Estudo de casos clínicos oncológicos em caninos e felinos tratados com homeopatia injetável (2005-2007) Visualizações



Yüklə 53,48 Kb.
tarix10.07.2017
ölçüsü53,48 Kb.
Pubvet, V. 1, N. 6, Ed. 7, Art. 47, ISSN 1982-1263, 2007

c:\leonora\leonora i\leonoraa\feso\nai\2014\2o semestre\viscum album_files\icon_pubvet.gif

Estudo de casos clínicos oncológicos em caninos e felinos tratados com homeopatia injetável (2005-2007)

Visualizações: 9417

Daniela Franco Lopes¹, Aloísio C. de Carvalho², Marcelo N.Sibata³

 

¹UNIVAP(Universidade do Vale do Paraíba) Médica Veterinária Mestranda em Engenharia Biomédica



²UNIP(Universidade Paulista) Docente da Faculdade Medicina Veterinária

³ USP (Ribeirão Preto) Mestre em Farmácia Bioquímica

 

RESUMO: Este experimento clínico relata o resultado do tratamento de 8 animais com tipos variados de Neoplasias que foram tratados com uma combinação de medicamentos homeopáticos injetáveis, Arnica montana, Lachesis muta, Thuyaoccidentalis, Echinacea e o Viscum album, um antineoplásico homeopático que estimula o sistema imune e possue efeitos citotóxicos, sendo uma alternativa ao tratamento convencional empregado nos animais domésticos. O resultado obtido no decorrer de 12 meses de acompanhamento indica que a medicação estudada auxilia na qualidade de vida demonstrando



ser uma possibilidade terapêutica auxiliando no controle da evolução da DoençaNeoplásica em cães e gatos.

 

Palavras-chave: Neoplasias, Quimioterapia, Homeopatia injetável, Viscum album.



 

ABSTRACT: This clinical experiment reports treatment of 8 animals with cancer witch were treated with a combination of injected homeopathic medications associated with Viscum album an homeopathic anti cancer that stimulates the immune system  with citotoxys effects , as an alternative to the conventional treatment. The results checked during the following 12 months showed evident improvement in relation to life quality and to its efficiency as a chemotherapy, helping to control the production of neoplasies cells.

 

Key-words: Cancer, Chemotherapy, Injected Homeopathic,  Viscum album.



 

Introdução

 

Após verificação de estudos realizados com ratas prenhes em 2003 ¹,demostrando a segurança da utilização da terapia Viscum album em quaisquer fases da gestação, de modo que mesmo em doses 6,6 por cento da DL50 /dia não apresentou sinais de aborto, embriotoxidade e teratogenicidade, possibilitando através deste estudo que na Medicina Veterinária pudesse iniciar os estudos pré-clinicos que objetivam a verificação do comportamento neoplasico com a utilização da homeopatia injetável. Estudos clínicos da eficácia do Viscum album 2, 4, 5, 6, 12, na Europa em 10.226 pacientes portadores de câncer de várias topografias, relata que o uso do Viscum album proporciona benefícios em termos de aumento da sobrevida global, principalmente em Carcinoma de Cólon, reto, mama e pulmão de pequenas células. A preferencia pelos injetáveis  incluindo o Viscum album é sua larga utilização na Europa como antineoplasico desde 1920 seguindo similitude que a planta exerce parasitando seus hospedeiros (Carvalho,Macieira e Pinus) 5,13 e pelo mecanismo de ação  tão rápidos quanto os orais e  com menores aplicações diarias,indica-se especificamente com Viscum album injetavel, pois sabe-se que as enzimas digestivas inativariam as propriedades antineoplasicas das lectinas e das Viscotoxinas 2,6. Os pacientes foram medicados apenas com Homeopáticos injetáveis, não foi utilizado nenhum outro método quimioterápico ou analgésico alopáticos, além de solução Ringer simples e a vitamina C, 500mg/dia injetável ou oral, atuando como imunoestimulante e no coadjuvante a terapia do câncer e nas metástases pulmonares³.



 

 

Metodologia



         A medicação Viscum album e associações foram selecionadas de acordo com similitude patológica do câncer e por não haver estudos com medicações nacionais injetáveis. Neste estudo clínico foram tratados 8 animais, sendo 5 caninos e 3 felinos, com diferentes neoplasias em diferentes estágios da doença. O diagnósticoHistopatológico  foi adotado na maioria dos pacientes, exceção a Neoplasia Renal e um Osteossarcoma de radio foram diagnosticadas por imagens radiológicas eultrassonograficas por opção do proprietário. O método de avaliação usado para dor foi através de exame clinico e anamnese com o proprietário, em relação àclaudicação, sensibilidade dolorosa na área tumoral e avaliação comportamental de inquietação, lambedura, vocalização e agressividade, questionamos também se havia uma melhora na qualidade de vida e ausência de efeitos colaterais provenientes dos quimioterápicos.

 

 



Resultados e Discussão

Os resultados foram avaliados de forma qualitativa (tempo sobrevida com qualidade) onde a evolução clinica em relação a esta opção terapêutica injetável foi verificado com exame físico, observando mudanças de humor, disposição, locomoção e a dor foram bem controlados sem a utilização de métodos alopáticos, apenas utilizamos a Arnica montana D9 7, as observações clínicas de aferição temperatura, palpação, auscultação cardíaca e pulmonar, observação dos reflexos, disposição orgânica foram considerados bem satisfatórios em todos os pacientes que não receberam outra fonte de analgésicos. As imagens ultrassonograficasmostraram a inibição de metástase tumoral nos pacientes n°1 e 2, no período de 12 meses, portanto tiveram alta clinica. A terapêutica indicada em Osteosarcomarecomendada é a amputação de membro sem garantia definitiva e 60% do prognostico é desfavorável em Hemangiossarcoma 9,10, o que não foi verificado em nossa experiência clinica. O paciente n-1 com Osteocondrosarcoma sem metastase foi tratado 12 meses com uma pausa de 30 dias,sendo paciente que mais apresentou dor e claudicação. Os pacientes n-3 e 4 com Osteosarcoma e com metástase confirmada foram submetidos a  terapia continua sem interrupção até o óbito, como tentativa de estender ao máximo a sobrevida.As avaliações laboratoriais nos pacientes foram feitas com intervalos regulares  9,11, conforme exames realizados e demostrados em tabela anexa. Verificou-se com a pausa de 30 dias  da administração do Viscum album os pacientes com Carcinoma de celulas epiteliais  tiveram o reinicio do crescimento tumoral e inicio da dor, portanto foram submetido a Criocirugia concomitante a esta terapia. Os

 pacientes n°5 e 7 Felinos trataram ininterruptamente até seu óbito, por apresentarem maior tendencia a adoecerem. O bem estar físico, retorno do apetite e ganho de peso nos pacientes n°1, 2, 5, 6,7 e 8 foi verificado em menos de 30 dias de terapia, enquanto medicados continuamente. Verificou-se nos exames laboratoriais que a enzima LDH esteve aumentada em algumas neoplasias, indicando desordem celular comumente vista em Neoplasias de pequenos animais 8,11 embora não seja um marcador tumoral fiel a todas as desordensneoplasicas.  Ocorreu redução dos níveis de LDH, nos pacientes n° 1,2 e 3. Não foram observados nos pacientes tratados com a terapia Viscum album ecomplementares o aumento da temperatura corpórea, reações urticariformes e edematosas como verificado por GARDIN, 2005, ocorrido em humanos nem qualquer outro tipo de agravamento.  O uso da vitamina C oral ou injetável na dose de 500mg/dia/animal utilizada neste trabalho, visa uma melhora no manejo nutricional, em função das alterações metabólicas que são observadas na maioria dos pacientes com neoplasias e também redução de metástases pulmonares³. O paciente n-6 ainda está em tratamento a 21 meses, passou por 3 pausas de 30 dias, demostrando que a falta da medicação colabora com crescimento tumoral e aparecimento da dor e sangramentos, o que justifica  a continuidade da terapia, pois  proporciona qualidade de vida se usada  sem pausa, além de verificarmos a relação da frequencia das aplicações  semanais que ao serem diminuidas permitem o crescimento tumoral A exceção do paciente n- 3 que foi eutanasiadoque ficou internado para o procedimento, o paciente n-5 precisou de internamento devido a inapetência, os demais realizam suas funções fisiológicas individualmente. As observações clinicas e análise laboratorial pode se verificar que a medicação avaliada neste trabalho atua inibindo algumas formas de neoplasias de cães e gatos como osteosarcoma, Hemangioma e  Carcinoma de celulas epiteliais, prolongando a vida  e o alivio da dor como também a não ocorrencia dos  efeitos colaterais, tais como leucopenia, linfopenia, anemia não regenerativa, depressão, anorexia, vômitos, caquexia, resistência às drogas e excessos químicos efeitos comuns na quimioterapia convencional.

 

Conclusão



 

Esta terapia confere ao proprietário um custo mais baixo comparando as outras terapias, que encarecem o tratamento não só pelas drogas quimioterápicas, mas pelos medicamentos auxiliares ao combate dos efeitos colaterais, tais como a imunossupressão, verificando-se que muitos vêm a óbito ou tem o tempo abreviado não pela doença em si, mas por não suportarem os efeitos supressores dos quimioterápicos comumente usados na Medicina Veterinária.  Portanto se mostrou promissora como terapia não convencional nos casos de evolução clinica benigna e que não tinham expectativa de vida ou teriam que realizar amputação de membros ou serem eutanasiados 9,10. Tendo em vista que o objetivo deste estudo foi verificar a atuação destes medicamentos na qualidade de vida dos animais incluindo as respostas dos parâmetros do dor que foram bem reduzidas e nos parâmetros hematológicos que não sofreram interferências nos valores de normalidade, mantendo níveis satisfatórios, principalmente macrófagos e linfócitos 12, sugerimos mais estudos e com maior especificidade na escolha das Neoplasias e também estudos in vitro que reduzem consideravelmente o uso de cobaias.



Espécie

Raça

Sexo

Tipo de tumor

Diagnostico

Idade

Tempo de Terapia

Condição atual

1. Canisfamiliaris

Ret.

Labrador


macho

Osteosarcoma de Radio

Histopatologico

9

12 meses

Vivo

2. Canisfamiliaris

Ret.

Labrador


macho

HemangiossarcomaBaço

Histopatologico

9

3 meses

Vivo

3. Canisfamiliaris

Pastor

macho

Osteosarcoma de radio

Rx e US

10

3 meses

Eutanásia

4. Canisfamiliaris

SRD

femea

Osteosarcoma de crânio

Histopatologico

10

36 dias

Óbito

5. Felix catis

Persa

macho

Carcinoma CelEscamosas (nariz)

Histopatologico

6

19meses         

Óbito

6. Felix catis

SRD

macho

Carcinoma CelEscamosas (lábio)

Histopatologico

9

21 meses

Óbito

7. Felix catis

SRD

femea

Neoplasia Renal

Rx e US

16

9 meses

Óbito

8. CanisFamiliares      

Pastor

Belga


macho  

Carcinoma Cel. Escamosa lábio

Histopatológico

9

60dias            

Óbito

 


RELATO DOS CASOS CLINICOS:

 

 



1. Canis familiares, Ret.Labrador, 9 anos, macho, claudicação, dor e inchaço de membro anterior

Diagnóstico em 24/8/2005 pela Global vet Seropedica –RJ e Provet;

Início Terapia em 24/8/2005 com Viscum album D12, 2x/semana, Viscum album D18, 2x/dia, Viscum album D24, 1x/semana, Echinacea D9, 1x/semana e Thuya occid. D9 1x/semana até 24/12/06.

Evolução: recuperação excelente apenas claudica em exercício, em 10/03/06 e teve alta. Em 10/02/07 retornou para exame clinico, não claudica em movimento, apenas com tempo úmido e frio, os diâmetros  se mantem iguais, continua com Arnica 30ch 1x/dia oral.

 

2. Canis familiares, Retr.Labrador, 10 anos, macho, abdome agudo e hiperglicemia sem causa, fez laparotomia e retirou baço.



Diagnostico 29/06/2005 da Provet.

Inicio Terapia 25/7/2005 com Viscum album D12, 2x/dia, Viscum album D18, 2x/dia, Viscum album D24, 1x/dia, Echinacea D9, 1x/semana, por 36 dias.

Evolução: Recuperação excelente ,as funções fisiológicas se normalizaram, faz exames de sangue, RX e ultrasson periodicamente, fez retirada de Cisto epidermoide em 21/11/05-Provet, teve alta após 1 ano, pois os exames mostram que não houve incidência de metástases. 12/05/07 check up -negativo para tumor e metástase, está cardiopata.Toma Echinacea D9 1x/semana até a presente data.

 

3. Canis familiares,Pastor Belga,10 anos,macho,claudicação a 6 meses, dor no membro, crescimento rápido e firme.



Diagnostico: 05/10/2005- diagnostico radiológico e ultrasonografico por opção do proprietário,

Inicio Terapia: 05/10/05- já constatado metástase na próstata, Viscum D12, 2x/semana, Viscum D18, 2/semana e Viscum D24 1x/semana, até 01/02 /06-

Evolução: 06/12/05- Rx tórax mostra nódulo pulmonar crescendo, a falta de ar começa a ficar perceptível baço, em 06/01/05- crescimento rápido da tumoração, emagrecimento, tomou inicio da Insuf. renal, retenção de líquidos, inapetência, inchaço dos membros, dificuldade em locomoção, dor ao caminhar. Tratado com Viscum album D12, 1x/semana, Viscum D18, 1x/semana, Viscum D24 1x/semana até eutanásia em 06/01/06.

 

4. Canis familiares, SRD, 10 anos, fêmea, aumento volume cranial,engasgos, espirros com sangue, dispnéia, foi tratada com4.Canis familiares,SRD,10 anos ,fêmea, aumento volume cranial,engasgos, espirros com sangue, dispnéia, foi tratada como cardiopata por 1 ano antes de diagnosticar tumor.o cardiopata por 1 ano antes de diagnosticar tumor.



 

Diagnostico: 22/07/06-Global vet Seropedica;

Inicio Terapia em 25/07/06-Viscum D12, 2x/semana, Viscum album D18, 2x/semana, Viscum D24, 1x/semana, Arnica D9 1x/semana por 30 dias.

Evolução: Esta terapia foi instituída com intuito de minimizar o desconforto causado pelo tumor, pois o prognostico era ruim, precisou de dreno no crânio, pois a secreção produzida pelo tumor e o crescimento tumoral era g teve piora, caquexia, inapetência, engasgos, apatia, tratada com Viscum album D12, 3x/semana, Viscum album D18, 2x/semana, Viscum album D24 1x/semana, Arnica D9, 1x/semana e Lachesis D9 1x/semana. Foi adotada Arnica 30ch oral, 3x/dia para controle da dor, em 26/08/06- teve piora, caquexia, inapetência, engasgos, apatia, tratada com Viscum album D12, 3x/semana, Viscum album D18, 2x/semana, Viscum album D24 1x/semana, Arnica D9, 1x/semana e Lachesis D9 1x/semana. Foi adotada Arnica 30ch oral, 3x/dia para controle da dor. Teve piora caquexia, inapetência, engasgos, apatia, tratada com Viscum album D12, 3x/semana, Viscum album D18, 2x/semana, Viscum album D24 1x/semana, Arnica D9, 1x/semana e Lachesis D9 1x/semana. Veio a óbito em 28/08/06.

 

 

5. Felix catis,Persa,9 anos,macho, iniciou com rinite, espirros com sangue vivo, perda da trufa nasal em 6 meses, aspecto corrosivo, foi medicado inicialmente com Mercurius corr.30ch oral e Pulmohistaminum 6ch ,oral.



Diagnostico: 29/9/2005 Serviço de patologia USP, Dra. Luciana Torres.

Inicio Terapia 29/9/2005 tomou Lachesis D6 /2 dias e Arnica por 5 dias por causa da Criocirgia, em seguida Viscum album D12, 2x/semana, Viscum album D18, 1x/semana, Viscum album D24 / 8 meses, Thuya occ. D9, 1x/semana / 60 dias, Echinacea D9 1x/semana /60 dias. Criocirurgia em 18/05/06 e Viscum album D12, 2x/semana, Viscum album D18, 1x/semana e Viscum album D24 1x/semana / 60 dias. Em 18/07/05 -Viscum album D12,D18 e D24 a cada 5 dias e Thuya occ. D9, 1x/semana por 90 dias. Em 18/10/06 - Viscum album D60, 1x/semana por 60 dias, depois 1x 15-15 dias/60 dias.

Evolução 18/5/2006 -Após a pausa de 30 dias houve piora, retornou a medicação inicial e fez Criocirgia 18/7/2006. Houve melhora no quadro e foi espassado as aplicações para 5-5 dias. Em 18/10/06 houve controle do crescimento tumoral passou a tomar outra potencia de Viscum D60 a cada 7 dias, por 60 dias depois 1 aplicação a cada 15 dias, por 60 dias. Em  03/12/2006 –A  piora é gradativa e lenta,está emagrecendo apesar do apetite, odor forte, tomou Echinacea  D9 a cada 7 dias, Arnica D9 a cada 3 dias, Lachesis D9  a cada 5 dias,Viscum D60 1x/semana .Em 1/1/2007 -O câncer vem evoluindo de forma insidiosa, existe dispnéia em função da lesão estar penetrando na cavidade nasal, os espirros estão fortes com hemorragias esporádicas, tomou Lachesis D9 a cada 3 dias, Viscum album D12 ,2x/semana, Viscum D18,2x/semana, Viscum D60 1x/semana até abril de 2007. Teve que enuclear um olho por disseminação tumoral via aerossol, emagreceu muito, apesar do apetite, tem dificuldade de deglutição, espirra com sangue, está com dor forte, adotamos protocolo da Arnica D9 1x /dia, soroterapia apoio com Vitamina C 500mg/dia EV até seu óbito em 24/04/07.

 

6. Felix catis, SRD, 9 anos, macho, rinite e espirros com sangue, emagrecimento, acometimento de um lado do lábio superior.



Diagnostico 29/5/2006 Serviço de patologia USP - Dra Luciana N. Torres. 

Inicio Terapia em 10/10/2005 Viscum album D12, 2x/semana, Viscum album D18, 2x/semana, Viscum album D24, 1x/semana até 25/04, o Lachesis muta D9 administrado quando tinha sangramento forte nasal, por 60 dias. Depois tomou Viscum D12, 1x/semana, Viscum D18, 1x/semana e Viscum D24 1x/semana, por 30 dias. Pausa de 30 dias em fevereiro, retornando em 10 de março  Viscum D12,1x/15 dias, Viscum D18 ,1x/15 dias e Viscum D24 ,1x/15 dias até 18/05/06.

Evolução: 18/5/2006 Teve recaído, fez Criocirurgia, usou Lachesis muta D9/2 dias, Arnica montana /2 dias, Thuya occ. D9 1x/semana, Viscum album D12, 2x/semana, Viscum D18, 1x/semana, Viscum album D24, 1x/semana até 20/06/06. Em 5/7/2006 Viscum album D12, D18 e D24 a cada 5 dias, não no mesmo dia até 22/08. Em 26/8/2006-  Está controlado o crescimento tumoral pois as lesões cicatrizaram bem, passamos a usar Viscum D60,1x/semana, Viscum D18 ,1x/semana, Viscum D12,1x/semana , Lachesis D9 se tiver sangramento, acrescentamos Vitamina C oral 500mg/dia, até 02/12/06 .Em 3/12/2006 -Está bem ,engordou um pouco, os espirros diminuíram bastante,é medicado a cada 5 dias com Arnica D9,Echinacea D9 a cada 7 dias,  em 01/02/2007 Fez Criocirurgia porque espalhou para gengiva e lábios ,tomou Arnica D9,por 2 dias, Viscum D60,a cada 15 dias,Viscum  album D12 a cada 7 dias, Viscum album D18,1x/semana até Viscum D60  a cada 7 dias ,Viscum album D12 a cada 15 dias até 31/03/07, adicionamos Carcinosinum 200ch ,1x/semana.A lesão está em evolução apesar das medicações, tornando o prognostico reservado. Óbito em 21/04/07.

 

 



7. Felix catis, SRD, 14 anos, femea, Insuficiencia Renal Progressiva desde 9 anos, emagrecimento, inapetência, Hematuria visível, nódulo mamário.

 

 



20/01/06-Diagnosticado Ultrasson a presença de tumor na região renal, medicada com auto-isoterapico urina 30ch, 1x/dia, Lycopodium D9, 1x/dia;

12/04/06 - inicio da terapia com Viscum album D12, 2x/semana, Viscum D18 2x/semana, Viscum D24 1x/semana, Lachesis D9 a cada 2 dias na fase de Hematuria, recebeu Vitamina C oral 500mg/dia, Carcinosinum 200ch 1x/semana, Bioterapico de Rim 6ch 2x/dia até 14/08 /06, onde manteve sem indícios de metástase.

23/06/06- Ultrasson mostra pequeno crescimento da Área tumoral, continuamos com a mesma medicação.

14/09/06- Ultrasson mostra crescimento maior da área tumoral e comprometimento filtração renal

09/01/07-Apresenta dispnéia, emagrecimento, inapetência, RX tórax mostra presença metástase, veio a óbito em 23/01/07.

 

 



 

8. Canis familiares, Pastor Belga, macho, 9 anos, emagrecimento progressivo, 3 cirurgias antes de iniciar terapia.

16/10/05-diagnostico histopatologico Carcinoma Células Escamosas

Inicio terapia em 26/10/05-Viscum album D12, 2x/semana, Viscum D18, 1x/semana, Viscum D24, 1x/semana, Thuya occid. D9,1x/semana e Echinacea D9,1x/semana por 30 dias.Foi adicionado Lachesis mutta D9 para sangramento a cada 2 dias, depois manteve via oral Lachesis 30ch,1x/dia por 7 dias. Em 22/11/05 foi feita remoção cirúrgica e iniciado tratamento por 60 dias, depois o proprietário parou de fazer as aplicações e o paciente teve o crescimento tumoral novamente Após 62 dias de tratamento com homeopáticos injetáveis seguindo protocolo inicial, optamos por nova remoção com Criocirurgia onde se verificou maior durabilidade de conservação tecidual associado à terapia oral com Arnica 30ch e Lachesis 30ch 1x/dia cada e Echinacea D9 1x/semana. Verificou-se que o tratamento conservativo com a Criocirurgia durou em média o mesmo tempo do que somente o uso dos injetáveis, o que torna interessante a conciliação de ambas as terapias. Este paciente não foi medicado mais com injetáveis apartir de 12/02/06, infelizmente morreu envenenado em março de 2006.

REFERENCIAS

 

[1]GHELMAN, R., Ação do Viscum album sobre a prenhez da rata albina (Rattus Norvegicus Mammalia): Estudo Morfológico e Radiológico, São Paulo, Sn, (123)p, 2003.



 

[2] GARDIN, N. E., Viscum album no tratamento complementar do câncer,Welleda, 2005.

 

[3] PADAYATTY, S.J .et al , Intravenously administered vitamin C as cancer therapy: three cases , Canada ’s leading medical journal, CMAJ • March 28, 2006; 174 (7). doi:10.1503/cmaj.050346.



 

[4] PERINOT, M. M., La Homeopatia Veterinária em casos incurables, Buenos Aires, 67(3): 179–181, 2002.

 

[5] MANSKY P.J., Mistletoe and cancer controversies and perspective: Laboratory of clinical investigation, National Institutes of Health , USA , p.589-594, 2002.Disponível em Http://www.pubmed.org. Acesso em 24 fev.2006..



 

[6] GROSSART-MATICEK R, et al, Use of Iscador, an extract of European mistletoe (Viscum album), in cancer treatment: prospective nonrandomized and randomized matched-pair studies nested within a cohort study.Disponível emHttp://pubmed.org.  Acesso em 24 fev.2006.

 

 

[7] VOISIN, H., Manual de Matéria Medica para o Clinico Homeopata, Ed. Andrei, 1987.



[8] ROSENTHAL, R.C., Segredos em Oncologia Veterinária, Ed.Artmed, 2004.

 

[9] BIRCHARD &SCHERDING, Manual Saunders de Clinica Veterinária, ed. Rocca, 1998.



 

 

 



[10] TYLLEY, L.P., Consulta em 5 minutos-Espécies Canina e Felina, Ed.Manole, 2003.

 

 



[11] PARDINI, H., Manual de exames 2003/2004 do Instituto de Patologia Clinica, Belo Horizonte, MG.

 

[12]BELLAVITE, P., SIGNORINI, A., The Emerging Science of Homeopathy,Ed.North Atlantic Books, pg.53,54,237 e 238, 2002.



 

[13]STOCK,W., Homeopathic Injectables,Importance of the parenteraladministration oh homeopathic and athroposophic remedies, Disponivel emhttp://www.echamp.org/pdf all/homeophatic inject.pdf



Informações Bibliográficas

Conforme a NBR 6023:2002 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), este texto científico publicado em periódico eletrônico deve ser citado da seguinte forma: Estudo de casos clínicos oncológicos em caninos e felinos tratados com homeopatia injetável (2005-2007). PUBVET, Londrina, V. 1, N. 6, Ed. 7, Art. 47, 2007. Disponível em: http://www.pubvet.com.br/artigos_det.asp?artigo=47. Acesso em: 28/06/2014.

  

Sobre o autor

c:\leonora\leonora i\leonoraa\feso\nai\2014\2o semestre\viscum album_files\2952010-151208-27may_0005.jpg

Daniela Franco Lopes



Medica veterinaria,especialização em Homeopatia e Medicina Biologica(Ortomolecular,Biofactores Quanticos),responsavel da Injectcenter(Industria de Produtos Homeopaticos injetaveis, Ribeirão Preto),Mestre em Enhenharia Biomedica pela Univap(Laser Diagnostico no cancer),professora convidada Lamasson.

Yüklə 53,48 Kb.

Dostları ilə paylaş:




Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2020
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə