Mudança na concepção da educação; Mudança na concepção da educação



Yüklə 0,58 Mb.
tarix26.07.2017
ölçüsü0,58 Mb.



Mudança na concepção da educação;

  • Mudança na concepção da educação;

  • Características dos estudantes do século XXI- metáforas da mente;

  • Ensinar na Universidade;

  • Papéis e competências dos docentes da educação a distância.



Castells, 2000 apud Cesar Coll & Carles Monereo, 2010: Mudança de época e não época de mudanças: mudanças na organização social, nas relações interpessoais, novas formas de gerenciar o conhecimento;

  • Castells, 2000 apud Cesar Coll & Carles Monereo, 2010: Mudança de época e não época de mudanças: mudanças na organização social, nas relações interpessoais, novas formas de gerenciar o conhecimento;

  • Educação: mudanças nas formas de ensinar e aprender que a sociedade requer não responde a modismos.

  • São mudanças que vieram não só para ficar como para tornarem-se cada vez mais evidentes;



Monereo e Pozo (2010): abismo sociocognitivo

  • Monereo e Pozo (2010): abismo sociocognitivo

  • TICs criaram uma separação entre a maneira como pensam e se relacionam com o mundo aqueles que fazem uso esporádico ou circunstancial das tecnologias e aqueles cujas atividades cotidianas dificilmente não se encontram sempre ligadas a algum dispositivo tecnológico, sem a participação do qual a atividade seria diferente.





“Mente Virtual”: Produto da transformação cultural e cognitiva;

  • “Mente Virtual”: Produto da transformação cultural e cognitiva;

  • O tipo de “mente virtual” que nossa cultura vai gerar dependerá de que se promova não só o uso pragmático das TICs, mas seu uso epistêmico;

  • Será preciso que os estudantes pensem “com” as TICs e, além disso, que pensem “nelas” como um sistema para transformar a mente e tornar possível outros mundos em nossa mente.



“Se entendemos que conhecer não se reduz a se informar, que não basta expor-se aos meios de informação para adquiri-las, senão que é preciso operar com as informações para, com base nelas, chegar ao conhecimento, então nos parece que a universidade (e os professores) têm um grande trabalho a realizar, que é proceder à mediação entre a sociedade da informação e os alunos, a fim de possibilitar que, pelo exercício da reflexão, adquiram a sabedoria necessária à permanente construção do humano (Pimenta e Anastasiou, 2005, pág 102).”

  • “Se entendemos que conhecer não se reduz a se informar, que não basta expor-se aos meios de informação para adquiri-las, senão que é preciso operar com as informações para, com base nelas, chegar ao conhecimento, então nos parece que a universidade (e os professores) têm um grande trabalho a realizar, que é proceder à mediação entre a sociedade da informação e os alunos, a fim de possibilitar que, pelo exercício da reflexão, adquiram a sabedoria necessária à permanente construção do humano (Pimenta e Anastasiou, 2005, pág 102).”



Propiciar o domínio de um conjunto de conhecimentos, métodos e técnicas científicos, que assegurem o domínio científico e profissional do campo específico;

  • Propiciar o domínio de um conjunto de conhecimentos, métodos e técnicas científicos, que assegurem o domínio científico e profissional do campo específico;

  • Conduzir a uma progressiva autonomia do aluno na busca de conhecimentos;

  • Considerar o processo de ensinar/aprender como atividade integrada à investigação;

  • Desenvolver a capacidade de reflexão;



Substituir a simples transmissão de conteúdos por um processo de investigação do conhecimento;

  • Substituir a simples transmissão de conteúdos por um processo de investigação do conhecimento;

  • Integrar, vertical e horizontalmente, a atividade de investigação à atividade de ensinar do professor, o que supõe trabalho em equipe;

  • Criar e recriar as situações de aprendizagem;

  • Valorizar a avaliação diagnóstica e compreensiva da atividade mais do que avaliação como controle;

  • Conhecer o universo cultural e de conhecimentos dos alunos e desenvolver, com base nele, processos de ensino e aprendizagem interativos e participativos.



Conteúdos

          • Conteúdos


Aprendizagem é entendida como resultado de uma relação interativa entre professor, aluno e conteúdos;

  • Aprendizagem é entendida como resultado de uma relação interativa entre professor, aluno e conteúdos;

  • Relação interativa: articulação e inter-relação das atuações de professor e alunos em torno dos conteúdos ou tarefas da aprendizagem e na sua evolução ao longo do processo de aquisição do conhecimento.

  • Distância precisa ser suplantada por meio de procedimentos diferenciadores na elaboração da instrução e na facilitação da interação (Moore e Kearsley, 2008).



Mauri e Onrubia (2010) para apoiar a autêntica aprendizagem na educação online ou a distância é imperativo proporcionar os suportes adequados.

  • Mauri e Onrubia (2010) para apoiar a autêntica aprendizagem na educação online ou a distância é imperativo proporcionar os suportes adequados.

  • Instructional Scaffolding: teoria dos andaimes educacionais;

  • O conceito de andaime: ajuda ou tutoria oferecidos no qual professores e estudantes estabelecem conexões significativas

  • Auxílio para a execução de tarefas que o aluno não conseguiria resolver sozinho (ZDE – Vygotsky).

  • Essa metáfora ilustra a ideia de construção, na qual os andaimes são oferecidos com vistas a possibilitar que o aluno possa avançar na resolução de problemas de forma colaborativa.



Dispor de conhecimentos e das capacidades necessárias para identificar e caracterizar contextos relevantes para a atividade educativa ;

  • Dispor de conhecimentos e das capacidades necessárias para identificar e caracterizar contextos relevantes para a atividade educativa ;

  • Pedagógico;

  • Social;

  • Organização e Gestão;

  • Técnico;

  • (Berge, 1995 e Teles, 2009)









A profissão do professor exige de seus profissionais alteração, flexibilidade, imprevisibilidade. Não há modelos ou experiências modelares a serem aplicadas. A experiência acumulada serve apenas de referência, nunca padrão de ações com segurança de sucesso. Assim, o processo de reflexão, tanto individual como coletivo, é a base para a sistematização de princípios norteadores de possíveis ações, e nunca de modelos (Pimenta e Anastasiou, 2005, pág. 199).

  • A profissão do professor exige de seus profissionais alteração, flexibilidade, imprevisibilidade. Não há modelos ou experiências modelares a serem aplicadas. A experiência acumulada serve apenas de referência, nunca padrão de ações com segurança de sucesso. Assim, o processo de reflexão, tanto individual como coletivo, é a base para a sistematização de princípios norteadores de possíveis ações, e nunca de modelos (Pimenta e Anastasiou, 2005, pág. 199).



BERGE, Z. L., The Role of the Online Instructor/Facilitator. Educacion Technology, n.35, 1995, p.22-30. Disponível em: http://emoderators.com/wp-content/uploads/teach_online.html. Acessado em 01.05.2015

  • BERGE, Z. L., The Role of the Online Instructor/Facilitator. Educacion Technology, n.35, 1995, p.22-30. Disponível em: http://emoderators.com/wp-content/uploads/teach_online.html. Acessado em 01.05.2015

  • COLL, C., MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

  • MAURI, T., ONRUBIA, J. O professor em ambientes virtuais: condições, perfil e competências. In: COLL, C., MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010, pág. 118-1135.

  • MONEREO, C., POZO, J.I. O aluno em ambientes virtuais: condições, perfil e competências. In: COLL, C., MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010, pág. 97-117.

  • MOORE, M. e KEARSLEY. Educação a Distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

  • PIMENTA; S. G.; ANASTASIOU, L. Docência no Ensino Superior. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2005.

  • TELES, L. A Aprendizagem por e-learning. In: LITTO, F. M. ; FORMIGA, M. (Ed.). Educação a Distância: o estado da arte. Pearson ed. São Paulo, 2009.



Yüklə 0,58 Mb.

Dostları ilə paylaş:




Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©azkurs.org 2020
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə