Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə63/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   ...   201

DÉBORA SOARES BARRETO




Resumo: Lagartos pertencentes ao gênero Kentropyx distinguem-se de outros teiídeos por apresentarem escamas ventrais distintamente carenadas. Das oito espécies de Kentropyx ocorrentes no Brasil, apenas K. viridistriga Boulenger 1894 foi registrada, até o momento, em hábitats sazonalmente inundáveis no interior da planície do Pantanal. Espécimes previamente coletados nestas áreas, entretanto, parecem corresponder a dois taxa distintos. No presente estudo, realizamos a caracterização biométrica destes espécimes, visando esclarecer sua identidade taxonômica. Foram examinados 26 espécimes (12 fêmeas e 14 machos) de Kentropyx cf. viridistriga, oriundos das coleções zoológicas das Universidades Federais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Um total de 11 caracteres merísticos e seis caracteres métricos foram avaliados e analisados por meio de estatística descritiva, teste T de Student e Análise de Componentes Principais (PCA). Além da presença de espinho anal, machos das espécies analisadas distinguem-se das fêmeas pela maior largura da cabeça, maior número de poros femorais e de escamas em uma fileira ao redor do corpo. Parte dos caracteres, aliados ao padrão de colorido, permitem separar o material examinado em dois grupos morfologicamente distintos. Um deles corresponde a espécimes (n=22) oriundos do interior da planície de inundação (PI), de localidades situadas nos municípios de Poconé (Mato Grosso), Corumbá e Ladário (Mato Grosso do Sul). Outro conjunto de espécimes (n=4) é proveniente de localidades situadas na borda oeste do Pantanal (BO), nas proximidades da calha central do Rio Paraguai (Parque Nacional do Pantanal, Poconé, Mato Grosso, e Serra do Amolar, Corumbá, Mato Grosso do Sul). Neste grupo, os espécimes apresentam faixa dorsolateral inferior clara não muito definida ao longo de sua extensão (versus faixa dorsolateral clara bem definida, no grupo PI) e região gular com pintas escuras (versus região gular imaculada, no grupo PI). O principal aspecto que diferencia os dois grupos de espécies é a medida de comprimento da pata posterior (p=0,026): 47,18-55,72 (51,80±2,4) no grupo PI e 53,45-55,54 (54,38±1,1) no grupo BO. Outras três medidas: comprimento rostro-cloacal (82,38±6,4 em PI; 89,98±9,8 em BO); comprimento da cabeça (22,6±1,8 em PI; 24,8±2,7 em BO); largura da cabeça (11,76±1,1 em PI; 13,4±1,8 em BO) e dois caracteres merísticos: número de escamas ao redor do corpo (63-84 em PI; 61-72 em BO) e número de fileiras transversais de escamas dorsais (116-143 em PI; 116-124 em BO) diferenciam visualmente os dois grupos. A estatística descritiva acima é referente aos machos, pois existe apenas uma fêmea da BO. Apesar dessas diferenças, não foram observados agrupamentos distintos na PCA. Embora escassos, os espécimes das proximidades da calha do Rio Paraguai ajustam-se à diagnose de K. viridistriga, descrito originalmente das proximidades de Assunción, no Paraguay, e posteriormente registrado, também, para a Argentina, Bolívia e sudoeste do Brasil. Os exemplares do interior da planície diferem deste e de uma forma próxima, K. lagartija (descrito de áreas úmidas da Argentina), pelo menor tamanho, entre outras características. Estes espécimes possivelmente correspondem a uma nova espécie, o que deve ser mais investigado usando-se exemplares, localidades e ferramentas taxonômicas adicionais (e.g., osteologia, análises moleculares).

Palavras-chave: Kentropyx; lagartos; taxonomia; morfologia

Título: CLASSIFICAÇÃO ORIENTADA A OBJETO, UMA ABORDAGEM PARA O MAPEAMENTO DE FITOFISIONOMIAS DO PARQUE ESTADUAL DO ARAGUAIA.

Orientador: GUSTAVO MANZON NUNES

Autor(es):

GUSTAVO MANZON NUNES


DENNIS JUNIO ESTEVES VIEIRA

Resumo: As unidades de conservação (UC) são hoje uma das melhores estratégias de proteção ao patrimônio natural na tentativa de se conservar estas áreas naturais, assim como os processos ecológicos que regem os ecossistemas, os recursos abióticos e bióticos, garantindo a manutenção de estoque de biodiversidade. Torna-se assim essencial a produção de conhecimento detalhado sobre a dinâmica de distribuição das fitofisionomias, bem como a localização e quantificação destas. Este estudo utiliza-se da Classificação Orientada a Objetos para o delineamento, classificação e mapeamento de fitofisionomias que compõem a paisagem do Parque Estadual do Araguaia (PEA), visando a sua quantificação e localização no contexto do parque. Através da Classificação Orientada a Objetos é possível explorar atributos espectrais, texturais, geométricos e topológicos dos alvos, permitindo representar a cognição humana através de relações semânticas e hierárquicas entre classes de uso da terra. A área teste está inserida na região central do PEA e possuí aproximadamente 99.676 hectares. Sua escolha justifica-se pela ocorrência de fitofisionomias representativas de toda área do parque. Primeiramente os dados ortorretificados de alta resolução (SPOTMaps) foram submetidos ao processo de filtro mediana 5X5 através do software de PDI Envi 4.7, para a suavização dos das bordas dos alvos. Na etapa de segmentação da cena, usou-se o algoritmo de segmentação multiresolução através do software de análise de imagem eCognition Developer. Foram criados dois níveis de segmentação com os seguintes parâmetros: cor (0.8), forma (0.2), compacidade (0.3), suavidade (0.7), parâmetro de escala nível 1 (80) e nível 2 (100). Selecionou-se o nível 2 de segmentação onde foi realizado o processo de classificação dos objetos, através de uma rede hierárquica de classes com três estágios. Neste processo utilizou-se descritores baseados em valores espectrais (brilho, média e desvio padrão) e em atributos espaciais dos objetos (borda e compacidade), juntamente a análise de contexto das fitofisionomias. Foi possível delinear e classificar as seguintes fitofisionomias: Floresta Ciliar, Floresta de Galeria, Impucas, Varjões, Cerrado Stricto Sensu e Monchões. A análise de contexto demonstrou-se passo fundamental para a distinção das classes como Monchões e Impucas. Foi constatado que o Varjão é a fitofisionomias predominante, ocupando aproximadamente 60% de toda área estudada. A análise de acurácia mostrou que a classificação orientada a objeto produz resultados precisos (90% de exatidão global e índice Kappa de 0.88). Estes resultados sugerem que a técnica de classificação orientada objeto em imagens de alta resolução pode produzir mapas de fitofisionomias com escala mais detalhada e de alta confiabilidade do Parque Estadual do Araguaia.

Palavras-chave: Sensoriamento Remoto, Processamento Digital de Imagem, Meio Ambiente

Título: COGNIÇÃO E FUNÇÕES EXECUTIVAS EM CRIANÇAS ACOMETIDAS COM DOENÇA FALCIFORME

Orientador: TATIANE LEBRE DIAS



Autor(es):
1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə