Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə57/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   201

JULIO CEZAR FORNAZIER MOREIRA




Resumo: O milho (Zea mays L.) é um cereal da família Poácea com altas qualidades nutritivas. É extensivamente utilizado como alimento humano ou ração animal, sendo largamente cultivado em diversas regiões do mundo. A fixação biológica de nitrogênio (FBN) pode ser considerada uma ferramenta alternativa parcial às aplicações de fertilizantes nitrogenados. O experimento foi conduzido em campo experimental, com delineamento inteiramente casualizado, três repetições, duas variedades de milho (Robusto e Cati-Verde), quatro isolados de Azospirillum spp. (AZ01, AZ04, AZ08, AZ09) e duas testemunhas (0 de 120 kg N ha-1). A inoculação foi realizada via meio turfoso e as variedade semeadas manualmente a 5 cm de profundidade, sendo distribuídas, 10 sementes por metro linear. Ao atingirem três a quatro folhas expandidas, foi realizado desbaste, mantendo 24 plantas por linha. Foram realizadas análises do teor SPAD, altura das plantas e diâmetro de colmo, divididas em três estádios: V6, VT e R2. A colheita foi realizada aos 107 DAP, onde foram determinadas: massa seca da parte aérea e produção de grãos. Os dados foram submetidos à análise de variância e para separação de médias foi utilizado teste de Tukey a 10% de significância. Nos cinco parâmetros analisados, não foram encontradas interações entre as cultivares e a inoculação, com exceção para teor relativo de clorofila no estádio VT. Para altura das plantas a maior média foi encontrada no tratamento testemunha do estádio VT, dentre os tratamentos inoculados o melhor resultado ocorreu no estádio R2, com o tratamento AZ07. No parâmetro diâmetro de colmo, apesar da ausência de interação nos três estádios, foram verificados resultados significativos entre os tratamentos, todos os tratamentos inoculados se mostraram inferiores ao tratamento nitrogenado, com exceção do AZ01 na variedade Cati-Verde que propiciou incremento de 12,2% quando comparado ao tratamento com adição de N. No estádio R2 as médias das cultivares foram significativas, demonstrando que a Cati-Verde foi 9,8% superior a Robusto. Para o teor relativo de clorofila, no estádio V6 os tratamentos não se apresentaram significativos, porém entre as variedades foi encontrada significância, proporcionando a variedade Cati-Verde incremento de 7,2% em relação à Robusto. No estádio VT houve interação significativa, onde a variedade Robusto no tratamento AZ08 foi superior a testemunha nitrogenada, apresentando incremento de 15%. Para a Cati-Verde não houve diferença significativa entre os tratamentos, contudo, os tratamentos AZ04 e AZ08 foram superiores ao tratamento com adição de N, com incrementos de até 19%. Entre as cultivares a Cati-Verde se destacou no tratamento AZ04, onde a inoculação propiciou um incremento de 31,3% quando comparada a variedade Robusto, no estádio R2 as médias não foram significativas. Para produção de massa seca o isolado AZ04 alcançou 90,5% do resultado obtido no tratamento nitrogenado. A produção de grãos não apresentou resultados significativos (p>0,1). Conclui-se, portanto, que a inoculação dos isolados de Azospirillum spp. promoveram ganhos no diâmetro de colmo, leituras SPAD e massa seca da parte aérea, demonstrando que a utilização de Azospirillum spp., pode contribuir para a diminuição de custos com aplicação de fertilizantes nitrogenados na cultura do milho.

Palavras-chave: Zea mays L., Fixação Biológica de Nitrogênio, Latossolo.

Título: CARACTERIZAÇÃO DAS INTOXICAÇÕES POR AGROTÓXICOS REGISTRADAS EM BARRA DO GARÇAS – MT ENTRE 2010 E 2011 COM ESTUDO EXPERIMENTAL DE PIRETRÓIDES.

Orientador: ELIANE APARECIDA SUCHARA

Autor(es):

JEFFERSON ANNUNCIATTO


Resumo: Os agrotóxicos constituem um dos principais agentes causadores de intoxicações e óbitos a ela relacionados. O objetivo desse estudo foi realizar um estudo epidemiológico das intoxicações por agrotóxicos registradas no Pronto Socorro municipal de Barra do Garças – MT, entre os anos de 2010 e 2011 e realizar um estudo experimental envolvendo exemplares dos principais agrotóxicos envolvidos. Ao caracterizar as intoxicações observou-se que a classe dos agrotóxicos que causou maior número de intoxicações foi o grupo dos piretróides (30%) e as intoxicações ocorreram principalmente no primeiro e quarto trimestre (70%), em pacientes com o 1º grau incompleto (40%), não havendo diferenças entre os sexos. A faixa etária prevalente foi entre 21 e 60 anos (80%), os setores de maior participação foram o bairro Santo Antônio (20%) e a Zona Rural (20%). Os principais sintomas apresentados foram vômito (17,5%), tonturas (15%) e náuseas (15%) e os tratamentos mais aplicados foram soroterapia (25%), antieméticos (16%) e lavagem gástrica (13%). Quanto ao estudo experimental foram utilizados os agrotóxicos permetrina e cipermetrina, representando a classe dos piretróides. Foram construídas curvas de calibração analítica para a cipermetrina e para a permetrina em soluções metanólicas que apresentaram limites de detecção (LOD) e quantificação (LOQ) de 1,63 e 4,93 mg/L e 16,8 e 51 µg/L, respectivamente. Com o estudo epidemiológico foi possível caracterizar as intoxicações por agrotóxicos, conhecendo as regiões e populações mais expostas a esse agravo, podendo assim prevenir melhor essas ocorrências. Utilizando as análises toxicológicas como uma ferramenta sinérgica no diagnóstico, podemos determinar e confirmar alguns agentes envolvidos nessas intoxicações e otimizar o tratamento desses pacientes.

Palavras-chave: intoxicações, epidemiologia, cipermetrina, permetrina

Título: CARACTERIZAÇÃO DE ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO DA LIXEIRA NO CERRADO SENSU STRICTO.

Orientador: CARMEN EUGENIA RODRÍGUEZ ORTÍZ

Autor(es):

LUIZ RODRIGUES JOAQUIM SOBRINHO


Resumo: Luiz Rodrigues Joaquim Sobrinho (PIBIC/CNPq) Ciências Biológicas UFMT- Email:luiztoddy@hotmail.com

Carmen Eugenia Rodríguez Ortíz (Orientador) – Departamento de Botânica e Ecologia IB – UFMT.

Email: cerortiz@ufmt.br

Isabela Codolo de Lucena (Colaboradora) - Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturais da Universidade Federal de São Carlos e-mail: isabelaclucena@gmail.com
O presente estudo teve por objetivo avaliar como diferentes tipos de cobertura do solo promovem alterações nos padrões fenológicos de Curatella americana L. (lixera). Para tanto 15 indivíduos de C. americana foram marcados em uma área de pastagem e 15 indivíduos em uma área de Cerrado, borda do Pantanal na Baixada Cuiabana, MT. Em intervalos quinzenais, entre setembro de 2011 e julho de 2012, foram registradas a presença e a ausência das seguintes fenofases: floração (botões, flores abertas), frutificação (frutos imaturos, frutos maduros e frutos dispersando) e mudança foliar (folhas novas, expandidas e folhas secas). O botão floral e a flor aberta ocorreram no mês de setembro de 2011 para as duas áreas. No entanto, em área de pasto foi observado um maior numero de indivíduos com estas fenofases (40% para botão floral e 45% para flor). Em outubro de 2011 foi registrada a maior frequência de dispersão de sementes na área de pasto (93% dos indivíduos) que em área de Cerrado (33% dos indivíduos). Quanto à fenologia vegetativa, tem-se que em área de pasto, a porcentagem de produção de folhas novas e expandidas é maior ao longo dos meses. Novamente, para área de pasto, maior frequência folhas secas ocorreu em março de 2012 (100%) o que diferiu das lixeiras em Cerrado, cujo pico de presença desta fenofases foi registrada em novembro de 2011. Em área de pastagem, a herbivoria é maior que em área de Cerrado. De forma geral, foi observada uma antecipação, tanto das fenofases vegetativas quanto das reprodutivas em área de pastagem. A frequência de frutos imaturos está diretamente correlacionada ao aumento de temperatura do ar (rs= 0,565, p < 0,05), que ocorre entre os meses de setembro e novembro de 2011. Neste período a temperatura atinge, em média, valores entre 27,9 e 28, 8 °C. O oposto foi observado para a herbivoria, devido à redução desta para o mesmo período (rs= -0,638, p < 0,05). Em área de pasto, correlação similar foi registrada para as fenofases frutos imaturos (rs= 0,715, p< 0,001), frutos maturos (rs= 0,732, p < 0,001), dispersão de frutos (rs= 0,644, p < 0,001) e herbivoria (rs= -0,620, p < 0,05). Os resultados indicam que a mudança na cobertura do solo afeta o estado hídrico da planta, e com isto a mesma tem seus eventos fenológicos alterados.

Palavras-chave: Fenologia, Curatella americana L., Microclima.

Colaboradora: Isabela Codolo de Lucena Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ecologia e Recursos Naturais da Universidade Federal de São Carlos.

Apoio: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INAU) - Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia - CNPq/MCT.


Palavras-chave: Palavras-chave: Fenologia, Curatella americana L., Microclima.

Título: CARACTERIZAÇÃO DE FENOTÍPICA BACTERIAS NITRIFICANTES E DENITRIFICANTES DO SEDIMENTO DO TRECHO URBANO DO RIO CUIABÁ

Orientador: SELMA BAIA BATISTA

Autor(es):


1   ...   53   54   55   56   57   58   59   60   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə