta enzima é responsável pela digestão de polissacarídeos (ligação a 1,4) possibilitando a absorção dos resíduos de glicose, de acordo com a metodologia descrita por Nishioka et al. (1998). Os resultados foram expressos em capacidade média de inibição (CI50) calculada por análise de regressão linear. No teste de toxicidade aguda utilizaram-se camundongos machos e fêmeas (n=30) pesando entre 25-30 g; os animais foram divididos nos seguintes grupos: animais controles que receberam veículo (água) e animais tratados com doses distintas do extrato (0,625 à 5g/kg). Após jejum de 18h, o extrato ou veiculo foram administrados por gavage orogástrica. Após a administração, estes animais foram observados nos tempos 5, 10, 15, 30 min., 1, 2, 4, 8 horas e uma vez ao dia durante 2 semanas. Cada animal foi mantido em gaiola individual, contendo água e ração comercial Purina® ad libitum. As observações comportamentais foram anotadas em tabela adaptada dos trabalhos de Malone (1977). Ao final da avaliação os animais foram sacrificados e os órgãos analisados. O EBHCo apresentou atividade antioxidante in vitro significativa sendo sua CD50 superior ao controle positivo –ácido ascórbico (3,50 e 8,04 µg/mL, respectivamente). No ensaio da inibição da a-glicosidase o EBHCo também apresentou uma atividade inibitória superior ao controle positivo - acarbose (84,68 e 5,12 mg/mL,respectivamente). No teste de toxicidade não foram observadas alterações comportamentais significativas dos animais. A análise dos dados nos permite afirmar que o EBHCo apresenta potencial antidiabético e antioxidante significativo.
Apoio Financeiro: CNPq e FAPEMAT

Palavras-chave: , diabetes, antioxidante, Cedrela odorata L.

Título: AVALIAÇÃO DA VARIABILIDADE GENÉTICA DE UM ESTOQUE DE REPRODUTORES E DE PEIXES JOVENS DA ESPÉCIE PIRAPUTANGA (BRYCON HILARII)

Orientador: JAYME APARECIDO POVH

Autor(es):

1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə