Universidade federal de mato grosso caderno de resumos



Yüklə 2.68 Mb.
səhifə91/201
tarix21.08.2017
ölçüsü2.68 Mb.
1   ...   87   88   89   90   91   92   93   94   ...   201

FLAVIA GUIMARAES MACHADO


Resumo: A região de Cocalinho é parte da Província Tocantins que se encontra posicionada entre a Faixa Paraguai, representada por rochas metassedimentares de baixo grau metamórfico intrudidas por granitóides de diferentes idades, e o Arco Magmático de Goiás. Na área de estudo afloram rochas metassedimentares dobradas representantes do Grupo Cuiabá, além de granitoides e coberturas recentes. As primeiras investigações revelaram tratar-se de uma área afetada por muitos sulcos e ravinas, algumas delas atingindo os limites de voçorocas, além de desmatamento de áreas de preservação (margens de rios, córregos e veredas) e o assoreamento de lagos, córregos e rios. Pode ser inferido, através das observações, que o principal agente causador dos problemas vistos deve-se à ação antrópica, sendo que os problemas observados tem como fator iniciante o desmatamento de grandes áreas que deram origem a plantações e pastagens. O desmatamento seguido do uso desordenado do solo sem observar suas características, sem considerar inclinações naturais do terreno e nem respeitar as áreas de preservação, somado às diferenças de competência das rochas, principalmente nas regiões de contato, tem acelerado o desenvolvimento dos processos erosivos. Alguns exemplos principais destas constatações são: a presença de grandes sulcos às margens das estradas, as quais não apresentam sistemas de escoamento de água (canaletas) competentes; a presença de sulcos e ravinas, os quais têm início nos caminhos traçados pelo gado nas áreas de pastagem; veredas cortadas por estradas e parcialmente transformadas em pastagens, estradas e caminhos abandonados, etc. A não adoção de medidas mitigadoras e de contenção dos processos erosivos identificados trazem como consequências, para um futuro próximo, a perda de áreas para atividades agrícolas e de pastagem, além do assoreamento significativo dos cursos d`água da região, os quais tem como destino principal o Rio Araguaia, já bastante afetado pelos processos erosivos e pela remoção de sua mata ciliar. Estudos mais detalhados estão ainda em andamento tendo como finalidade de poder traçar, além do diagnóstico ambiental da área, as possíveis medidas paliativas e de contenção para poder impedir o avanço dos processos observados, minimizando dessa forma custos e perdas futuras.

Palavras-chave: Erosão, Província Tocantins, Cocalinho

Título: DIAGNÓSTICO BIOCLIMÁTICO E COMPORTAMENTAL DE PORCAS EM LACTAÇÃO NA REGIÃO CERRADO-AMAZÔNIA.

Orientador: ANDERSON CORASSA

Autor(es):

AMARILDO PEDROSO DA SILVA


Resumo: Um estudo sobre as condições bioclimáticas, frequência respiratória e temperatura retal de matrizes em fase de lactação, foi realizado em maternidades de três granjas suinícolas da região de Transição Cerrado-Amazônia, localizadas no município de Sorriso- MT, no mês de fevereiro de 2012. Nesse experimento foram utilizadas 10 matrizes suínas de cada granja, linhagem comercial Genetiporc, com ordem de parto entre 3º e 5º e fase de lactação variando de 12 e 15 dias, totalizando 30 matrizes. O monitoramento ocorreu durante 24 horas ininterruptas, tendo as temperaturas de bulbo seco, úmido e umidade relativa do ar aferidas em intervalos de duas horas e a freqüência respiratória e temperatura retal nos horários das 9:00; 15:00; 21:00; 03:00 horas. Notou-se que nos horários de temperaturas mais elevadas, tarde seguido da noite, houve aumento da freqüência respiratória e temperatura retal. Sendo que, a freqüência respiratória e a temperatura retal são os principais índices utilizados para caracterizar as respostas fisiológicas do estresse térmico das matrizes suínas. As quais tiveram as seguintes médias: 65,08 mov/min e 39,06ºC para freqüência respiratória e temperatura retal respectivamente. Esses altos valores evidenciam uma situação de estresse térmico entre as porcas avaliadas, pois indicam a ativação dos mecanismos de regulação, aumentando os movimentos respiratórios para acentuar a perda de calor por evaporação, visando compensar a perda de calor por sudorese, visto que em suínos essa forma de dissipação de calor é mínima

Palavras-chave: estresse termico em porcas em lactação, frequência respiratória e temperatura retal em matrizes em fase de lactação,

Título: DIAGNÓSTICO DE LEISHMANIOSE VISCERAL EM CANÍDEOS DOMÉSTICOS E SILVESTRES (CERDOCYON THOUS) LOCALIZADOS EM REGIÕES DE RESERVA AMBIENTAL DA CIDADE DE SINOP, MT

Orientador: ROBERTA VIEIRA DE MORAIS BRONZONI

Autor(es):

DAVID JOSÉ FERREIRA DA SILVA


Resumo: Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença de grande importância mundial, causada, nas Américas, pelo protozoário Leishmania chagasi. Inicialmente considerada como zoonose de animais silvestres, que ocasionalmente acometiam pessoas em contato com florestas, nas últimas décadas, devido às mudanças sócio-ambientais, a LV tornou-se urbanizada, sendo o cão doméstico, seu principal reservatório. No ambiente silvestre, as raposas (Cerdocyon thous) e marsupiais são os reservatórios naturais. Este estudo teve por objetivo detectar L. chagasi em canídeos utilizando a metodologia de PCR e comparar os resultados com os obtidos em ensaios sorológicos (Teste Rápido-TR, ELISA e Imunofluorescência Indireta-IFI). Para tanto, 103 cães domésticos e 2 silvestres (C. thous) de duas comunidades de chácaras com áreas de contiguidade com mata ciliar, na periferia do município de Sinop, foram estudados. Uma análise preliminar dos resultados mostrou positividade de 45,71% na PCR, 1,90% na TR; 2,86% no ELISA e 0,95% na IFI para as amostras de cães domésticos. Tais resultados indicam uma maior positividade quando as amostras foram testadas na PCR, o que está de acordo com dados na literatura, os quais indicam este método como sendo mais sensível e específico que os testes sorológicos. Cães domésticos são os principais reservatórios para L. chagasi, portanto, a Organização Mundial de Saúde recomenda o sacrifício de cães soropositivos para o controle da LV em humanos. No entanto, ensaios sorológicos são limitados em termos de especificidade e sensibilidade, especialmente nos casos de infecção recente ou de animais assintomáticos, os quais muitas vezes são diagnosticados como não-infectados. Entretanto, animais assintomáticos podem representar até 85% dos animais parasitados em áreas endêmicas. No presente estudo 92,38% dos animais domésticos eram assintomáticos. No entanto, tais animais também são reservatórios para vetores na transmissão do protozoário para outros animais susceptíveis e humanos. As 2 amostras de canídeos silvestres foram negativas em todos os testes. C. thous tem papel importante no ciclo de transmissão da LV silvestre. O desmatamento reduz a oferta de alimento e leva a espécie a invadir as comunidades rurais. Os cães domésticos costumam adentrar as matas para caçar, facilitando, em ambos os casos, a transmissão da LV entre estes animais. Para agregar importância ao C. thous como importante reservatório do parasita na região estudada, deve ser realizado um estudo com maior número de amostras destes animais.

Palavras-chave: leishmaniose visceral, diagnóstico, PCR, canídeos

Título: DIAGNÓSTICO DE LEISHMANIOSE VISCERAL EM ESFREGAÇO SANGUÍNEO DE CÃES DOMICILIADOS NA BAIXADA CUIABANA E ATENDIDOS NO HOVET-UFMT

Orientador: VALÉRIA RÉGIA FRANCO SOUSA

Autor(es):

1   ...   87   88   89   90   91   92   93   94   ...   201


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2016
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə