Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə40/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   201

GLEICE KELLEN BASSI


Resumo: O presente trabalho objetivou avaliar a variabilidade genética de reprodutores da espécie piraputanga (Brycon hilarii) capturadas do Rio Itiquira.. Para extração de DNA foi utilizado o protocolo de extração com NaCl descrito por Lopera-Barrero et al. (2008). O DNA foi quantificado em espectrofotômetro Shimadzu com absorvância de 260 nm. As amostras foram diluídas para uma concentração de 10 ng/µL. Para conferir a qualidade do DNA, foi realizada uma eletroforese em gel de agarose 1%, conduzida em tampão TBE 1X (500 mM Tris-HC1, 60 mM ácido bórico e 83 mM EDTA) por uma hora a 70 V. O gel foi visualizado sob radiação UV, depois da sua exposição com brometo de etídio (0,5 ng/mL) por uma hora. Posteriormente, a imagem foi fotografada utilizando o programa Kodak EDAS (Kodak 1D Image Analysis 3.5). Foram escolhidos nove diferentes primers de 10 bases dos Kits OPA, OPX e OPW (Operon Technologies Ltd., EUA) que apresentaram melhor definição e reprodutibilidade. O DNA foi amplificado para um volume final de reação de 20 mL, utilizando-se tampão Tris-KCl 1X, 2,5 mM de MgCl 2, 0,46 µM de cada primer, 0,2 mM de cada dNTP, uma unidade de Platinum Taq DNA Polimerase e 10 ng de DNA, amplificados em um termociclador eppendorf®, com capacidade para 96 microtubos. Os produtos de amplificação foram separados em gel de agarose 1,7%. Para a revelação do gel, utilizou-se banho em brometo de etídeo a 0,5 µg/mL por 45 minutos. Os géis foram fotografados usando o sistema L. PIX (Loccus biotecnologias). O tamanho dos fragmentos foi estimado por comparação com o padrão ladder 100 pb (Invitrogen®, EUA). A presença ou ausência de fragmentos de tamanhos moleculares idênticos foi usada para a construção de uma matriz de similaridade com base no cálculo no coeficiente de similaridade de Jaccard, codificando 1 como presença e 0 como ausência. A variabilidade genética dos reprodutores e das progênies foi determinada pelo índice de diversidade genética de Shannon e pela porcentagem de fragmentos polimórficos. A diferenciação genética entre os estoques foi determinada pelo cálculo da distância e identidade genética de Nei (1978) e pelo Gst. Para a determinação do nível de diferenciação do Gst, se estabeleceu a definição proposta por Wright (1978), onde valores entre 0,00 a 0,05; 0,05 a 0,15; 0,15 a 0,25 e > 0,25 indicaram pequena, moderada, alta e elevada diferenciação genética, respectivamente. Essas análises estatísticas foram determinados através do programa PopGene 1.31.A diferenciação genética entre o estoque de reprodutores e os peixes jovens destinados ao repovoamento foi moderada.

Palavras-chave: Marcadores- moleculares, RAPD.

Título: AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES ELETROLÍTICAS E BIOQUÍMICAS APÓS INFUSÃO INTRAVENOSA OU INGESTÃO ORAL DE SOLUÇÃO SALINA 0,9% EM ADULTOS SAUDÁVEIS.

Orientador: JOSÉ EDUARDO DE AGUILAR SIQUEIRA DO NASCIMENTO

Autor(es):


ANA CLÁUDIA ALBERNAZ VALENTE


Resumo: Infusões de soluções salinas estão associadas a ganho de peso, maior taxa de complicação pós operatória, queda da albumina sérica e do hematócrito. Testamos a hipótese de que esses parâmetros respondem de forma diferente à infusão por via oral e por via intravenosa de solução salina 0,9%. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações eletrolíticas e bioquímicas após a infusão intravenosa ou ingestão oral de SF 0,9% em adultos jovens saudáveis.

Realizamos um estudo clínico tipo cross over incluindo 10 adultos jovens (18-28 anos) do sexo masculino, não obesos (IMC<30 kg/m2) e não portadores de nenhuma doença aguda ou crônica. Todos os voluntários foram randomizados e receberam, em duas etapas diferentes distantes 4 semanas uma da outra, 2L de solução salina 0,9% por via intravenosa (grupo IV) ou via oral (grupo oral) em um período de 1 hora. Em cada uma das etapas, 5 receberam a solução por via intravenosa e os outros 5 por via oral. Dentro do protocolo do estudo, coletou-se sangue de todos os participantes em jejum (10 horas) imediatamente antes de receberem a solução e logo após a hidratação. Os dados dos experimentos foram avaliados e comparados em relação à análise de hemograma completo, eletrólitos séricos (Na+, K+, Cl-, HCO3-), glicemia, uréia, creatinina, albumina, e osmolalidade plasmática. Os resultados foram avaliados através da ANOVA de medidas repetidas. Comparações entre grupos foram feita pelo teste de Mann-Whitney e comparações intra-grupo pelo teste de Wilcoxon. Os dados categóricos foram comparados pelo teste do qui-quadrado ou pelo teste de Fischer. Estabeleceu-se em 5% o nível de significância estatística.

Inicialmente, em ambos os grupos (grupo IV e grupo oral) as médias de hemoglobina (14,4g/dL) e de hematócrito (43%) eram iguais. Após a infusão, houve queda significativa da hemoglobina (13,8±0,8 vs 12,6±0,6; p<0,01) e do hematócrito (43,2±2,8 vs 40,0±2,6; p<0,01) no grupo IV em comparação ao grupo oral. Não houve diferença entre grupos em relação ao sódio, cloro, osmolalidade plasmática e bicarbonato, que apresentaram significativa elevação (Na+, Cl- e osmolalidade) ou queda (HCO3-) entre os tempos de coleta. Não houve alteração alguma em relação ao potássio. Os valores da glicemia ficaram dentro dos parâmetros normais, porém no grupo IV ocorreu queda significativa (p=0,01). O comportamento da albumina sérica variou significantemente entre os grupos. O grupo IV (4,7±0,3 vs 3,8±0,3) apresentou queda significativa (p<0,01) da albumina sérica após a infusão e diminuição significativa (p<0,01) em relação ao grupo oral (4,6±0,3 vs 4,3±0,4; p=0,40) cujos valores permaneceram inalterados. Em ambos os grupos houve queda significativa (p=0,01) dos valores de uréia e creatinina entre as dosagens realizadas antes e depois da hidratação sem, no entanto, apresentar valores fora da normalidade.

Concluímos que a hidratação de fato altera a composição eletrolítica, bioquímica e hematócrito. A hidratação por via oral com 2L de SF 0,9% resulta em variações mínimas de albumina sérica e hematócrito quando comparada à infusão intravenosa do mesmo volume de solução salina.

Palavras-chave: Hipoalbuminemia, cuidados perioperatórios, hematócrito, solução salina

Título: AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES ANTIDIABÉTICA, ANTIOXIDANTE E TOXICIDADE DO EXTRATO BRUTO HIDROALCOÓLICO (EBHOH) DO ARRABIDAEA CHICA VERLOT.

Orientador: NAIR HONDA KAWASHITA



Autor(es):
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə